Indústria 5.0: Quais as tecnologias e os impactos?

Indústria 5.0: Entenda O Que É, Quais as Tecnologias e os Impactos?

Para chegarmos ao número 5.0 é porque obviamente escalamos ao longo das eras as outras 4 posições da evolução da indústria, por isso, decidimos fazer aqui uma breve introdução dessa evolução tecnológica a fim de que você absorva o conteúdo sobre a indústria 5.0 de uma forma mais fluida e consciente.

BANNER TOPO BLOG Estoque, compras e muito mais

O Que É Indústria 5.0?

A indústria 5.0 consiste em um ecossistema que reúne pessoas e máquinas em um ambiente de coworking, integrando diferentes empresas e tecnologias (robótica ou virtual) em um mesmo espaço multidisciplinar (pessoas de diferentes segmentos do mercado), visando sempre a melhoria e a simplificação da vida humana por meio da automação tecnológica.

Quando relacionamos a indústria 5.0 ao conceito de sociedade 5.0, o assunto se expande ainda mais, pois a sociedade 5.0 está modernizando o dia a dia das pessoas, utilizando-se de todo o conhecimento produzido na era da indústria 4.0.

Sim, podemos dizer que já estamos vivendo o início dessa transição da 5ª revolução industrial. Quem sabe não sentimos os impactos, pois nossa geração já está inserida no ambiente 4.0 que visa transformar o dia a dia das pessoas por meio da facilitação tecnológica.

Quando Surgiu a Indústria 5.0?

Yoko Ishikura é professora na Universidade de Hitotsubashi em Tókio/Japão. Foi ela que em 2016 comunicou sobre a sociedade 5.0 no 5º plano básico de ciência e tecnologia, e foi desde então que as evoluções passaram a impulsionar ainda mais o dia a dia das pessoas a partir da criação de soluções básicas e complexas do cotidiano.

Ela apresentou o conceito de sociedade 5.0 que veio a ser divulgado e estudado no restante do planeta, levando o assunto a evoluir ainda mais para aplicação das novas tecnologias no dia a dia das pessoas.

Evolução da Indústria no Cenário Mundial

Evolução da Indústria

Indústria 1.0: impulsionada pela invenção da locomotiva entre outras máquinas a vapor;
Indústria 2.0: impulsionada pela distribuição de energia elétrica
Indústria 3.0: impulsionada pela criação do computador;
Indústria 4.0: ampliou a tecnologia com o big data, ou seja, criação de servidores para armazenamento de dados;
Indústria 5.0: as invenções passam agora a trabalhar em favor do bem-estar das pessoas, facilitando seu dia a dia a partir de sistemas inteligentes.

Temos abaixo uma breve linha do tempo sobre como se comportou a sociedade ao longo das mudanças das 4 revoluções industriais pelas quais passamos. Confira a linha do tempo de cada revolução abaixo de acordo com os marcos históricos da tecnologia:

Indústria 1.0

Este marco de evolução industrial foi impulsionado pela invenção da locomotiva entre outras máquinas a vapor no século XIX. Este tipo de transporte criado por ingleses proporcionou a agilidade no transporte, revolucionando os processos produtivos.

Indústria 2.0

O marco da evolução que impulsionou a tecnologia e trouxe a era da indústria 2.0 foi a Distribuição de Energia Elétrica, a qual teve como precursor o famoso cientista Thomas Edison. 

O inventor se apropriou de uma antiga descoberta (eletricidade), criando formas de distribuí-la em uma rede de alimentação de dispositivos.

Em Nova York, ainda no século XIX, aconteceu então o segundo passo para a evolução industrial que proporcionou a produção em massa, a qual foi aproveitada por Henry Ford, por exemplo, que impulsionou a indústria automobilística.

Indústria 3.0

Décadas depois da popularização da distribuição da energia elétrica, houve outro marco na tecnologia mundial que resultou em nada menos do que a criação do computador. 

Você já deve ter visto imagens, ou quem sabe ouvido histórias sobre computadores que ocupavam grandes salas para que pudessem funcionar.

