Tudo sobre ERP x WMS

Quais As Diferenças Entre O ERP E WMS?

Imagem de Sanon Matias

Você sabe o que é um ERP WMS? O ERP é responsável por gerenciar quase todos os processos da empresa, enquanto o WMS gerencia as operações de estoque e distribuição.

Mas, quando os dois atuam em conjunto, é possível ter uma visão completa das operações e melhorar a eficiência.

Isso porque ambos sistemas se destacam como soluções importantes para otimizar as operações da empresa.

Embora possuam algumas funcionalidades em comum, esses sistemas têm características específicas que os tornam mais adequados para determinados tipos de negócio.

Então, neste texto, vamos explorar as principais diferenças entre o ERP e o WMS. Além disso, vamos entender como o ERP WMS pode ser utilizado em conjunto para aprimorar a gestão de sua empresa.

Quer entender mais sobre essas soluções e como elas podem impulsionar seus resultados?  Agende agora uma demonstração gratuita do ERP WebMais e descubra como otimizar a gestão do seu negócio!

BANNER TOPO BLOG Estoque, compras e muito mais

O Que É Um Sistema WMS?

Em resumo, o WMS é um Sistema de Gerenciamento de Armazém. Ele foi projetado para otimizar a gestão das operações de um armazém ou centro de distribuição.

Dentre essas operações estão o abastecimento, movimentação de estoque, picking e envio.

Além disso, o WMS fornece informações em tempo real sobre o estoque, como a localização de produtos e outros relatórios.

Assim, o sistema WMS pode ser integrado com outros sistemas, como sistemas ERP, se tornando o ERP WMS e sistemas de transporte.

Dessa forma, você consegue ter um gerenciamento mais completo e integrado da sua empresa.

O Que É Um Sistema ERP?

Em resumo, o ERP é um sistema utilizado para gerenciar e integrar as operações de gestão de uma empresa em um único lugar.

Esse sistema funciona com a integração de processos como compras, produção, vendas, financeiro, estoque, dentre outros.

Então, com o ERP WMS, você pode automatizar processos e fluxos de trabalho e melhorar a tomada de decisões baseada em dados.

Além disso, é possível aumentar a eficiência operacional, reduzir custos e melhorar a produtividade do negócio.

Os sistemas ERP geralmente são compostos por vários módulos, que podem ser utilizados de acordo com as necessidades da sua empresa.

Por Que Integrar O ERP Ao WMS?

Atualmente, a integração entre o ERP e o WMS é essencial para otimizar a gestão de toda a cadeia de suprimentos.

Isso porque o ERP lida com uma ampla gama de processos empresariais, como finanças, recursos humanos, compras e vendas.

Por outro lado, o WMS foca na gestão eficiente do armazém, incluindo recebimento, armazenamento, picking e expedição de produtos.

Em resumo, ao integrar o ERP WMS, as empresas ganham visibilidade em tempo real sobre suas operações, reduzem erros e melhoram a tomada de decisões.

Quais Os Benefícios Do WMS?

Ter um sistema ERP WMS na sua empresa pode trazer vários benefícios. No caso do WMS, podemos destacar como um dos principais a melhoria na organização e localização dos produtos dentro do estoque.

Isso porque o sistema facilita o compartilhamento de informações entre a equipe. Então, com o estoque totalmente mapeado, todos os colaboradores sabem onde cada produto está. Assim, a separação dos itens é mais ágil e fácil.

Além disso, o WMS permite otimizar os processos de recebimento, armazenamento e expedição de mercadorias, reduzindo o tempo e os custos envolvidos nessas atividades.

Em resumo, os benefícios do ERP WMS são: melhorar a eficiência operacional, reduzir custos, minimizar erros e melhorar a satisfação do cliente.

Qual É A Diferença Entre ERP, WMS E TMS?

Você sabe qual a diferença entre ERP, WMS e TMS? Todos os três são sistemas de gerenciamento, porém cada um serve para diferentes operações das empresas.

ERP

Como já vimos, o ERP é um sistema integrado que gerencia as operações de toda a empresa, incluindo finanças, contabilidade, compras, vendas, produção, gestão de estoque e logística.

Tabela comparativa entre ERP, WMS e TMS

Benefícios

  • Integração de processos empresariais;
  • Melhor visibilidade e controle das operações;
  • Redução de custos operacionais;
  • Aumento da eficiência e produtividade.

Funcionalidades

  • Gestão financeira e contábil;
  • Gestão de vendas e compras;
  • Controle de produção;
  • Gestão de estoque;
  • Logística e distribuição.

