Gere boletos com mais facilidade sabendo disso

Aprenda Como Gerar Boleto Bancário E As Normas Relacionadas

Imagem de Sanon Matias

Certamente você já ouviu falar sobre o boleto bancário como uma opção de recebimento das vendas. 

E, de fato, é uma excelente ideia por ser uma das formas de pagamento mais populares. Afinal, muitos clientes ainda não têm acesso a cartões de crédito por diversos motivos.

Por isso, essa é uma maneira de não perder essa parcela de consumidores dispostos a comprar, principalmente com parcelamentos.

Não é difícil emitir e receber com boleto bancário. Vamos ensinar tudo sobre isso e como escolher a plataforma certa para automatizar esse meio.

O ERP da WebMais é uma dessas soluções práticas e econômicas para sua empresa. É um excelente emissor e pode ajudar em suas rotinas. Faça o teste gratuito agora mesmo!

BANNER Cupom tá on abril 2024

O Que É Boleto Bancário?

Atualmente, o boleto bancário é uma das formas de pagamento mais utilizadas no Brasil. É um tipo de documento utilizado para efetuar pagamentos em território nacional. 

Em resumo, ele funciona como uma espécie de “boleto de cobrança”, permitindo que sua empresa envie uma fatura para seus clientes, facilitando o recebimento de valores de vendas de produtos ou serviços.

Para Que Serve O Boleto Bancário?

O boleto bancário desempenha um papel crucial na praticidade do recebimento de pagamentos por parte dos comerciantes.

Isso porque ele é uma ferramenta eficaz que simplifica o processo de cobrança, tornando-o mais acessível para os clientes.

Mas, além de ser uma opção conveniente para o pagamento à vista, o boleto também oferece a flexibilidade de receber pagamentos parcelados, atendendo às necessidades de diferentes clientes.

Além disso, esse método de pagamento não se limita apenas a transações comerciais. Ele é versátil e pode ser utilizado para diversos fins, como o pagamento de taxas de inscrição em eventos, mensalidades escolares e aquisição de ingressos para eventos.

Em outras palavras, sua adaptabilidade o torna uma escolha prática e amplamente aceita em diferentes contextos, contribuindo para a eficiência na gestão financeira tanto para os comerciantes quanto para os consumidores.

Quanto Tempo Demora Para O Boleto Cair?

O prazo para a compensação de um boleto bancário pode variar de acordo com diversos fatores, como o banco emissor, a instituição receptora e o meio utilizado para o pagamento.

Geralmente, boletos pagos em agências bancárias ou correspondentes bancários tendem a ser compensados mais rapidamente do que aqueles pagos por meio de aplicativos de bancos digitais.

Em média, o processo de compensação de um boleto pode levar de 1 a 3 dias úteis.

No entanto, é importante ressaltar que esse prazo pode ser influenciado por eventuais feriados, finais de semana e questões operacionais das instituições financeiras envolvidas.

Então, para evitar possíveis transtornos, é recomendável realizar o pagamento do boleto com antecedência, considerando o tempo necessário para a compensação.

Além disso, é sempre interessante verificar a política do banco emissor e da instituição receptora, buscando informações específicas sobre o processo de compensação e eventuais peculiaridades que possam impactar o tempo de liberação do pagamento.

Quem Pode Emitir Boleto Bancário?

Atualmente, no Brasil, a emissão de boleto bancário pode ser realizada por diversas entidades.

Em resumo, qualquer empresa, independentemente do seu porte ou segmento de atuação, pode optar por esse tipo de cobrança.

Além disso, pessoas físicas como profissionais autônomos e prestadores de serviços também podem emitir boletos como forma de receber pagamentos dos seus clientes.

Tipos De Boleto Bancário

Existem três tipos de boleto bancário nas transações feitas no Brasil. Vamos entender cada um deles.

Boleto Sem Registro

Em resumo, é uma modalidade mais simples, na qual a instituição financeira não mantém um cadastro detalhado dos boletos emitidos.

Ou seja, as informações são processadas apenas no momento do pagamento, quando os dados são confrontados com os registros bancários.

Ilustração de três papéis com cifras de dinheiro, ao lado de uma lista com tipos de boleto bancário:

- Boleto sem registro
- Boleto registrado
- Boleto recorrente
- Carnê

O boleto sem registro costuma ter um custo menor, sendo a opção mais indicada para empresas com uma baixa quantidade de transações, como microempreendedores individuais (MEIs) ou pequenos negócios.

