otimize seu controle de estoque

Aprenda O Que É Controle De Estoque E Como Fazer

Imagem de Sanon Matias

Todas as empresas buscam aumentar seus lucros, reduzir os custos e minimizar prejuízos. Você sabia que existem alguns caminhos para que seja possível alcançar esse objetivo? Um controle de estoque bem feito é um deles.

O controle do estoque é fundamental para que as empresas possam controlar todas as entradas e saídas de produtos e insumos. 

Então, com essas informações, o gestor tem conhecimento de quais produtos são mais aceitos no mercado e quais não são. Assim, ele pode criar diferentes estratégias de comercialização.

Como falamos, o estoque a ser controlado pode ser tanto de matéria-prima como de produto acabado. Isso vai depender da área de atuação das organizações. Em alguns casos, elas podem controlar os dois ou apenas um.

Neste artigo, você irá descobrir, de uma vez por todas, o que é o controle de estoque e como ele pode ajudar o seu negócio a prosperar. Vamos lá?

Mas, antes de iniciar a leitura, temos uma dica muito boa para a sua gestão de estoque: o ERP WebMais

Estoque mínimo, máximo, inventário e muito mais ao seu alcance, de forma automatizada e eficiente. Faça um teste gratuito agora mesmo.

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O Que É Controle De Estoque?

Primeiramente, vamos começar pelo básico. Você sabe o que é o controle de estoque? Esse é o processo que busca garantir a qualidade das mercadorias que entram, saem e ficam no armazém da sua empresa.

A ideia é que o estoque possua – sempre – os itens necessários para produção ou distribuição. Além disso, essa gestão também busca elevar a qualidade dos materiais.

Então, podemos ver que a gestão de estoque é muito importante para as empresas. Isso porque, com um bom controle, a produção e movimentação de mercadorias é otimizada e o seu negócio consegue atender uma demanda maior, de forma eficiente.

Mas, para isso, é preciso coletar alguns dados muito importantes da sua empresa. Eles incluem informações sobre compras, expedição, armazenamento, pedidos, giro de estoque, entre outros.

Para Que Serve O Controle De Estoque?

Agora que você já conhece o conceito de controle de estoque, é hora entender para que ele serve. 

Para começar, é preciso saber que o acompanhamento dos dados que vimos acima gera alguns resultados, que exemplificam o objetivo da gestão dos materiais.

Em resumo, a gestão de estoque serve para elevar os lucros da empresa e aprimorar a experiência do cliente. Mas é claro, esses resultados só serão alcançados se você executar um bom controle do armazém.

Isso porque a sua empresa terá as informações necessárias para que seja possível analisar todos os aspectos importantes na hora de fazer uma nova projeção de vendas.

Quando tudo anda como planejado, é possível precificar de forma mais eficiente, reduzir custos localizados de produção, eliminar gargalos e evitar perdas. Tudo isso vai aumentar a geração de lucros do seu negócio.

Além de tudo isso, o controle de estoque também serve para fugir de problemas complexos. Entre os principais, está a falta de produtos no armazém.

Por fim, a gestão dos itens armazenados também vai otimizar a sua cadeia de suprimentos.

Qual A Importância Do Controle De Estoque Em Pequenas Empresas?

Alguns gestores de pequenas empresas imaginam que pelo tamanho do seu negócio não é importante fazer o controle de estoque. Mas, na verdade, esse é um pensamento equivocado. 

Ter um bom controle de estoque irá auxiliar a sua empresa a diminuir o risco com possíveis prejuízos com estoques.

Quando você controla adequadamente o seu estoque, consegue reduzir perdas por prazos de validade expirados, por exemplo.Além disso, você também saberá exatamente o que tem armazenado. 

Os dados vão te ajudar a entender quais produtos estão tendo uma boa saída e quais estão ficando encalhados no estoque. Dessa forma, será mais fácil planejar estratégias para manter o giro do estoque.

Quais São Os Tipos De Controle De Estoque?

Se você leu até aqui, já entendeu que o controle de estoque é importante para a sua empresa, certo? Mas, para que ele seja implantado de forma eficiente, é preciso saber quais são os 3 tipos básicos de estoque.

Vamos falar dos 3 principais. Mas, antes de conhecê-los, é preciso que você saiba que cada empresa é única, sendo necessário adaptar os métodos para a realidade do negócio.

Agora, vamos lá. O primeiro tipo de controle de estoque é o FIFO, sigla para First In, First Out

Nesse modelo, os itens são armazenados e enviados em ordem cronológica: os que chegaram primeiro, sairão primeiro. É comum em indústrias e distribuidoras de produtos perecíveis.