As tecnologias computacionais, as quais iniciaram nos anos 40 do século XX, tomaram conta das indústrias, fazendo a cultura da produtividade Ford ser substituída aos poucos pela inteligência dos processadores de computador, os quais diminuíram de tamanho na medida em que foram evoluindo.

É importante ressaltar que a indústria 3.0 também foi marcada pela criação do que hoje conhecemos por robótica tradicional, ou seja, as primeiras máquinas que começaram a substituir pessoas, foram essas criadas na era da indústria 3.0.

Indústria 4.0

Essa revolução industrial chamada de indústria 4.0 marca exatamente a era na qual vivemos. Em decorrência da criação e evolução dos computadores, cientistas da computação desenvolveram softwares capazes de automatizar processos que antes dependiam de operação e inteligência humana (ou orgânica).

A criação do sistema ERP é um grande exemplo deste salto tecnológico que fez com que os processos produtivos deixassem de ser controlados em papéis, e passassem a ser computados em máquinas inteligentes.

Impulsionada ainda mais pelo advento da internet, a indústria 4.0 ampliou a tecnologia com o big data, ou seja, criação de servidores para armazenamento de dados.

Abaixo você vê também alguns elementos tecnológicos bem como sistemas inteligentes que contribuíram para a consolidação da indústria 4.0:

  1. O conceito de analytics (análise de dados para decisões estratégicas);
  2. Inteligência artificial (softwares e aplicativos que facilitam o dia a dia das pessoas nas empresas);
  3. A impressão 3D;
  4. Robotização;
  5. IOT (Internet of Things) ou internet das coisas

Esses elementos também contribuíram para que o ambiente corporativo migrasse mais rapidamente para o conceito 4.0, já que a facilitação dos processos diários passou a resumir o tempo, e simplificar tarefas que antes necessitavam da operação humana sujeita a erros.

A inteligência artificial, sobretudo, veio para prever problemas e garantir segurança nos processos da indústria. Isso diminuiu drasticamente os problemas relacionados à falha humana.

Indústria 5.0

Será que a indústria 5.0 existe, ou é só uma projeção do que teremos nas próximas décadas?

Com toda essa evolução que transformou o ser humano em um criador de processos,  máquinas e inovações virtuais, o que mais poderia mudar na indústria ou na vida das pessoas de modo a fazê-las atravessar um novo marco tecnológico?

É exatamente isso que vamos explicar nos tópicos a seguir que definirão os conceitos, objetivos e, principalmente, os impactos trazidos pela indústria 5.0.

Quais os Objetivos da Indústria 5.0?

A indústria 5.0 foca na construção da sociedade do futuro, tudo isso pela criação de softwares, robôs, dentre outros sistemas inteligentes capazes de garantir a diminuição das falhas humanas, por meio da inteligência artificial.

Para sermos mais exatos, podemos dizer que ao invés da tecnologia ser voltada somente ao ambiente corporativo (bens de consumo), as invenções passam agora a trabalhar em favor do bem-estar das pessoas, facilitando seu dia a dia a partir de sistemas inteligentes.

Quais as Características da Indústria 5.0?

A indústria 5.0 caracteriza-se pela integração entre humanos e inteligência artificial, seja ela virtual ou robótica em uma interação de ambiente coworking, a qual promove uma união multidisciplinar, ou seja, pessoas de diversas áreas e segmentos compartilhando o mesmo espaço de trabalho.

Quais as Tecnologias Envolvidas na Indústria 5.0?

As tecnologias envolvidas na indústria 5.0 são as mesmas da indústria 4.0, ou seja, na indústria 5.0 você vê a presença da nanotecnologia de última geração (robôs inteligentes), e também da AI (Inteligência artificial) por meio de softwares que facilitam o dia a dia de pessoas e também a rotina de organizações).

Ambas as tecnologias convergem em um mesmo objetivo, que é: interagir com a rotina humana, simplificando processos e trazendo benefícios em diversas áreas, seja na administração organizacional, ou até mesmo em facilidades relacionadas à saúde e segurança das pessoas.

Quais os Impactos da Indústria 5.0 na Sociedade?

Quais os impactos da indústria 5.0 na sociedade? Sociedade 5.0

Agindo nas relações humanas e profissionais;
Agindo na segurança;
Agindo na sua saúde;
Agindo na logística;
Agindo na igualdade social.