No entanto, uma desvantagem é que, caso o boleto não seja pago até o vencimento, não há um acompanhamento detalhado da situação do título, o que pode dificultar a gestão de inadimplência.

Boleto Registrado

No boleto registrado, todas as informações são registradas em um sistema da instituição financeira, criando um cadastro detalhado de cada título gerado.

Isso inclui os dados do beneficiário (empresa que emitiu o boleto) e do pagador.

É mais seguro, com maior controle sobre as operações financeiras, já que o banco acompanha todo o processo, desde a geração do boleto até o pagamento.

Em caso de atraso, é mais fácil fazer a cobrança e controlar a inadimplência.

No entanto, o custo por boleto registrado costuma ser um pouco maior. Essa opção é mais indicada para empresas com maior volume de transações, pois oferece maior segurança e controle nas operações financeiras.

Boleto Recorrente

O boleto recorrente é uma variação dos boletos registrados. Atualmente, é utilizado quando há a necessidade de cobranças periódicas, como mensalidades ou assinaturas. 

Nesse caso, o boleto é emitido com uma data de vencimento futura e os pagamentos são realizados de forma regular, conforme o período determinado.

Além disso, é amplamente utilizado por empresas que oferecem serviços por assinatura, academias, clubes, escolas e outros negócios com pagamentos recorrentes.

Com o boleto recorrente, a empresa pode programar as cobranças e garantir que os pagamentos sejam feitos de forma automatizada.

Carnê

Em resumo, o carnê é considerado uma variação do boleto bancário. Isso porque é comumente utilizado para parcelar o pagamento de um produto ou serviço ao longo de um período preestabelecido.

Assim, nesse formato, o valor total da compra é dividido em várias parcelas iguais, e o cliente recebe um conjunto de boletos, geralmente com datas de vencimento fixas.

Normalmente, o carnê é utilizado em vendas de bens duráveis, como eletrodomésticos, eletrônicos, móveis e até mesmo veículos, permitindo que o cliente efetue o pagamento de forma mais acessível, diluindo o valor em parcelas mensais.

Além disso, pode ser uma alternativa de cobrança para pequenas empresas que vendem produtos ou serviços e precisam oferecer opções de parcelamento aos clientes.

5 Passos Para Gerar Boleto Bancário

Para gerar um boleto bancário não há segredos, mas é importante seguir alguns passos. Confira todos eles a seguir.

1. Abra Uma Conta Corrente

Primeiramente, para gerar boletos bancários, é necessário ter uma conta corrente em um banco ou uma parceria com uma instituição financeira que ofereça o serviço de emissão de boletos.

Então, se você ainda não possui uma conta, entre em contato com o banco de sua escolha e abra uma conta corrente empresarial.

2. Verifique Taxas E Condições

Antes de escolher um banco ou uma plataforma de emissão de boletos, é importante verificar as taxas e condições oferecidas.

Ilustração de uma mulher subindo uma escada, ao lado de uma lista com "Os 5 passos para gerar um boleto bancário com segurança:

1. Tenha uma conta corrente
2. Verifique taxas e condições do banco
3. Escolha um sistema emissor
4. Aplique os passos do sistema
5. Controle seus pagamentos recebidos"

Isso porque cada instituição financeira pode ter diferentes tarifas e regras para a emissão de boletos.

Considere aspectos como custo por boleto, valor mínimo de cobrança, prazo de compensação e suporte oferecido.

3. Escolha Um Sistema Emissor

Após avaliar as opções disponíveis, escolha um sistema emissor de boletos que atenda às necessidades da sua empresa.

Existem diversas soluções no mercado, desde plataformas online até integrações diretas com bancos. 

Certifique-se de que o sistema escolhido seja confiável, seguro e tenha uma interface fácil de usar.

4. Siga Os Passos Do Sistema

Ao utilizar um sistema emissor, siga as instruções fornecidas para a geração do boleto bancário

Normalmente, você precisará inserir as informações necessárias, como o valor a ser cobrado, a data de vencimento, os dados do beneficiário (sua empresa) e do pagador (cliente). O sistema gerará o boleto com um código de barras único.

5. Faça O Controle Dos Pagamentos

Após emitir o boleto bancário, é importante fazer o controle dos pagamentos recebidos. 

Acompanhe o status dos boletos, verifique se foram pagos no prazo e registre as informações em um sistema de gestão financeira.

Isso permitirá manter o controle do fluxo de caixa, identificar pagamentos em atraso e tomar as medidas necessárias para cobrança, se necessário.

Como Receber Por Boleto Bancário?