O segundo modelo de gestão de estoque mais utilizado é a Curva ABC. Ela utiliza 3 fatores para ordenar os produtos. Eles são lucratividade, faturamento e giro de estoque. Eles permitem classificar cada item em uma das três categorias: A, B ou C.

Tipos mais comuns de controle de estoque  FIFO > Os primeiros produtos a entrarem no estoque são vendidos antes   Curva ABC > Organiza os produtos em 3 categorias (A, B e C), de acordo com lucratividade, faturamento e giro de estoque  Just in Time > Estoque mínimo, com menos produtos armazenados

A categoria A representa os 20% mais vendidos, que geram 80% da receita da empresa. 

Já a B traz 30% dos itens e 15% do faturamento. Por fim, a curva C traz os outros 50% de produtos da empresa, mas que se convertem em apenas 5% dos lucros.

Uma vantagem é que ela não existe apenas para o estoque. Assim, a curva ABC de vendas pode ser utilizada em conjunto, otimizando ainda mais a gestão.

Por fim, temos o Just in Time. A ideia é implantar o estoque mínimo, baixando o número de produtos armazenados. Com isso, a empresa diminui custos.

Um problema desse modelo é que ele é mais complexo. Dessa forma, o ideal é contar com a ajuda da tecnologia. O ERP WebMais facilita a aplicação do Just in Time no seu negócio. Experimente agora e conheça a ferramenta.

Por Que Controlar O Estoque?

Controlar o estoque nada mais é do que gerir os ativos do seu negócio. Por isso, é uma estratégia fundamental para a sua operação.

Dependendo da quantidade de pontos de distribuição que você possui, essa gestão pode ser complexa, mas a sua falta pode trazer muitos problemas. 

Além disso, dependendo do tipo de nicho em que a sua empresa atua, o controle de estoque pode ser a chave do sucesso do seu negócio.

Mas, antes de qualquer coisa, precisamos entender o motivo pelo qual é importante realizar a gestão de estoque.

Para começar, de forma simples, o estoque é o espaço físico em que você armazena seus insumos e produtos. 

Então, se bem organizado, ele permite otimizar várias tarefas de toda a empresa e traz muitos benefícios para a sua gestão.

Abaixo, trouxemos dois grandes motivos para você iniciar ou organizar melhor o controle de estoque da sua empresa. Vamos conhecê-los?

Economia Em Despesas Supérfluas

Você pode implementar mudanças e aprimorar seu controle de estoque para reduzir – ou até mesmo eliminar – despesas desnecessárias. Isso gera menos gastos de recursos, o que se materializa em economia de dinheiro.

O planejamento deve estar aliado a estratégias que promovam otimizações no processo. Dessa forma, seu controle de estoque será um fator primordial para o sucesso dos seus negócios.

Com um controle de estoque eficiente, você saberá com exatidão quais produtos possui, quais estão em falta e quais têm uma melhor aceitação pelos clientes.

Com isso, você não perderá mais vendas por não ter o produto disponível. Também será possível realizar promoções para girar o que está parado no estoque.

Aumento Das Vendas

Com um controle mais rigoroso do estoque, você evita passar por situações em que o vendedor realiza a venda e não há o produto em estoque. Também podem ocorrer casos onde os insumos são insuficientes para produzir.

Este tipo de circunstância causa mal estar ao vendedor e principalmente ao cliente, que fica insatisfeito e pode procurar a concorrência.

Então, ter um controle de estoque eficaz do seu estoque é uma grande vantagem competitiva. Isso porque você saberá com exatidão quais produtos tem no seu estoque e terá uma previsão dos com maior saída. 

A gestão do estoque controla o fluxo de materiais em toda a empresa e também indica o desempenho de setores como vendas, financeiro e expedição. 

Além disso, ela permite prever as necessidades de compras futuras.

Logo, você pode se programar para não faltar os itens no estoque, mesmo naquelas épocas em que há um aumento pontual nas vendas. 

Em épocas em que a saída é menor, você pode realizar promoções ou propagandas para melhorar o desempenho das vendas.

5 Vantagens Do Controle De Estoque

O controle de estoque traz muitas vantagens para a sua empresa, principalmente para os setores financeiro e comercial. 

Por isso, separamos 5 benefícios que uma gestão de estoque eficaz proporciona para o seu negócio. Vamos conferir?

Melhor Aproveitamento Do Espaço

Quando as empresas investem em um controle de estoque mais rigoroso, o espaço físico em que as mercadorias são armazenadas permite maior organização.  

Com isso, os artigos são encontrados mais facilmente, logo as vendas se tornam mais ágeis e evita-se danos físicos aos produtos.

