Descubra O Que É Payback E Como Calcular O Prazo De Retorno De Investimento

Imagem de Sanon Matias

Você sabe o que é payback? Em resumo, ele é um indicador financeiro que mostra qual o tempo de retorno de um investimento.

Ou seja, mostra em quanto tempo aquele dinheiro que você investiu em uma empresa vai voltar para o seu bolso.

Para saber como calcular e quais são as variáveis que fazem parte dessa conta, continue lendo este artigo!

Aqui você também vai saber quais são as vantagens e desvantagens de acompanhar esse indicador e conhecer alguns outros que são importantes para o seu negócio.

Além disso, também temos uma dica para te ajudar nessa tarefa: o ERP WebMais.

Com ele, você terá todas as informações mais importantes para fazer o seu cálculo do payback com mais precisão. Agende uma demonstração gratuita e veja.

Marcou sua demonstração? Então vamos continuar com a leitura. Aproveite!

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O Que É Payback?

Payback é uma expressão em inglês que, ao ser traduzida para o português, significa simplesmente “retorno”.

No contexto financeiro, ele é utilizado como uma ferramenta para medir o tempo necessário para recuperar um investimento e começar a obter lucros.

Em outras palavras, ele responde à pergunta: em quanto tempo o dinheiro investido será recuperado?

Esse indicador é apresentado em termos de dias, meses ou anos, oferecendo uma visão clara do período que o investimento levará para se pagar.

Atualmente, existem duas abordagens comuns para calcular o payback: o método simples e o descontado.

Em resumo, o payback é uma ferramenta acessível e direta, que ajuda a avaliar a viabilidade financeira de um investimento ao fornecer uma estimativa do tempo necessário para começar a colher os frutos financeiros.

Para Que Serve O Payback?

O Payback é uma ferramenta útil para investidores e gestores, pois ajuda a entender em quanto tempo um investimento se pagará.

Investidores usam essa ferramenta para saber quando vão recuperar o dinheiro que colocaram em um negócio, o que os ajuda a decidir se vale a pena investir.

Já os gestores usam o payback para calcular o tempo necessário para ter o retorno de melhorias feitas no negócio, como a compra de equipamentos novos.

Isso ajuda o gestor a avaliar se o investimento vai afetar negativamente o dinheiro disponível ou se será benéfico para a empresa naquele momento.

Sendo assim, o payback é uma maneira simples de tomar decisões financeiras, fornecendo informações sobre a rentabilidade de investimentos.

Quais As Vantagens E Desvantagens Em Utilizar O Payback?

Assim como qualquer indicador de desempenho, o payback também possui vantagens e desvantagens.

Entre suas vantagens podemos destacar:

  • É um cálculo simples, fácil de aprender;
  • Ajuda a entender os riscos e a viabilidade do investimento;
  • Mostra o tempo que o investimento levará para trazer retorno.

Mas, falando de desvantagens, temos:

  • Projetos de curto prazo são ideais;
  • Pouco compatível com projetos complexos;
  • Não considera os rendimentos obtidos após o investimento inicial ter sido recuperado.
Vantagens e desvantagens do payback

Vantagens

Cálculo simples
Aponta riscos e viabilidade de investimentos
Mostra o tempo de retorno do investimento

Desvantagens

Não atende bem projetos de longo prazo
Pouca compatibilidade com projetos complexos
Desconsidera rendimentos obtidos após o investimento inicial ter se recuperado

Quais As Diferenças Entre Payback Simples E Descontado?

Agora que você já sabe o que é payback e como ele é utilizado, é hora de partir para o cálculo.

Primeiramente, você precisa saber que existem dois tipos de payback, o simples e o descontado.

O payback simples é calculado sem considerar o valor do dinheiro no tempo. Já o descontado, como o nome indica, desconta um valor por meio de uma taxa de juros.

Como Calcular O Payback Simples?

Agora que já sabemos o que é o payback e para que ele serve, vamos ver como calculá-lo.

O payback simples é mais fácil de ser calculado, mas não considera variáveis que podem ter impacto com o passar do tempo.

