Para que serve o CFOP 2021?

Aprenda Quando Usar O CFOP 2102 E Como Consultar A Tabela Completa

Imagem de Sanon Matias

O CFOP 2102 desempenha um papel importante na identificação de operações e na determinação de impostos, sendo parte integrante da tabela CFOP.

Ao compreender o uso do CFOP 2102 e sua relação com a nota fiscal, as empresas podem garantir a conformidade fiscal e uma gestão mais eficiente de suas operações.

Neste texto, exploraremos o CFOP 2102, um código fiscal fundamental para a documentação de transações comerciais no Brasil.

Acompanhe para aprender mais sobre o CFOP 2102 e sua importância no cenário fiscal brasileiro.

Mas, antes, se você precisa de um sistema ERP que tenha um emissor de nota fiscal já com CFOP incluso, temos uma dica. Agende uma demonstração gratuita do ERP WebMais e conheça a ferramenta.

Agora, vamos para o texto. Boa leitura!

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O Que É O CFOP 2102?

Os códigos CFOP desempenham papéis específicos na identificação de informações em documentos fiscais. O CFOP 2102, por exemplo, indica uma compra para comercialização entre estados diferentes.

Esses códigos estão disponíveis em uma tabela chamada CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações), que detalha todos os códigos usados no país com suas definições, simplificando a inclusão em documentos fiscais. 

A tabela categoriza os códigos de acordo com operações no mesmo estado, em estados diferentes e em transações internacionais. 

Todos esses códigos além do CFOP 2102 foram estabelecidos pela Receita Federal para padronizar as informações em documentos fiscais em todo o país, garantindo consistência e compreensão.

Para Que Serve?

Assim como o CFOP 2102, esses códigos desempenham um papel importante na documentação fiscal, cada um com sua finalidade específica. 

No entanto, coletivamente, eles têm o propósito de padronizar a comunicação sobre operações e prestação de serviços. 

Essa padronização não apenas simplifica a compreensão das informações, mas também acelera os processos burocráticos. 

Através dessas identificações codificadas, empresários e órgãos públicos podem determinar o regime tributário mais apropriado com base nas informações contidas nos documentos fiscais das empresas.

Exemplos De Uso DO CFOP 2102

O código CFOP 2102 é reservado exclusivamente para situações em que ocorre uma entrada de mercadoria. 

Ou seja, esse código é utilizado quando uma empresa adquire produtos com a intenção de vendê-los posteriormente. 

Todas as compras feitas com o propósito de revender os itens adquiridos devem ser categorizadas com o código CFOP 2102

Sendo assim, é importante destacar que esse código se aplica apenas a transações que envolvem a movimentação de mercadorias entre diferentes estados.

Como Consultar A Tabela CFOP Completa?

A tabela CFOP pode ser encontrada no Portal Nacional da Nota Fiscal Eletrônica. É aconselhável que um contador avalie a situação e determine o código apropriado.

Ilustração de gestor segurando uma lupa e olhando a tabela cfop no computador

Abaixo, apresentamos exemplos comuns de operações e seus códigos correspondentes na tabela CFOP.

  • 5101 – Representa a venda de produtos feitos pelo próprio negócio dentro do estado;
  • 5405 – É destinado a transações de venda de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros.
  • 5401 – Utilizado para registrar compras de insumos destinados à industrialização ou produção agrícola, envolvendo mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.
  • 6101 – Indica vendas de produtos produzidos pelo estabelecimento para fora do estado;
  • 6411 – Se refere a devoluções de compras destinadas à revenda, envolvendo mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária;
  • 5102 – Corresponde à venda de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros;
  • 5202 – Identifica operações de devolução de compras para revenda; 
  • 6202 – Usado para registrar devoluções de compras com destino à revenda;
  • 1202 – Indica devoluções de vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros;
  • 1252 – Registra a compra de energia elétrica por estabelecimentos industriais;
  • 6403 – É aplicado em saídas de mercadorias em operações interestaduais sujeitas ao regime de substituição tributária, quando há acordo entre estados para a cobrança do ICMS substituição tributária;
  • 5103 – Se refere à venda de produtos produzidos pelo estabelecimento, mas realizada fora do próprio estabelecimento;
  • 5409 – Envolve vendas de mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária e são classificadas sob este código.

Qual A Relação Da Tabela CFOP Com A Nota Fiscal?

A tabela CFOP está relacionada diretamente com a nota fiscal no contexto da tributação e da documentação fiscal utilizada no Brasil.

A relação entre a tabela CFOP e a nota fiscal é a seguinte:

  • Identificação das operações: Cada CFOP corresponde a uma operação ou serviço específico, como o CFOP 5102 que identifica a venda de mercadorias para outro estado. Empresas utilizam o CFOP apropriado em notas fiscais para registrar essas transações.
  • Cálculo de impostos: A escolha adequada do CFOP está diretamente ligada ao cálculo dos impostos envolvidos na operação. Isso porque diferentes CFOPs podem acarretar em diversas obrigações tributárias, taxas de impostos variadas e métodos de apuração distintos.
  • Registros fiscais: O CFOP é crucial para a escrituração fiscal. As empresas devem registrar notas fiscais com o CFOP correto de acordo com a legislação fiscal em seus livros fiscais e contábeis.
  • Fiscalização e conformidade: Às autoridades fiscais usam informações das notas fiscais, como o CFOP, para checar a conformidade das empresas. Erros no CFOP podem resultar em penalidades fiscais.

Portanto, a tabela CFOP desempenha um papel fundamental na relação entre as operações comerciais de uma empresa e a documentação fiscal, como a Nota Fiscal.

Assim, garantem que as transações sejam adequadamente registradas e tributadas de acordo com a legislação fiscal brasileira.

Qual A Diferença Entre CFOP E Natureza Da Operação Na Nota Fiscal?

A principal diferença entre CFOP e natureza da operação na nota fiscal é que o CFOP é um código numérico padronizado usado para categorizar a transação e calcular impostos.

Já a Natureza da Operação é uma descrição textual que fornece detalhes adicionais sobre a transação.

Em conjunto, eles ajudam a documentar e classificar as operações comerciais de acordo com as regulamentações fiscais.

Além disso, o CFOP identifica o tipo de operação e a natureza da operação, oferecendo informações compreensíveis sobre a transação.

BANNER Que tal um ERP com emissor de NF-e que traz o CFOP direto na nota? Conheça nossa tecnologia e se surpreenda!

Conclusão

Em resumo, o CFOP 2102 desempenha um papel essencial na documentação fiscal. Isso porque indica a compra de mercadorias com a finalidade de revendê-las entre estados diferentes.

A tabela CFOP é uma ferramenta fundamental para garantir a consistência e compreensão das informações em documentos fiscais.

Além disso, a correta escolha do CFOP é importante para o cálculo de impostos e a conformidade com a legislação fiscal brasileira.

Então, no contexto da gestão empresarial, a utilização eficiente de códigos como o CFOP 2102 pode ser simplificada com o uso de sistemas de gestão.

Um exemplo é o ERP Webmais, que auxilia no controle de processos fiscais. Quer saber como? Agende uma demonstração gratuita e confira!

Deixe um comentário