Melhora Da Eficiência E Produtividade

Quando se faz uso das ferramentas adequadas para controlar o estoque, é possível ter uma equipe mais produtiva e eficiente. 

Isso porque, ao informatizar o setor, você evita o trabalho manual, que pode tornar qualquer tarefa muito mais custosa.

Com a otimização da gestão de estoque é possível fazer mais em menos tempo e sem perder em qualidade. 

Além disso, a sua empresa também pode ter uma equipe enxuta e que consegue dar conta do setor. Por fim, a informatização dos dados reduz a margem de erros.

Parceiro Do Setor De Compras

O setor de compras se beneficia bastante com um controle de estoque bem feito. 

Quando todas as movimentações são registradas, o comprador consegue identificar a hora de comprar determinado item, para que não fique em falta no estoque.

Com a falta de mercadorias, você pode perder vendas. Mas também existe o oposto desta situação, quando são comprados artigos em excesso e o estoque acaba não girando.

Por isso, é importante ter um sistema que integre os setores, facilitando a troca de informações. 

Assim, o setor de compras acompanha a movimentação do estoque e não deixa nem faltar e nem ter excesso de produtos.

Que tal integrar seus setores de estoque, compras, comercial, financeiro e muito mais? Agende uma demonstração gratuita do ERP WebMais e entenda como a ferramenta vai otimizar sua gestão.

Parceiro Do Setor Comercial

O controle de estoque também é um aliado do setor comercial, pois permite traçar e analisar o comportamento dos clientes em relação aos itens vendidos. 

Essa informação deve ser utilizada de forma estratégica pelos vendedores.

Informações como itens mais e menos vendidos e as épocas do ano tem uma maior procura são fundamentais. É que, com elas, é possível traçar estratégias diferenciadas para aqueles itens que estão “encalhados”.

Ao acompanhar o comportamento dos consumidores, é possível até mesmo identificar quais artigos estão saindo de linha e não valem mais a pena vender. 

De forma semelhante, o seu negócio consegue prever tendências e ser o primeiro a oferecer a novidade no mercado.

Parceiro Do Setor Financeiro

O setor financeiro também se beneficia com a otimização do controle de estoque

Afinal, ao evitar a compra de mercadorias que não seriam vendidas em breve, o dinheiro economizado pode ser utilizado em artigos que serão realmente procurados.

Esse dinheiro pode, ainda, ser destinado a suprir outras necessidades que a sua empresa possui no curto prazo. 

Ou seja, é possível investir de maneira inteligente, mantendo o fluxo de caixa em dia. Assim, não se corre o risco de faltar dinheiro para urgências.

Principais Erros No Controle De Estoque

Um gerenciamento inadequado do estoque pode falir um negócio. Por isso, seu controle de estoque é um processo fundamental para todas as empresas que vendem e distribuem mercadorias.

Para que seu estoque não te cause dores de cabeça, separamos os 4 principais erros cometidos pelas empresas. Vamos descobrir quais são?

Falta De Planejamento A Longo Prazo

Muitos empresários acabam deixando de lado o planejamento do seu estoque a longo prazo e isto pode acabar causando dois grandes problemas. 

O primeiro é a falta de itens disponíveis para a venda e o segundo um estoque excessivo e parado.

Estas duas situações podem levar a sérias consequências. Por exemplo, o cliente pode recorrer à concorrência para adquirir o artigo desejado. Com isso, fica mais difícil reconquistá-lo.

Outro ponto é a falha no seu fluxo de caixa. Isso porque as mercadorias compradas precisam se transformar em dinheiro para que se possam honrar os compromissos da empresa.

Principais erros no controle de estoque  (Estoque desorganizado, com produtos jogados pelo chão, fora das prateleiras. 5 setas apontando dos tópicos direto pra imagem)  - Falta de planejamento a longo prazo - Não conhecer os clientes - Falta de comunicação interna - Falta de automação

O planejamento deve considerar o comportamento do consumidor, bem como as sazonalidades, caso existam em seu segmento, e o histórico de vendas. 

Com estas informações você poderá se planejar para todas as épocas do ano e tendências futuras.

Não Conhecer Seus Clientes

Conhecer as necessidades e desejos dos seus clientes são informações muito importantes para o planejamento do seu estoque. 

É por meio delas que você saberá, por exemplo, se deve investir mais em determinados produtos e deixar outros de lado.

Então, faça pesquisas, converse com seus clientes e analise o histórico de compras. Com as informações levantadas, será possível traçar novas estratégias.

