Tire suas dúvidas sobre o extrato OFX

O Que É Extrato OFX E Como Exportar Esse Documento

Imagem de Sanon Matias

Você já ouviu falar em OFX, ou Open Financial Exchange? Esse é um formato de arquivo usado para armazenar informações financeiras e faz parte da rotina de trabalho de quem atua nessa área de uma empresa. Ele é ainda mais presente no controle dos recursos e na conciliação bancária.

Sozinho, ele é muito importante. Mas, com a integração certa em outros sistemas, torna-se uma ferramenta indispensável para ter precisão dos dados em tempo real e sem margem para erros comuns em muitas empresas.

Por isso, neste artigo, você saberá tudo sobre o extrato OFX. Veremos o que é, como usar, quais são as suas vantagens, como exportar o arquivo em diferentes instituições bancárias e quais os melhores sistemas para integrá-lo com sucesso.

Se você quer melhorar a sua conciliação bancária hoje mesmo, o ERP WebMais é a ferramenta ideal. Então, depois de ler o artigo, agende uma demonstração gratuita para saber mais sobre como aproveitar essa oportunidade em seu negócio, seja ele pequeno, médio ou de grande porte. 

Agora, vamos lá? Boa leitura.

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O Que É O Formato OFX?

OFX é a sigla para Open Financial Exchange, ou Intercâmbio Financeiro Aberto. Ele é um formato de arquivo digital, usado para armazenar informações financeiras.

O extrato OFX foi criado na década de 1990 pela Microsoft e pelas empresas Intuit e CheckFree. Hoje em dia é muito utilizado nos sistemas de internet banking, principalmente para a exportação do extrato bancário.

O arquivo OFX traz as mesmas informações encontradas no extrato emitido em caixas eletrônicos. Assim, ele mostra somente as movimentações financeiras que ocorreram em determinada conta.

Ele não traz nenhum dado sensível como senhas, por exemplo, e, por isso, é considerado seguro.

Para Que Serve O Formato OFX?

O extrato OFX (Open Financial Exchange) serve para importar extratos bancários em softwares financeiros ou de gestão empresarial. Assim, você não precisa visualizar os seus extratos em formato de tabela ou planilha, o que pode ser um pouco confuso.

Atualmente, os principais bancos do Brasil permitem que os clientes exportem os arquivos OFX com os seus dados e façam a importação nos softwares que utilizam em suas empresas. 

Dessa forma, a gestão consegue concentrar todos os dados importantes sobre as finanças da empresa em um só lugar. Isso traz mais praticidade e agilidade para o trabalho, além de diminuir as chances de erros.

Como Usar O Formato OFX?

O extrato OFX pode ser usado em diversos softwares. Assim como é possível importá-los para o seu sistema ERP, é possível também abri-los usando outros aplicativos instalados em seu computador, como:

  • Microsoft Money;
  • Microsoft Excel;
  • GnuCash for Mac;
  • Moneysoft Money Manager;
  • entre outros.

Quais As Vantagens Do Arquivo OFX?

Já imaginou cadastrar transação por transação no seu sistema de gestão empresarial? A depender do tamanho da empresa e do volume de vendas, você provavelmente não teria tempo para realizar nenhuma outra atividade.

Mas, com a criação do extrato OFX, esse registro deixou de ser feito manualmente. Com ele, é possível exportar um arquivo com todas as transações e passá-lo para o software de sua preferência, tornando o trabalho muito mais ágil e prático.

Além disso, o arquivo OFX também torna a conciliação bancária mais segura e deixa menos margem para erros. Isso porque há precisão dos dados, já que são fornecidos diretamente pelo banco.

Ilustração com benefícios do arquivo OFX dentro de um arquivo

Com toda essa automatização, há economia significativa de tempo na conciliação, permitindo que a equipe financeira se concentre em atividades estratégicas.

Qual A Diferença Entre Conciliação Bancária E Arquivo OFX?

A principal diferença entre conciliação bancária e arquivo OFX é que um trata-se de um processo de comparação entre registros financeiros internos e extratos bancários. Já o outro é um formato usado para importar dados bancários para facilitar esse processo.

A conciliação bancária é a atividade de comparação entre as transações financeiras registradas no controle interno com aquelas que estão no extrato bancário. 

Assim, o gestor consegue ter certeza de que todos os valores registrados em seu caixa realmente entraram ou saíram da conta bancária.

Essa conferência permite a identificação rápida de erros que, no futuro, poderiam se tornar uma grande dor de cabeça para a empresa, além de evitar fraudes. 