Já é uma realidade em nosso dia a dia o monitoramento por câmeras de vigilância, seja para segurança do seu lar, empresa, ou até mesmo para segurança no trânsito, por isso mais uma vez ressaltamos que a realidade da indústria 5.0 já se faz presente. 

Contudo, delimitamos aqui em algumas seções a revolução que esses conceitos trouxeram para as relações humanas.

Sociedade 5.0 Agindo nas Relações Humanas e Profissionais

O conceito de coworking já é uma realidade, já que para reduzir custos com locais físicos, as empresas têm formado parcerias em ambientes compartilhados, promovendo uma interdisciplinaridade dentro de um mesmo local.

A indústria 5.0 leva essa realidade a um novo patamar, tanto pela inserção de máquinas no ambiente coworking (que antes era composto somente por pessoas de diferentes áreas e segmentos), quanto pelas inovações relacionadas à realidade virtual, que futuramente vai integrar pessoas e relações comerciais em um âmbito 100% online.

A exemplo disso, temos as revoluções apresentadas pela Meta, empresa criadora do Facebook e detentora de outras mídias sociais. A Meta tem divulgado suas aspirações tecnológicas que visam alterar a forma com que as pessoas e as tecnologias se relacionam, a partir de um mundo paralelo virtual que cria para cada usuário uma “versão avatar” para relacionamento dentro da ferramenta.

Evoluções como esta conduzem o conceito de coworking a um novo nível, digitalizando ainda mais o nosso dia a dia, e facilitando ainda mais a nossa comunicação com pessoas e bots (robôs de interação virtual).

Sociedade 5.0 Agindo na Sua Segurança

O uso da tecnologia para monitorar tarefas simples como a câmeras de segurança que captam imagens das crianças enquanto brincam, por exemplo, ou até mesmo o monitoramento de ruas e avenidas para definirem se há ou não congestionamento no trânsito é um ótimo exemplo de tecnologia relacionada ao bem-estar das pessoas.

Essas interações já acontecem, e já temos um sistema público adaptado para demandas de segurança virtual.

Sociedade 5.0 Agindo na Sua Saúde

A criação de dispositivos que possuem uma característica preditiva em relação à saúde tem marcado um grande passo para o bem-estar humano, uma vez que isso possibilita investigar com antecedência o aparecimento de doenças, levando as pessoas a buscarem tratamento antes mesmo do problema se manifestar.

Sociedade 5.0 Agindo na Logística

Imagine poder realizar um pedido de algum produto via internet, e recebê-lo horas depois por meio de veículos aéreos (Drones) que entregam o produto em sua porta, janela ou sacada?

Essa realidade já está em teste em algumas cidades pelo mundo, e isso mostra mais uma vez a tecnologia em prol da facilidade logística que altera processos de empresas e facilita o dia a dia das pessoas.

Sociedade 5.0 Agindo na Igualdade Social

Temos visto a tecnologia sendo cada dia mais “democratizada” dentre as pessoas. O que antes era de fácil acesso somente às pessoas com grande poder aquisitivo, hoje já é acessível a maioria dos cidadãos em ambiente urbano ou civilizado.

A fomentação da acessibilidade a todas as pessoas faz a Sociedade 5.0 encurtar o acesso a inovações na área da saúde, diminuindo assim os riscos de fatalidades que podem ser evitadas pela medicina preventiva.

A própria criação de tradutores para diversas línguas e necessidades especiais se caracteriza como uma grande marca da relação entre tecnologia e bem-estar humano. A exemplo disso temos a tradução de conteúdos para língua de sinais, bem como a transformação do conteúdo em áudio para pessoas com problemas auditivos.

Fora isso, temos também os tradutores de idiomas que proporcionam interpretação de línguas em tempo real, capaz de diminuir falhas na comunicação de pessoas que não falam a mesma língua.

Essas são só algumas das inúmeras facilidades que a indústria 5.0 promove nesta relação entre tecnologia e pessoas.

Quais as Diferenças Entre a Indústria 5.0 e 4.0?