TMS

A sigla TMS significa Transportation Management System, em português Sistema de Gerenciamento de Transportes.

Em resumo, é um sistema projetado para gerenciar as operações de transporte e logística de uma empresa.

Sendo assim, o TMS ajuda a otimizar o transporte, rastrear cargas, gerenciar rotas, reduzir custos de frete, entre outras funções.

Benefícios

  • Otimização de rotas e modais de transporte;
  • Rastreamento e monitoramento de cargas;
  • Redução de custos operacionais;
  • Melhoria na qualidade do serviço ao cliente.

Funcionalidades

  • Gestão de fretes e transportadoras;
  • Roteirização e agendamento de entregas;
  • Monitoramento de veículos e cargas;
  • Controle de documentação e pagamentos.

WMS

Diferente do ERP, o WMS é um sistema projetado para gerenciar as operações de armazém.

Elas incluem  o recebimento de mercadorias, armazenamento, movimentação de estoque, picking e envio de produtos para clientes.

Então, essa ferramenta ajuda a otimizar a gestão de estoques, reduzir erros e melhorar a eficiência do estoque.

Benefícios

  • Melhor controle e visibilidade do estoque;
  • Redução de erros e retrabalho;
  • Aumento da eficiência na movimentação de produtos;
  • Maior satisfação do cliente devido à precisão nas entregas.

Funcionalidades

  • Recebimento e conferência de mercadorias;
  • Armazenamento e organização do estoque;
  • Controle de inventário;
  • Separação e preparação de pedidos;
  • Expedição e transporte de produtos.

Qual Wms Utilizar?

A escolha do ERP WMS certo é crucial para garantir a eficiência e a eficácia das operações de armazenamento e distribuição de uma empresa.

Mas existem várias opções no mercado, cada uma com suas próprias vantagens e características distintas.

Então, aqui estão algumas considerações importantes ao escolher um ERP WMS:

  • Funcionalidades: Avalie as funcionalidades oferecidas pelo ERP WMS e verifique se atendem às necessidades específicas da sua empresa. Isso inclui recursos como gestão de estoque, rastreamento de produtos, picking e packing, entre outros;
  • Suporte e Manutenção: Verifique o nível de suporte e assistência técnica oferecidos pelo fornecedor do ERP WMS. Um suporte eficiente é essencial para resolver problemas rapidamente e garantir o funcionamento contínuo do sistema;
  • Escalabilidade: Considere a capacidade do ERP WMS de se adaptar ao crescimento do seu negócio. Um sistema escalável permite expandir as operações sem comprometer a eficiência ou a performance;
  • Compatibilidade com o ERP: Certifique-se de que o ERP WMS escolhido é compatível com o seu sistema ERP. Uma integração harmoniosa entre esses sistemas é fundamental para uma gestão integrada e eficiente.

Ao considerar esses aspectos, você estará mais preparado para escolher o WMS que melhor se adequa às necessidades e à escala da sua empresa.

Como Acontece A Integração Entre ERP E WMS?

Em resumo, a integração entre o ERP e o WMS é um processo fundamental para garantir a eficiência e a precisão das operações empresariais.

Ilustração de mulher branca, com camiseta laranja, segurando um celular e utilizando um notebook, ao lado do texto "Para integrar ERP e WMS, é preciso utilizar APIs"

Atualmente, uma das maneiras mais comuns de realizar essa integração é através do uso de APIs que funcionam como pontes de comunicação entre os dois sistemas.

Isso porque as APIs permitem que os sistemas compartilhem dados de forma direta e automatizada, o que é essencial para manter as informações atualizadas em tempo real.

Por meio da integração via APIs, diversos tipos de dados podem ser sincronizados entre o ERP WMS.

Isso inclui informações cruciais como inventário, ordens de compra, pedidos de venda e detalhes dos clientes.

Por exemplo, quando uma nova ordem de compra é gerada no ERP, a integração via API garante que essa informação seja automaticamente enviada para o WMS.

Isso permite que o armazém inicie os processos de preparação e envio dos produtos de forma imediata.

Além do uso de APIs, a integração entre ERP WMS também pode envolver a configuração de workflows automatizados.

Esses workflows são sequências de tarefas pré-definidas que garantem uma troca contínua e eficiente de informações entre os sistemas.

Por exemplo, um workflow pode ser configurado para notificar automaticamente o WMS sobre alterações nos níveis de estoque registradas no ERP, desencadeando processos de reposição ou reabastecimento no armazém.

Qual É O Melhor Modelo De Integração A Ser Utilizado?

A escolha do modelo de integração adequado é crucial para garantir que a integração entre o ERP WMS seja eficiente e atenda às necessidades específicas da empresa.