Falta De Comunicação Interna

Um problema muito comum que acontece nas grandes empresas é que algumas decisões, como promoções, muitas vezes não chegam aos colaboradores que trabalham no estoque. 

Sem essa comunicação, eles não ficam preparados para um possível aumento no movimento de saída de materiais, podendo diminuir a produtividade do setor.

Nossa dica é realizar reuniões para troca de informações entre as coordenações e colaboradores-chave. Assim, todos ficam sabendo das decisões e podem se preparar de forma adequada.

Falta De Automação

Como você realiza o controle do seu estoque? Você ainda utiliza planilha de controle de estoque manual? Se sim, você está perdendo tempo e dinheiro!

Com os lançamentos manuais, sua equipe leva muito tempo para registrar todas as movimentações do estoque e ainda está mais sujeita a erros.

Usar um sistema informatizado e que integre todos os setores da empresa vai ajudar a automatizar as tarefas. Além disso, ele também ajuda a evitar falhas humanas comuns e acelerar os processos de monitoramento.

Como Fazer O Controle De Estoque?

Ok, você já sabe o que é controle de estoque, para que serve e quais são os benefícios. Mas, como aplicar na sua empresa? Primeiramente, saiba que existem várias formas de fazer isso.

Você pode usar ferramentas tecnológicas, tabelas e até papel – muito papel. Seja como for, a lógica é a mesma: será necessário manter registros certeiros de cada entrada e saída de produtos do estoque.

Mas não é só isso! Você precisará organizar muito bem o estoque, analisar e definir níveis mínimos e máximos de cada item e manter boas relações comerciais, principalmente com fornecedores.

Uma boa dica para começar é manter o espaço físico do armazém em dia. Isso porque os materiais precisam ser bem armazenados, sem chances de sofrerem danos no estoque. 

E isso é ainda mais importante para indústrias e distribuidoras de alimentos, bebidas ou outros perecíveis.

Além da organização física, saber como se faz o controle de estoque também envolve planejamento estratégico. Isso inclui todos os processos da empresa. Assim você evita que falte ou sobre produtos.

PASSO A PASSO PARA O SEU CONTROLE DE ESTOQUE COM NOSSO EBOOK
BAIXE GRÁTIS AGORA

Onde É Feito O Controle De Estoque?

Como vimos, todas as indústrias e distribuidoras precisam realizar a gestão de estoque. Na verdade, o recomendado é que basicamente toda empresa que atue com produtos ou serviços físicos faça esse controle de estoque.

É que, mesmo que a sua empresa não tenha um estoque de materiais para venda ou produção de outros itens, ela provavelmente terá um local para armazenar equipamentos internos.

Seja como for, todos esses locais de armazenamento precisam de um controle de estoque rigoroso. 

Então, será necessário acompanhar entradas e saídas de materiais e produtos, realizar o inventário de estoque, entre outras atividades.

E esse acompanhamento vai depender de como a sua empresa organiza o estoque, além dos processos produtivos e de entrega. Essas especificidades também vão definir quem vai ficar responsável pelo estoque.

Vamos imaginar um exemplo? No caso de empresas que produzem de forma manual, quem cuida do estoque é a mesma pessoa que faz a gestão de supply chain, em conjunto com a produção.

Quem Faz O Controle De Estoque?

Você sabe quem controla o estoque? Em geral, o responsável fica sob supervisão direta do gestor da empresa, de preferência alguém de confiança.

Além disso, ele precisa estar ciente dos processos e entender a realidade do negócio, já que vai organizar uma parte muito importante para o sucesso da empresa. Também deve entender como o processo de compras funciona.

Para complementar, ele tem que saber como utilizar o seu método de controle de estoque. Então, seja de forma manual, planilhas ou através de um ERP, a gestão de materiais precisa estar em dia.

Metodologias De Controle De Estoque

Quer que a sua empresa usufrua de todos os benefícios que um bom controle de estoque pode proporcionar? Então, é fundamental que você escolha a metodologia que seja mais benéfica ao seu negócio.

Para tanto, você precisa conhecer e entender qual deles tem uma aderência melhor quanto às suas necessidades. Vamos te ajudar. Abaixo, trouxemos os métodos mais utilizados pelas empresas.

PEPS

O método PEPS segue a premissa de que os primeiros itens mais antigos são os primeiros a serem vendidos. Então, por este motivo é utilizada a sigla PEPS, que significa “Primeiro que Entra, Primeiro que Sai”.

Este é um dos métodos mais utilizados, já que permite um melhor controle da validade dos produtos. Além disso, facilita o combate a perdas e uma aproximação do custo de cada item ao seu custo real.