Então, para fazer o cálculo, é preciso pegar o valor do investimento e dividir pelo fluxo de caixa médio do período que será analisado.

PAYBACK SIMPLES = investimento inicial ÷ saldo médio do fluxo de caixa do período

Vamos supor que você adquiriu uma máquina nova para a sua linha de produção, no valor de R$27 mil reais.

E você sabe que com essa máquina você terá uma receita mensal de R$3 mil. Assim, para saber o valor do payback, basta colocar na fórmula:

PAYBACK SIMPLES = 27.000 ÷ 3.000

PAYBACK SIMPLES = 9 meses

Ou seja, você irá demorar 9 meses para começar a ter retorno sobre o investimento feito na máquina em questão.

Como Calcular O Payback Descontado

Já o payback descontado leva em consideração uma taxa de desconto que faz a correção dos valores dentro de um período.

Fazendo a correção monetária conforme a desvalorização ou valorização da moeda.

Vamos aprender alguns conceitos para fazer o cálculo:

  • Taxa Mínima de Atratividade – TMA: é a taxa usada para definir a rentabilidade mínima que se espera com o investimento. É definida por quem faz o cálculo, normalmente se usa como base a taxa SELIC.
  • Valor Presente Líquido – VPL: é o valor do fluxo de caixa atual, e é calculado a partir de valores futuros, com desconto do TMA.

Para calcular o payback descontado primeiro vamos encontrar o VPL, com a fórmula a seguir:

VPL = fluxo de caixa médio ÷ (1+TMA)t

Sendo “ t”, o período em tempo que está sendo considerado pelo cálculo.

Sabendo o VPL, podemos calcular o payback descontado:

PAYBACK DESCONTADO = investimento inicial ÷ VPL

Para o exemplo, vamos utilizar os mesmos dados do exemplo anterior, investimento inicial de R$ 27 mil, com um retorno mensal previsto de R$ 3 mil.

Para o cálculo vamos considerar o período de um ano e uma taxa de 10%.

VPL = 3.000 ÷ (1+0,10)¹

VPL = 2.727,27

Agora que encontramos o VPL, vamos ao cálculo do payback.

PAYBACK DESCONTADO = 27.000 ÷ 2.727,27

PAYBACK DESCONTADO = 9.9 meses

Podemos perceber que na comparação entre os dois, o prazo de retorno teve um leve aumento no descontado.

Como Analisar O Payback?

Em resumo, analisar o Payback significa avaliar um indicador que nos ajuda a tomar decisões financeiras.

Ilustração de homem ao lado de uma prancheta escrito "payback" e "O Payback é essencial para tomar boas decisões financeiras"

Isso porque ele fornece informações sobre a rapidez com que um investimento pode se pagar.

Então, ao entender se o investimento será lucrativo para a empresa em um determinado período, os gestores conseguem planejar de maneira mais eficaz os próximos passos na administração do negócio.

Vale ressaltar que o Payback não deve ser considerado isoladamente, pois é mais eficiente quando utilizado em conjunto com outros indicadores, proporcionando uma análise mais abrangente e precisa da viabilidade financeira de um projeto.

Como Avaliar Se O Tempo De Payback É O Ideal?

Avaliar se o tempo de payback é ideal é essencial ao tomar decisões financeiras. Para determinar se o tempo é bom, é preciso considerar alguns pontos importantes.

Primeiramente, é fundamental identificar o investimento inicial no projeto. Isso inclui todos os custos associados ao início da empreitada.

Em seguida, deve-se analisar os fluxos de caixa gerados pelo projeto ao longo do tempo. Os fluxos de caixa são as entradas e saídas de dinheiro relacionadas ao investimento.

Ao calcular o payback, basta dividir o investimento inicial pelos fluxos de caixa anuais. Isso oferecerá uma visão clara de quanto tempo levará para recuperar o dinheiro investido.

Um tempo de payback mais curto geralmente é preferível, pois indica uma recuperação mais rápida do investimento. Contudo, é essencial considerar o contexto do projeto.