Qual a diferença da indústria 5.0 e indústria 4.0?

A indústria 5.0 na verdade se apropria do conceito tecnológico desenvolvido pela indústria 4.0, com a única diferença de usar a tecnologia a favor do dia a dia das pessoas, e não necessariamente para o ambiente corporativo/industrial.

Enquanto a indústria 4.0 foca na criação de soluções que melhorem os processos, a qualidade e a precisão da produção dos bens de consumo, a indústria 5.0, também chamada de sociedade 5.0, cria soluções que simplificam processos diários das pessoas, proporcionando acessibilidade e mais mobilidade aos usuários.

Quais os Benefícios da Indústria 5.0?

Só o fato de a indústria 5.0 estar voltada para a criação de soluções que simplificam o cotidiano das pessoas, já se pode perceber os tipos de benefícios que ela traz.

Abaixo resumimos alguns deles:

Otimização de Custos

A própria pandemia do COVID-19 veio para impulsionar um tipo de serviço que se tornou altamente necessário, que são as consultas médicas online. 

Com a popularização dos serviços médicos virtuais, as pessoas (tanto como pacientes como profissionais da saúde), passaram a não ter necessidade de se locomover até um consultório para realizarem um diagnóstico.

Serviços desse tipo ajudam a reduzir não só custos com estrutura física, mas também custos com transporte.

No ambiente corporativo, a indústria 5.0 têm reduzido a necessidade de escritórios que reúnem grande número de profissionais, uma vez que os ambientes de coworking dão às pessoas a possibilidade de dividir custos com a estrutura compartilhada, além de poderem se comunicar e alinhar questões organizacionais de forma online, ou seja, unindo no ambiente coworking a interação entre pessoas e AI.

Personalização

A sociedade 5.0 passa a contar com soluções virtuais de acordo com suas necessidades especiais, ou seja, os software e robôs possuem a capacidade de se adequar à rotina pessoal e profissional das pessoas.

Automatização

A automatização é basicamente o pano de fundo de todos esses avanços tecnológicos. Tornar uma rotina empresarial automática revolucionou a indústria, levando ela de um patamar 3.0 para 4.0

Trazendo isso para a indústria e sociedade 5.0 não é diferente, uma vez que o conceito dessa nova revolução é tornar mais prática a rotina das pessoas por meio de processos automáticos que otimizam o tempo dos usuários.

Como Implementar a Indústria 5.0?

Como abordamos anteriormente, o próprio fato de já termos ao nosso redor, dispositivos e softwares (AI) que interagem com nosso dia a dia, garantindo nossa segurança, monitoramento, benefícios para saúde entre outras vantagens aqui comentadas, já nos coloca em um ambiente de implementação dessas mudanças, isto é, nós já fazemos parte de uma sociedade 5.0 e fomos conduzidas para ela de forma natural.

Como implementar a Indústria 5.0?

Contudo a realidade do coworking que reúne pessoas e máquinas (robôs) em ambiente físico ou virtual depende muito de como as empresas vão reagir para que elas possam migrar de uma realidade tradicional (cada empresa em seu ambiente) para uma realidade correlacional interdisciplinar. 

Isso quer dizer que cabe a cada empresa avaliar a possibilidade de abrir mão de espaços físicos exclusivos, adequando seus profissionais em diferentes ambientes compartilhados.

Conclusão

Analisando toda essa revolução que tem acontecido de uma forma sutil, vemos o quão importante é a valorização de uma ideia inovadora.

Uma professora em Tóquio lançou na sociedade uma ideia que amadureceu ao longo dos anos, trazendo a possibilidade de testemunharmos atualmente a transição de uma revolução industrial em tempo real.

Tudo isso partiu da debilidade que tínhamos de realizar milhões de processos por segundo, dificuldade esta que a máquina passou a fazer, revolucionando os processos produtivos e o modo como as pessoas vivem e se relacionam.

Imagem de Sanon Matias
Sanon Matias

Fundador da WebMais Sistemas, Sanon Matias Fortunato possui mais de 25 anos de experiência em diversas vertentes das tecnologias e gestão empresarial, com ênfase em Indústria e Distribuição.

Deixe um comentário