A conciliação bancária, portanto, é uma atividade de gestão financeira que utiliza o arquivo Open Financial Exchange (OFX), que indica quais movimentações foram registradas no banco. Assim, é só compará-lo com o controle do fluxo de caixa para uma conciliação bancária eficaz.

Precisa de ajuda com a sua gestão financeira? Preparamos um e-book com tudo o que você precisa saber para otimizar o seu fluxo de caixa. Baixe gratuitamente o seu. 

Qual A Diferença Entre ERP E Arquivo OFX?

A principal diferença entre ERP e arquivo OFX  é que o ERP é um sistema de gestão empresarial completo, enquanto o arquivo OFX é um formato de arquivo usado para importar dados financeiros para sistemas de software.

O ERP é um sistema de gestão de empresas que automatiza e facilita diversas atividades de rotina de um negócio. Entre elas a conciliação bancária e todo o controle financeiro.

É usado para centralizar todas as informações e processos da empresa em um único sistema, melhorando a eficiência, a comunicação interna e a tomada de decisões.

Definitivamente, é uma solução completa que ajuda a otimizar todas as funções empresariais e a melhorar a visibilidade e o controle das operações.

Já o OFX (Open Financial Exchange) é um tipo de arquivo usado para oferecer ao ERP informações com as quais trabalhar.

Com o OFX importado para o ERP, é possível fazer a conciliação muito mais rapidamente e, em alguns casos, até de forma automática.

Como Exportar O Arquivo OFX?

Como falamos, hoje em dia a maioria dos bancos permite que os extratos sejam exportados em formato OFX. A forma de fazer a exportação, no entanto, depende do sistema de cada instituição

Ilustração com gestor preocupado pensando "a exportação do arquivo OFX não é igual para todos os bancos"

Para facilitar o seu trabalho, preparamos, a seguir, um passo a passo para a importação nos principais bancos do país.

Banco Do Brasil

Para exportar o seu extrato em formato OFX no Banco do Brasil, você deve:

  1. Acessar o Internet Banking e fazer login.
  2. Clicar em “Extrato”.
  3. Selecionar a opção “Conta Corrente”.
  4. Indicar o período desejado.
  5. Salvar o arquivo que aparece na tela.

Mas lembre-se: é importante lembrar que o Banco do Brasil disponibiliza somente os extratos dos últimos 60 dias. Por isso, você deve fazer essa exportação com frequência.

Bradesco

No Bradesco, depois de acessar o Internet Banking e fazer o seu login, você deve:

  1. Acessar a página de saldos e extratos.
  2. Selecionar a opção “Extrato mensal / Por Período”.
  3. Indicar o período desejado.
  4. Clicar no botão “Buscar”.
  5. Selecionar a opção “Money 2022” e o formato OFX.
  6. Salvar o arquivo.

Caixa Econômica

Já no site da Caixa Econômica, após fazer login e acessar a sua conta, você deve:

  1. Clicar na opção “Minha Conta”.
  2. Selecionar a “Extrato em Arquivo” (txt, ofc e ofx).
  3. Indicar um período.
  4. Selecionar o formato OFX.
  5. Clicar em “Continuar”.
  6. Salvar o arquivo.

Itaú

No Itaú, depois de fazer o login na sua conta:

  1. Clique em “Extrato”.
  2. Indique um período.
  3. Clique na opção “Salvar em outros formatos”.
  4. Escolha a opção “Money 2000”.
  5. Clique em “Continuar”.
  6. Salve o arquivo.

Santander

E para exportar o extrato no formato OFX no Internet Banking do Santander, você precisa:

  1. Selecionar a opção “Extrato” (Money).
  2. Indicar o período.
  3. Clicar em “Exibir”.
  4. Clicar em “Exportar”.
  5. Selecionar a opção “Money 2000 ou superior”.
  6. Clicar em “Confirmar” e salvar o arquivo.

Sicoob

Ao acessar a sua conta da Sicoob pelo Internet Banking, você deve:

  1. Clicar em “Conta”.
  2. Na tela seguinte, selecione a opção: Consultas > Conta corrente.
  3. Indique o período desejado e clique em “Consultar”.
  4. Em seguida, aparecerá o extrato gerado. Ao clicar em “Salvar”, opte pelo formato OFX (Money 2000 em diante) para obter o arquivo com os dados.
  5. Salve o arquivo e você terá o extrato em OFX.