Não há um modelo único que seja ideal para todas as situações, pois cada empresa possui suas próprias características e requisitos operacionais.

Portanto, é importante avaliar cuidadosamente as opções disponíveis e considerar diversos fatores antes de tomar uma decisão.

Entre os modelos de integração mais comuns estão a integração ponto a ponto, a integração via middleware e a integração baseada em nuvem.

Cada um desses modelos apresenta vantagens e desvantagens que devem ser consideradas:

Integração Ponto a Ponto

Nesse modelo, os sistemas ERP WMS são conectados diretamente, estabelecendo uma comunicação direta entre eles.

Isso pode ser vantajoso para empresas com requisitos simples de integração, pois elimina a necessidade de intermediários. No entanto, pode ser menos flexível em termos de escalabilidade e atualizações futuras.

Integração via Middleware

Esse modelo utiliza um software intermediário (middleware) para facilitar a comunicação entre o ERP WMS.

O middleware atua como um hub central que gerencia e traduz as informações entre os sistemas, proporcionando maior flexibilidade e capacidade de adaptação a mudanças. No entanto, pode adicionar complexidade e custos adicionais à integração.

Integração Baseada em Nuvem

Nesse modelo, os sistemas ERP WMS são hospedados em nuvem e se comunicam através de serviços web.

Isso oferece vantagens como escalabilidade sob demanda, acesso remoto e menor necessidade de infraestrutura local. No entanto, a dependência da conexão com a internet e questões de segurança cibernética devem ser consideradas.

A escolha do modelo de integração ideal deve levar em conta fatores como a complexidade das operações, a infraestrutura existente, os recursos disponíveis e os objetivos de negócio da empresa.

Tipos de integrações entre ERP e WMS

- Ponto a ponto: sistemas conectados diretamente, em conexão direta entre os dois

- Via middleware: utiliza um software intermediário, facilitando a comunicação

- Baseada em nuvem: ambos os sistemas são hospedados em/se comunicam por serviços web

Sendo assim, é recomendável consultar especialistas em integração de sistemas e realizar análises detalhadas antes de tomar uma decisão final.

Como Evitar Problemas Na Integração Entre Erp E Wms?

A integração entre o ERP WMS pode apresentar desafios, mas existem estratégias para evitar problemas e garantir uma transição suave:

  • Planejamento Adequado: Antes de iniciar a integração, é crucial realizar um planejamento detalhado que inclua análise de requisitos, mapeamento de processos e definição de metas claras;
  • Testes Exaustivos: Realizar testes abrangentes em ambientes de desenvolvimento e pré-produção ajuda a identificar e corrigir problemas antes da implementação em produção;
  • Treinamento e Capacitação: Garantir que a equipe esteja devidamente treinada e capacitada para usar os sistemas integrados é fundamental para o sucesso da integração;
  • Monitoramento Contínuo: Implementar ferramentas de monitoramento e análise para acompanhar o desempenho dos sistemas integrados e identificar possíveis falhas ou gargalos;
  • Suporte Técnico: Manter um suporte técnico eficiente e acessível para lidar com quaisquer problemas ou dúvidas que possam surgir após a integração.

Ao seguir essas práticas, as empresas podem minimizar os riscos e maximizar os benefícios da integração entre o ERP WMS, resultando em operações mais eficientes e uma melhor experiência para clientes e colaboradores.

Em resumo, a integração entre o ERP WMS é uma estratégia essencial para empresas que buscam otimizar suas operações e aumentar sua competitividade no mercado.

Ou seja, ao escolher o ERP WMS certo, adotar o modelo de integração adequado e seguir as melhores práticas, as empresas podem alcançar um alto nível de eficiência e evitar problemas durante todo o processo de integração.

BANNER O ERP WebMais é 100% integrado ao nosso WMS

Conclusão

Agora você já sabe identificar as diferenças entre os sistemas ERP e WMS.

Enquanto o WMS é uma ferramenta para a gestão de estoques, o ERP serve para ter uma visão completa e integrada das operações da empresa como um todo.

Também vimos que com esses sistemas trabalhando juntos você consegue melhorar ainda mais os seus processos.

E ainda consegue reduzir custos e aumentar a produtividade. Ao escolher o melhor sistema ERP WMS, a empresa pode obter uma vantagem competitiva no mercado e atender melhor às necessidades dos clientes.

Melhore a gestão do seu estoque com o WMS WebMais integrado ao nosso ERP. Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo a aumentar a eficiência e rentabilidade do seu negócio com a união entre ERP e WMS.

Deixe um comentário