Isso porque o cálculo é feito a partir das mercadorias mais velhas para as mais novas.

Por este motivo, o método PEPS é um dos que mais aparecem nas empresas, principalmente por evitar perdas e facilitar a gestão logística como um todo.

UEPS

O método UEPS é o contrário do PEPS, ou seja, as últimas mercadorias a entrarem no estoque são as primeiras a saírem. O significado da sigla é “Último a Entrar, Primeiro a Sair”.

Mas, é preciso ter atenção. Ele não deve ser utilizado por empresas que trabalham com produtos perecíveis, pois o risco de ocorrerem perdas é muito maior.

Aqui, você como gestor, deve estar sempre atento à rotatividade dos produtos, para que as perdas não aconteçam.

Ao contrário do PEPS, no método UEPS, o cálculo do custo dos itens vendidos é baseado no valor dos produtos mais novos do estoque.

PVPS

Este método se baseia em “Primeiro que Vence, Primeiro que Sai”. Nele, os lotes mais perto do vencimento são os primeiros a serem comercializados.

É muito utilizado para produtos de altíssimo giro ou com prazo de validade curto, como produtos resfriados. A maior vantagem é que ele ajuda a reduzir consideravelmente o índice de perdas por prazo de validade ou obsolescência, por exemplo.

Just In Time

O just in time, ou JIT, é um método de gestão desenvolvido especialmente para promover a redução de custos. Nele, o nível do estoque é mantido no menor estado capaz de atender as demandas do mercado.

Quem deseja aplicar esta metodologia precisa ter condições de monitorar constantemente o estoque. A ideia é evitar perder boas oportunidades de vendas por não ter a quantidade suficiente de produtos disponível.

Por isso, é muito importante ter bons fornecedores que trabalhem em parceria com você. Isso porque eles poderão atender a sua empresa com a agilidade e na frequência necessárias para que esse método de gestão de estoque funcione bem.

Curva Abc

A curva ABC é um método de análise de estoque que ajuda a identificar a relevância dos produtos. Para tanto, ela considera sua representatividade em termos de giro, faturamento e lucratividade. Por isso, podemos separar o estoque em itens de classe:

  • A: Considerados os mais importantes. São os itens que possuem um giro razoável, mas que representam uma grande fatia do faturamento e dos lucros — em decorrência do alto preço de venda;
  • B: Compreendem a maior fatia do estoque. São produtos que possuem um giro alto e que, por isso, contribuem bastante para que o faturamento e os lucros sejam satisfatórios;
  • C: Possuem pouca saída e, por isso, o faturamento em decorrência da sua venda não é tão expressivo. Mas são itens necessários no estoque, já que podem ter procura por parte do cliente.

A Curva ABC é uma metodologia muito eficiente em termos do ajustamento do processo de compras.

A CURVA ABC OTIMIZA OS RESULTADOS DA SUA EMPRESA
QUERO SABER COMO É POSSÍVEL

Custo Médio

A metodologia do Custo Médio prevê a renovação dos valores do estoque a cada vez que houver a entrada de novos itens. Ela faz isso por meio do cálculo de uma média ponderada, também chamada de Média Ponderada Móvel.

A média é o resultado da soma dos valores dos produtos antigos com os valores dos produtos novos dividida pela quantidade total de itens disponíveis no estoque.

Para sua aplicação oferecer todos os benefícios possíveis, é preciso considerar bem o modelo de negócio da empresa. Se for o caso, é bom utilizar essa metodologia.

Mas é bom lembrar que o Custo Médio e o PEPS são os únicos métodos de gestão de estoque aceitos pelo Ministério da Fazenda. Esse aprove ocorre na contabilização e comprovação de custos realizadas para fins do Imposto de Renda. 

Preço Específico

O preço específico é uma boa opção de controle de estoque para produtos como carros ou maquinários.

Através dele, o preço de cada item vai guiar o processo de baixa no estoque, sempre após as vendas. Além disso, ele considera o valor total do estoque, de acordo com a soma de custo fixos de cada item.

Giro De Estoque

Por fim, temos o giro de estoque. Esse é um indicador importante para as empresas, já que aponta a circulação das mercadorias. Dessa forma, você sabe quantas vezes cada tipo de produto foi vendido e reposto.

Essas informações permitem entender como anda a sua gestão de estoque. Para tanto, os dados precisam ser avaliados, na busca por equilíbrio entre compra e vendas de produtos.

Para facilitar, é possível ver o giro de estoque assim: quanto mais você vende, maior precisa ser o giro. Sem esse ajuste, o seu estoque vai ficar sem materiais.