Alguns setores podem ter paybacks naturalmente mais longos devido à natureza do negócio.

Além disso, é importante avaliar os riscos associados ao projeto. Projetos com paybacks mais curtos podem ser mais seguros, mas isso nem sempre é uma regra.

Avaliar a estabilidade do ambiente de negócios, as tendências do mercado e outros fatores relevantes também é crucial.

Em resumo, ao avaliar se o tempo de payback é ideal, leve em conta o investimento inicial, os fluxos de caixa, o contexto do projeto e os riscos envolvidos.

Isso ajudará a tomar decisões financeiras mais informadas e alinhadas com os objetivos da empresa.

Quais São Os Outros Indicadores Para Calcular Além Do Payback?

Além do payback, podemos usar outros indicadores na hora de fazer análises sobre os investimentos. Então, abaixo vamos ver um pouco mais sobre o ROI, TIR e a Rentabilidade.

Retorno Sobre Investimento (ROI)

O ROI é abreviação do termo em inglês return on investment, e em português é retorno sobre investimento. Ele é um dos KPIs mais usados na tomada de decisões sobre projetos na empresa.

Com esse indicador, a empresa consegue saber quanto dinheiro está ganhando ou perdendo com cada investimento que fez.

Quer calcular o ROI? basta utilizar a fórmula:

ROI (%) = (ganho obtido – valor do investimento) ÷ valor do investimento x 100

Taxa Interna De Retorno (TIR)

A Taxa Interna de Retorno, ou TIR, é usada para calcular a taxa de desconto que o seu fluxo de caixa precisa para que o VPL seja igual a zero.

Em inglês, esse indicador é conhecido como Internal Rate of Return – IRR. A fórmula para cálculo da TIR é:

Veja a fórmula para calcular a taxa interna de retorno - TIR:

Rentabilidade

Já a rentabilidade é o indicador que é usado para medir o retorno da empresa como um todo, a partir de todo o investimento realizado em um período.

Usa-se a seguinte fórmula para calcular:

Rentabilidade = Lucro líquido ÷ investimento x 100

As Melhores Dicas Para Calcular O Payback

Agora que você já sabe como calcular o payback simples e descontado, vamos ver algumas dicas para você ficar atento na hora de fazer o cálculo do payback.

Inventário

Mantenha um registro claro das receitas e despesas da empresa. Conheça os planos de investimento e expansão do negócio para garantir que todas as transações estejam devidamente consideradas.

Atualização

Mantenha seu fluxo de caixa sempre atualizado. Adicione ou elimine receitas e despesas conforme necessário.

Além disso, é fundamental manter seu orçamento e plano de negócios atualizados para refletir a realidade financeira da empresa.

Período Contemplado

Não se esqueça de determinar o período que será utilizado para calcular o payback. Escolher a duração correta é crucial para uma análise precisa.

Projeções Realistas

Ao calcular o payback, leve em consideração possíveis perdas durante o período.

Assim você terá uma projeção mais realista, considerando eventualidades que possam impactar os resultados financeiros.

Acompanhamento

Como qualquer indicador, é vital acompanhar o payback ao longo do tempo. Isso permitirá verificar se tudo está seguindo conforme o planejado.

Mas, caso haja divergências, intervenha prontamente e faça os ajustes necessários para manter o negócio no caminho certo. O acompanhamento regular é essencial para garantir a eficácia do investimento.

Mas como conseguir isso? O ideal é contar com um ERP na sua empresa, um sistema que armazena e organiza todos os dados sobre o negócio.

Dessa forma, você consegue ter acesso a números realistas e consegue calcular o payback com base em dados, e não em suposições.

Qual A Relação Do Payback E Fluxo De Caixa?

O payback é uma maneira simples de calcular quanto tempo levará para recuperar o dinheiro investido em um projeto ou negócio.

Em termos simples, representa o período necessário para que os ganhos gerados por esse investimento cubram o valor inicial investido.

Esse período é expresso em anos e serve como uma ferramenta útil para avaliar quão rapidamente um investimento se paga.

Por outro lado, o fluxo de caixa refere-se à entrada e saída de dinheiro em uma empresa ao longo do tempo.