Primeiro, você precisa gerar o boleto com as informações necessárias para o pagamento. Existem diversas plataformas: banco tradicional, banco digital, intermediadores ou sistemas de gestão.

Após essa etapa ser concluída, envie-o ao seu cliente pelo seu canal de preferência, e aguarde o pagamento que pode ser realizado em qualquer banco.

Ao ser pago, dará início à compensação bancária, que geralmente leva um ou dois dias úteis, dependendo do banco emissor e do banco pagador.

Durante esse período, o valor é creditado na sua conta corrente.

Vantagens De Receber Por Boleto Bancário

O boleto bancário oferece mais flexibilidade, pois os consumidores podem escolher a melhor forma de pagar, seja em dinheiro em uma agência bancária, por meio de internet banking, lotéricas etc.

Além disso, é amplamente aceito em todo o país, possibilitando o alcance de clientes em diversas regiões, mesmo que não tenham acesso a outras opções.

Para a empresa, ao emitir boletos, você tem um registro organizado das transações e pagamentos recebidos, o que facilita o controle financeiro e a conciliação de valores.

Sem mencionar que o custo de emissão de boletos é menor em comparação a outras formas de pagamento, como taxas de cartões de crédito, o que pode ajudar a reduzir despesas operacionais.

E não podemos deixar de mencionar que é uma opção de pagamento segura, tanto para a sua empresa quanto para o cliente, pois ele não requer o compartilhamento de dados sensíveis.

ERP Emissor De Boleto Bancário Online

Ter um bom sistema de gerenciamento e cobranças permite integrar todos os controles financeiros, fiscais e de estoque em um único lugar, simplificando e otimizando os processos da empresa.

Ao adotá-lo, a geração de boleto se torna mais prática e menos burocrática.

A automatização é uma grande vantagem, pois economiza tempo e recursos, evitando tarefas manuais repetitivas.

O ERP WebMais conta com um emissor de boleto bancário integrado, além da conciliação bancária

O ERP da WebMais é um grande exemplo disso. Ele permite gerar boleto bancário de forma fácil e enviá-los com apenas um clique. Faça uma demonstração gratuita para testar.

A simplicidade do cadastro diretamente no sistema facilita o início das cobranças.

Basta inserir as informações necessárias, como valor a ser cobrado e data de vencimento, e o boleto estará pronto para ser enviado ao cliente.

Outro benefício é a transferência automática do dinheiro para a sua conta após a efetuação do pagamento.

A tarifa referente à emissão do boleto só é cobrada após a realização do pagamento, o que representa economia.

O sistema também é capaz de obter automaticamente os dados de cobrança a partir das vendas realizadas, eliminando a necessidade de preenchimentos manuais e reduzindo a possibilidade de erros.

ERP Emissor De Boleto Bancário Online

O ERP WebMais é uma ferramenta online que facilita a gestão de boleto bancário para empresas. 

Ele é um sistema prático e fácil de usar, projetado para simplificar o processo de emissão de boleto bancário e otimizar o controle financeiro.

Com o ERP WebMais, as empresas podem gerar boleto bancário de forma rápida e eficiente, sem complicações.

Isso significa que o usuário não precisa lidar com procedimentos complexos ou termos técnicos. 

A interface amigável torna a emissão de boletos uma tarefa simples, mesmo para quem não tem experiência em sistemas mais avançados.

Além disso, o ERP WebMais oferece funcionalidades que facilitam a organização e acompanhamento do boleto bancário emitido. 

É possível manter um controle preciso dos pagamentos recebidos e pendentes, ajudando a empresa a manter suas finanças em dia.

Com essa ferramenta, a empresa ganha agilidade e eficiência na gestão de boleto bancário, economizando tempo e recursos. 

O ERP WebMais se destaca por sua praticidade e acessibilidade, tornando-se uma opção interessante para empresas que buscam uma solução descomplicada para a emissão de boletos bancários online.

BANNER Experimente o ERP WebMais e revolucione sua emissão e gestão de boletos

Conclusão

Para os empreendedores de pequenas empresas, o boleto bancário é uma ferramenta valiosa para facilitar a cobrança de vendas e serviços prestados, permitindo o parcelamento e oferecendo opções de pagamento flexíveis aos clientes. 

Ao contar com um bom sistema de gerenciamento, é possível potencializar os benefícios do boleto bancário, centralizando a gestão, automatizando processos e reduzindo a burocracia.

Conte com o ERP da WebMais para automatizar essa tarefa e conte com todas as vantagens. Peça uma demonstração gratuita agora mesmo!

Deixe um comentário