5 Erros Que Você Precisa Evitar Na Gestão De Estoque

Agora que já vimos as vantagens e como fazer o controle de estoque, separamos os 5 erros que você precisa evitar na gestão.

Aquisição De Estoques Acima Ou Abaixo Do Necessário

Com certeza um dos pontos mais importantes na hora de fazer a gestão do seu estoque é saber qual a sua demanda. Dessa forma, você consegue saber exatamente o quanto de mercadorias precisa comprar para manter o estoque em seu nível ideal.

Um estoque acima do nível necessário tem maior chance de perder mercadorias pela sua depreciação e prazos de validade expirados. 

Esse é um problema mais grave ainda em produtos perecíveis como alimentos, medicamentos, dentre outros.

Já um estoque que está abaixo do necessário irá fazer o seu negócio ter prejuízo pois perderá possíveis vendas, deixando clientes insatisfeitos. 

Ou ainda terá que fazer pedidos de compras urgentes, que normalmente serão mais caros, para repor o estoque. 

Não Utilizar Sistemas Para Realizar O Gerenciamento Do Estoque

É possível gerenciar o estoque em planilhas ou até no papel quando o seu negócio é muito pequeno. Mas, essas são formas que geram mais erros e divergências nos dados, já que são realizadas manualmente.

Por isso, um sistema com um módulo de estoque é um investimento que deve ser feito. O ERP ajuda no controle de estoque, diminuindo as chances de erros, e facilita no acompanhamento e gerenciamento do estoque com a emissão dos relatórios de forma ágil.

Agende uma demonstração gratuita agora mesmo e veja como funciona o módulo de estoque do ERP WebMais.

Não Descrever E Identificar Os Itens Do Estoque

Um erro que algumas pessoas cometem por não dar a devida importância é a identificação e descrição dos itens de forma correta.

Para ter controle de estoque, é imprescindível descrever as características do produto: cores, tamanho, data de vencimento, dentre outras informações. 

5 principais erros na gestão de estoque  (Gestor com escudo escrito "estoque", protegendo a empresa contra:)  Estoque acima ou abaixo do necessário Sem sistema de gestão de estoque Sem descrição de itens no estoque Sem tempo médio de estocagem pra valores corretos Uso inadequado das ferramentas de controle

Dessa forma, você consegue saber exatamente o que tem em estoque, evitando erros na hora de fazer uma venda ou repor estoque.

Pensar Em Valores E Não No Tempo Médio De Estocagem

É importante pensarmos no tempo médio de estocagem de cada produto e não no seu valor. Isso porque, às vezes, um produto que tenha um valor mais baixo pode acabar encalhado no estoque. Já produtos que possuem um valor mais alto podem esgotar muito rápido.

Então, é muito importante que você conheça o mercado que está atuando e que tenha dados sobre as saídas de mercadoria em um período. Assim, é possível comprar de forma muito mais assertiva para o seu estoque.

Uso De Ferramentas De Controle Inadequadas

É importante utilizarmos ferramentas adequadas para controlar seu estoque. Também é preciso entender que, com o crescimento e evolução dos negócios, você terá que verificar se a ferramenta que utiliza ainda é compatível. Se não, é necessário buscar novas possibilidades.

Quais As Principais Ferramentas De Controle De Estoque?

Acima, você viu que o controle de estoque exige muita atenção, dados, análises, metodologia e cuidado para não ocorrer erros nos seus processos. Então, para que isso ocorra de forma eficiente, é preciso contar com ferramentas que facilitem a gestão.

É com o uso delas que você vai conseguir manter um controle de estoque contínuo de produtos, matérias-primas e dos dados de entrada e saída de cada item. Mas, qual será a principal ferramenta de controle de estoque?

A resposta é simples: são os sistemas ERP, sigla para Sistema de Gestão Empresarial (Enterprise Resource Planning, no original em inglês). Em resumo, eles servem para captar e gerenciar dados de forma adequada, eficiente e automatizada.

Assim, os gestores conseguem ter uma visão 360º do negócio, gerando segurança na hora de tomar decisões importantes e estratégicas. E é claro, um bom ERP precisa trazer um módulo completo para o controle de estoque eficiente.

É o caso do ERP WebMais. Com ele, você vai otimizar a forma como o seu estoque é gerenciado, da compra de materiais até o envio para os clientes. Experimente agora e garanta o sucesso do seu negócio.

Benefícios De Um Erp Para O Controle Do Seu Estoque

Para que você tenha um controle de estoque efetivo, é necessário poder contar com ferramentas adequadas para o gerenciamento do setor

Isso porque, só papel e caneta não oferecem a agilidade necessária que os negócios atuais necessitam.