Ele destaca a liquidez da empresa, ou seja, a facilidade com que pode converter ativos em dinheiro, e sua capacidade de cumprir obrigações financeiras.

Ao analisar o fluxo de caixa, os gestores podem ter uma compreensão clara da saúde financeira da empresa, permitindo-lhes tomar decisões bem fundamentadas.

Em resumo, o payback e o Fluxo de Caixa são ferramentas importantes para avaliar a viabilidade e a saúde financeira de um investimento ou negócio.

Payback E ROI

O payback e o ROI são métricas essenciais para avaliar a viabilidade e rentabilidade de um investimento.

O payback foca no tempo necessário para recuperar o dinheiro investido, indicando a rapidez com que o capital inicial retorna.

Por outro lado, o ROI calcula o retorno percentual sobre o investimento inicial, oferecendo uma perspectiva da eficiência desse retorno em termos percentuais.

Ao analisar ambos em conjunto, podemos obter uma compreensão abrangente do desempenho de um investimento.

O payback destaca a agilidade na recuperação do investimento, enquanto o ROI oferece uma medida mais ampla, considerando a eficácia desse retorno em relação ao investimento inicial.

A interligação entre essas métricas é fundamental, proporcionando uma visão completa sobre o sucesso financeiro de um projeto ou decisão de investimento.

Em resumo, o payback e o ROI trabalham em conjunto para fornecer uma análise abrangente, considerando tanto a rapidez quanto a eficiência do retorno financeiro.

Essas métricas são valiosas ferramentas para os gestores avaliarem a performance dos investimentos e tomarem decisões informadas sobre o uso dos recursos financeiros da empresa.

Payback Para Empresas

No contexto empresarial, o payback desempenha um papel vital na tomada de decisões estratégicas.

Empresas frequentemente enfrentam a necessidade de alocar recursos limitados para diversos projetos e iniciativas.

Ao utilizar o payback, os gestores podem priorizar projetos com retornos mais rápidos, aumentando a liquidez e a capacidade de reinvestimento.

Além disso, o payback é uma ferramenta valiosa para gerenciar o risco. Projetos com payback mais curto têm uma menor exposição ao risco, já que o investimento é recuperado em um período mais curto.

Isso pode ser crucial em ambientes de negócios dinâmicos, onde a incerteza é uma constante.

Payback Para Investimentos

Ao considerar investimentos financeiros, seja em projetos, ações ou outros instrumentos, o payback continua a ser uma métrica relevante.

Investidores individuais e institucionais utilizam o payback para avaliar a atratividade de diferentes oportunidades de investimento.

Projetos com payback mais curto são frequentemente vistos como menos arriscados e mais desejáveis.

No entanto, é essencial considerar que o payback, por si só, pode não fornecer uma imagem completa.

A qualidade do investimento, a sustentabilidade dos retornos e outros fatores também desempenham papéis significativos na análise de investimentos.Portanto, o payback deve ser utilizado em conjunto com outras métricas para uma avaliação abrangente.

BANNER As melhores métricas para você alavancar sua empresa!

Conclusão

Em conclusão, compreender o payback é essencial para qualquer empreendedor ou investidor que busca tomar decisões financeiras informadas e estratégicas.

Esse indicador oferece uma visão clara do tempo necessário para recuperar o investimento, ajudando a priorizar projetos, gerenciar riscos e avaliar a rentabilidade.

No entanto, é crucial lembrar que o payback deve ser utilizado em conjunto com outros indicadores, como ROI e TIR, para uma análise abrangente.

A integração dessas métricas, aliada a práticas como manter registros precisos e contar com um sistema eficiente como o ERP WebMais, fortalece a capacidade de tomada de decisão.

Ao entender payback e seu papel no contexto empresarial e de investimentos, os gestores podem conduzir seus negócios de forma mais estratégica, garantindo uma gestão financeira bem sucedida.

Entre em contato conosco na WebMais para agendar uma demonstração e potencializar sua tomada de decisões financeiras.

Deixe um comentário