Sicredi

No Sicredi, acesse a sua conta no Internet Banking e siga esses passos:

  1. Clique em “Extrato”.
  2. Na próxima tela, escolha o período que deseja e clique em “Pesquisar”. Feito isso, são mostrados os lançamentos realizados.
  3. Faça o download do extrato ao clicar em “Gerar OFX”.
  4. Salve o arquivo e depois, clique em “Abrir arquivo OFX” no seu computador.

Banco Inter

O Banco Inter é digital, mas muitas empresas, especialmente as pequenas e iniciantes, já possuem suas contas bancárias aqui. O passo a passo para importar o extrato OFX aqui é simples:

  1. Acesse sua conta no Internet Banking e selecione: “Conta Digital > Extrato”.
  2. Escolha o período desejado e clique em Consultar.
  3. Após essa seleção, basta clicar em “Exportar OFX”.
  4. Será feito o download do extrato OFX do banco em seu computador.
  5. Salve o arquivo.

Como Importar O Arquivo OFX?

A importação do arquivo OFX (Open Financial Exchange) depende do funcionamento de cada sistema de gestão. No caso do ERP WebMais, a conciliação bancária é feita de forma automática, sem necessidade do uso do extrato OFX.

Ilustração com ERP apontando para um banco e falando sobre conciliação bancária

O ERP WebMais conecta-se diretamente às suas contas bancárias e importa automaticamente os dados das transações bancárias.

O sistema compara automaticamente esses dados importados com as transações registradas no sistema ERP, como receitas, despesas e pagamentos. Então, qualquer discrepância entre os dados bancários e os registros internos é identificada e destacada.

Assim você facilita e agiliza ainda mais o seu controle financeiro. Confira na imagem abaixo como funciona a conciliação bancária de forma automática. 

Como Automatizar Sua Conciliação Bancária

Automatizar a conciliação bancária é uma estratégia fundamental para empresas que buscam eficiência, precisão e controle financeiro. Isso porque esse processo envolve a comparação das transações registradas no sistema financeiro da empresa com as transações registradas no extrato bancário.

Para automatizar esse processo com excelência é preciso:

  • identificar ferramentas de automação adequadas ao seu contexto. Isso pode incluir soluções de software específicas para conciliação bancária ou módulos financeiros avançados de sistemas ERP;
  • configurar a integração entre suas contas bancárias e o sistema de registro financeiro, para as transações bancárias serem automaticamente importadas. Dessa forma, eliminando a necessidade de entrada manual de dados;
  • ver se todas as transações, tanto no sistema financeiro quanto nos registros bancários, seguem um padrão consistente de nomenclatura;
  • utilizar recursos de correspondência automática para comparar transações com base em informações como valor, data e descrição;
  • ajustar regras para o tratamento de transações que não correspondem perfeitamente. Isso inclui lidar com transações com valores ligeiramente diferentes devido a taxas ou encargos, por exemplo;
  • estabelecer um processo eficiente de reconciliação manual para erros ou transações ausentes;
  • usar recursos de relatórios para monitorar o progresso da conciliação bancária;
  • integrar o processo de conciliação bancária com o ERP para ter uma visão financeira mais completa. Isso porque o software abrange todas as operações da empresa, não apenas as financeiras;
  • definir o sistema para gerar automaticamente ordens de pagamento ou registrar as despesas correspondentes;
  • fazer um cronograma regular para a conciliação bancária automatizada e garantir que ela seja realizada de forma consistente.

Como você pôde notar, um sistema de gestão integrada, como o ERP WebMais, pode ajudar muito a comparar as transações registradas no sistema no módulo Financeiro com as que estão no extrato bancário. Assim você melhora a precisão das operações financeiras.

BANNER Chega de se enrolar com o arquivo OFX! Automatize sua conciliação bancária com o ERP WebMais

Conclusão

Sem dúvidas, o extrato OFX, ou Open Financial Exchange, em inglês, tem grande utilidade e importância nas rotinas financeiras da empresa. Isso porque ele facilita e agiliza o trabalho, além de diminuir as chances de erros na conciliação bancária.

Para um trabalho ainda mais eficiente, é fundamental que você conte com um ERP completo, como o da WebMais Sistemas.

Nosso sistema armazena e organiza todas as informações sobre o seu negócio, automatiza diversas tarefas e oferece relatórios completos sobre a empresa em poucos segundos. Assim você toma decisões mais inteligentes e tem um trabalho mais produtivo.

Quer conhecer o ERP WebMais e otimizar sua conciliação bancária? Experimente uma demonstração gratuita agora mesmo e saiba como garantir mais agilidade e segurança para a sua gestão financeira.

Deixe um comentário