Então, é preciso utilizar uma ferramenta que informatize os dados, conecte os setores e automatize os processos. Nesse contexto, o ERP é uma ótima solução, pois atende a todas as demandas do controle de estoque.

Esse tipo de sistema contribui com a tomada de decisões, garantindo uma maior produtividade com a automação de vários processos e relatórios específicos. Só para dar alguns exemplos, podemos falar de necessidade de compra e controle de lote e validade.

Com isso, você evita o desperdício de mercadorias por passarem da validade, o que acarreta em prejuízos para o seu negócio. Logo, isso leva a um aumento da lucratividade. 

O uso de um ERP traz inúmeras vantagens para a sua gestão, incluindo o controle do estoque.

CONTROLE DE ESTOQUE COM + EFICIÊNCIA E PRECISÃO
CONHEÇA O ERP WEBMAIS

Qual É A Média De Preço De Um Sistema De Controle De Estoque?

Como vimos, o controle de estoque é muito importante para que a sua empresa alcance resultados mais expressivos. Então, é justo dizer que um sistema de controle de estoque é um bom investimento para o seu negócio.

Mas, é importante entender que não é possível encontrar um valor base para esse tipo de serviço. 

Isso porque, cada software possui funcionalidades e usos diferentes. Em resumo, é preciso encontrar o que mais se adapta às suas necessidades.

O ERP da WebMais, por exemplo, conta com 6 módulos independentes, mas que funcionam de forma integrada, e facilitam toda a gestão da empresa. 

Entre eles, está o módulo de estoque, que permite uma gestão de estoque simplificada, direta e eficiente.

Quer experimentar o sistema e entender como ele facilita o seu trabalho de controle de estoque? Agende uma demonstração gratuita e personalizada.

Dicas Para Começar A Usar O Controle De Estoque

Quer aplicar um controle de estoque eficiente na sua empresa? Então é preciso ficar de olho em alguns pontos muito importantes. Para te ajudar, temos algumas dicas. Acompanhe abaixo.

Conheça Bem O Seu Negócio

Primeiro, é necessário que o gestor esteja por dentro de tudo sobre o negócio. É claro, não é preciso saber como fazer cada trabalho de cada setor da empresa. 

Mas é importante saber, pelo menos, a estrutura de produção, como funcionam os setores, enfim.

Para resumir, você precisa entender todo o processo da empresa, seja indústria ou distribuidora, e saber o que cada etapa necessita. 

Assim será possível conhecer o estoque e aplicar uma gestão eficiente no momento certo.

Tenha Uma Mapeamento De Processos

Para saber exatamente como a empresa funciona, o melhor é mapear os processos internos. Sendo assim, você deve criar um mapeamento de como cada setor funciona, incluindo todas as tarefas que precisam ser realizadas.

A soma dessas atividades e da atuação de todos os setores vai resultar no resultado, que é a venda. Por isso o mapeamento é tão importante. 

É com ele que gestão e colaboradores poderão saber o que precisa ser feito para que o produto chegue até o cliente de forma satisfatória.

Defina Etapas

Durante o mapeamento, você vai precisar identificar muito bem as etapas dos processos da empresa. Elas vão indicar onde começa e onde termina cada atividade, ampliando a visão do negócio.

Isso também facilita a localização de gargalos na produção, estoque, envio ou onde for. Dessa forma, é possível resolver as pendências e otimizar cada etapa.

Tenha Registros De Entrada E Saída De Estoque

Registrar todas as entradas e saídas do estoque é essencial para o sucesso de qualquer empresa. 

Isso porque, dessa forma, o gestor vai ter um maior controle de estoque sobre os materiais. Além disso, também pode aplicar os métodos de gestão de armazém, como o giro de estoque, por exemplo.

Elabore Inventários

Como a sua empresa vai prosperar se você não sabe o que tem em estoque, o que compra e o que vende? Essa pode parecer uma pergunta complexa, mas a resposta é bem simples: ela não vai.

Por isso, elabore o inventário completo do seu estoque. Ele é muito útil para saber o que ainda pode ser vendido, o que precisa ser reposto e outros dados importantes.

Faça o inventário de estoque da sua empresa  (Gestor feliz, com prancheta na mão, em frente ao estoque organizado)

Mantenha Relação Amistosa Com Fornecedores

Imagine que você produz bebidas, e seu estoque de suprimentos está baixo. Na hora de repor a matéria-prima, o seu fornecedor decide não entregar o seu pedido.

Complicado, né? Sem os produtos, como a sua indústria de bebidas vai produzir e vender? Por isso, garanta com que a sua relação com os fornecedores seja sempre amigável. 

Não é bom que o seu negócio fique sem esse suporte tão importante, ainda mais por motivos pequenos.

Tenha Estoque Crítico

Você sabe o que é o estoque crítico? Ele também é chamado de estoque mínimo, e serve para garantir com que a sua empresa não fique sem materiais para produção ou venda. Ele é um indicador que mostra o mínimo de itens necessários para manter a demanda em dia.

De forma resumida, quando um produto do seu estoque está acabando, será possível prever e evitar a falta de materiais, comprando o necessário para manter o processo. 

Antes disso, será preciso analisar e definir quais são os valores de estoque crítico para atender a sua necessidade.

Planeje Períodos Para Compras

Já sabe a quantidade de materiais necessária para atender a sua demanda, e entende o comportamento de compra dos clientes? Então complemente esses dados com o planejamento de compras.

Ele ajuda a reduzir gastos desnecessários, já que você não vai comprar nada fora de época, além de não sobrecarregar o estoque. Com um bom planejamento, você compra o necessário para manter a produção rodando, ou a distribuição em dia.

Tenha Volume Mínimo E Máximo De Cada Item

A dica final para um bom controle de estoque é identificar e definir níveis mínimos e máximos de cada produto. Isso ajuda a entender quando será preciso comprar ou produzir mais materiais, ou quando parar.

Quais Os Tipos De Estoque De E-Commerce?

Existem tipos de estoque de e-commerce, e cada um deles é diferente. Entender mais sobre eles e saber qual escolher é um desafio constante de quem gerencia esse tipo de negócio.

Isso porque é preciso conhecer muito bem a sua empresa, sabendo qual modelo de controle de estoque aplicar. 

Se acertar na escolha, você terá mais informações sobre o comportamento de compras dos clientes, além de otimizar sua produção, compras, vendas e entregas.

Um modelo de estoque para e-commerce muito comum é o estoque físico próprio. Ele é, de maneira simples, um estoque para pronta-entrega, e oferece envio imediato dos produtos e liberdade na montagem do estoque. 

Assim, você adapta os itens para a demanda e atende o cliente de forma mais rápida e personalizada.

Outro tipo de estoque para e-commerce muito usado é o estoque compartilhado. Ele permite vender de forma física e online, tudo no mesmo estoque.

A ideia é otimizar a gestão do armazém, além do envio de produtos, independentemente de como tenham sido comprados. Isso ajuda a empresa a gastar menos com o armazenamento dos itens.

Por fim, temos o estoque descentralizado. Com ele, as empresas podem guardar seus produtos em mais de um local. Com isso, é possível ganhar agilidade ao enviar os produtos vendidos, já que cada região terá seu estoque, acelerando a entrega.

Essa modalidade também diminui o valor do frete, o que agrada os clientes. Mas, é bom ter em mente que esse tipo de estoque só deve ser utilizado por empresas maiores, pois é preciso de um bom investimento. 

Como Fazer A Gestão De Estoque Em Um Negócio Com Receita Recorrente?

A gestão de estoque se torna menos complexa caso você possua um negócio com receita recorrente. Isso porque, como ela trabalha com clientes fixos, você sabe exatamente qual a sua demanda. Assim, é mais fácil entender as necessidades de estoque da empresa.

Tendo essas informações em mãos e conhecendo o seu produto, você consegue saber exatamente quanto de estoque deve ter para atender a sua demanda. 

Também será possível conseguir negociações melhores com seus fornecedores na hora de comprar os materiais que precisa.

Mas lembre-se de que é importante ter um estoque de segurança, para poder atender aos novos clientes que podem chegar!

O ERP WEBMAIS SIMPLIFICA O CONTROLE DE ESTOQUE E TODA A GESTÃO DA SUA EMPRESA
EXPERIMENTE AGORA

Conclusão

E aí, a sua empresa já realiza o controle de estoque? Como vimos nesse artigo, ele otimiza os processos do seu negócio, facilitando o entendimento sobre quais produtos e materiais estão no armazém.

Além disso, a gestão eficiente do estoque também fortalece a tomada de decisões, somando precisão e segurança. E existem tecnologias que incrementam ainda mais os resultados.

É o caso dos sistemas ERP. Essas ferramentas são especializadas em melhorar a gestão das empresas, e costumam contar com módulos especiais para o controle de estoque.

Quer um ERP que faça esse trabalho de forma simples, direta e eficiente? Então conheça o ERP WebMais. Com o módulo de estoque, você deixa seu armazém em dia com facilidade. E não é só isso! O ERP conta, ainda, com diversas outras funções. Experimente agora.

Deixe um comentário