Veja como otimizar sua gestão de produção

Guia Completo Com Tudo Sobre Gestão De Produção

Imagem de Sanon Matias

A gestão de produção é o que controla todos os processos na cadeia produtiva a partir de dois objetivos: padronizar as atividades e assegurar a qualidade dos produtos. Isso com foco na maximização dos resultados e na redução de custos desnecessários.

A sua empresa tem uma gestão de produção organizada? E você sabe qual é a importância de controlar o processo produtivo?

Investe em ferramentas modernas e inovadoras para tornar o procedimento mais eficiente? Não? Então, certamente a sua indústria não lucra tanto quanto poderia.

Cada etapa no processo de produção é importante e a combinação de todos os estágios impacta nos resultados da sua indústria.

Pode ser que as consequências sejam positivas ou negativas, mas tudo depende da forma como a cadeia produtiva é gerenciada. Ou seja, como é feita a gestão de produção.

Não sabe o que é isso, nem como ela pode impactar o seu negócio? Calma! Preparamos este post para esclarecer todas as dúvidas relacionadas a esse assunto.

E você pode aprender a gerenciar na prática com o ERP da WebMais, que contém módulos integrados para fornecer uma visão completa da empresa ao gestor. Peça uma demonstração gratuita agora mesmo.

Agora, prepare-se para assumir o controle da sua indústria e conquistar resultados mais positivos. Confira como fazer uma boa gestão de produção!

BANNER Cupom tá on abril 2024

O Que É A Gestão De Produção E Por Que É Importante?

A gestão de produção é uma atividade que controla todos os processos na cadeia produtiva.

Isso envolve extração, manuseio e controle de matérias-primas, transformação de materiais em produtos, ordens de produção, gestão de qualidade e distribuição do produto final, entre outros.

O principal objetivo da gestão de produção é estabelecer um padrão de processos. Assim, é possível aumentar a eficiência operacional da organização, bem como assegurar a qualidade dos produtos e rapidez nas entregas.

Como o mercado está cada vez mais competitivo, com empresas novas abrindo suas portas a todo instante, a indústria que quer se destacar precisa oferecer um diferencial.

Diferencial esse que pode ser adquirido ao fazer a gestão de produção. Isso porque a empresa passa a se tornar mais ágil e assertiva na elaboração de produtos e cumprimento de prazos.

Isso sem dizer que evita desperdícios e reduz custos com um controle inteligente de perdas e sobras.

Qual É A Função Da Gestão De Produção?

A gestão de produção visa garantir que todos os processos sejam executados de maneira eficiente e econômica, com foco na maximização dos resultados e na redução de custos desnecessários.

Para isso, é essencial que os gestores invistam em tecnologias avançadas e maquinários de última geração. Além disso, também é preciso promover uma cultura de análise crítica e de colaboração entre os diversos setores da empresa.

Uma boa gestão de produção pode trazer inúmeros benefícios para a organização. Exemplos incluem o aumento da competitividade no mercado, a melhoria da margem de lucro e a otimização dos recursos disponíveis.

Para medir o desempenho da empresa, é necessário utilizar indicadores de desempenho estratégicos, que permitam acompanhar de perto os resultados alcançados em relação aos objetivos traçados.

Alguns exemplos de indicadores incluem:

  • lucratividade: mede a capacidade da companhia de gerar lucro a partir das suas atividades operacionais;
  • produtividade: avalia a eficiência da empresa na utilização dos seus recursos;
  • turnover: mede a rotatividade de funcionários na empresa;
  • conversão de leads em clientes: avalia a eficácia das ações de marketing na conversão de leads em clientes efetivos.

Ao utilizar esses indicadores de desempenho estratégicos, os gestores identificam áreas de melhoria e oportunidades de crescimento. Dessa forma, tornam a organização mais competitiva e preparada para enfrentar os desafios do mercado.

Quais são os benefícios desse controle?

A gestão de produção consegue tornar a empresa mais ágil quando o assunto é atender o mercado e garantir produtos de qualidade. Mas, será que é apenas isso que o controle de processos oferece para a indústria? Não necessariamente!

Fora essas vantagens, a atividade administrativa oferece uma série de outros benefícios como:

1. Execução correta das atividades

Controlar e gerir o processo produtivo contribui para as atividades na indústria serem executadas corretamente no tempo previsto. Também auxilia para que cada etapa de produção seja realizada com os materiais adequados e nas quantidades certas.

7 benefícios da gestão de produção

2. Sucesso nas entregas

Uma vez que existe total controle sobre a cadeia produtiva, o gestor consegue garantir que o produto final será entregue com sucesso. Afinal, a produção é ágil e as mercadorias possuem qualidade, e isso contribui para tornar a distribuição dos produtos e a experiência do cliente as melhores possíveis.

#3. Melhor gestão financeira

Além de garantir a execução correta das atividades e sucesso nas entregas, o controle de produção ajuda ainda a melhorar a gestão financeira da empresa.

Como o gestor passa a monitorar de perto todo o processo produtivo, ele identifica com mais facilidade se houve prejuízo ou lucro.

A partir dessa análise e gestão, fica mais fácil direcionar melhor os investimentos ou elaborar estratégias para mitigar desperdícios e custos.

#4. Maior controle dos pedidos

Como o processo produtivo também envolve verificar qual é a demanda do produto, o gestor pode usar a gestão de produção para melhorar o controle sobre os pedidos.

Assim, identificando quais quantidades a indústria consegue produzir e quanto tempo é necessário para concluir.

#5. Menos desperdícios e atrasos

A gestão de produção auxilia o gestor a identificar com antecedência quais são os componentes necessários para a fabricação dos produtos. Além disso, também permite ver qual é a quantidade certa de matéria-prima para cada um dos estágios de produção.

Esse conhecimento ajuda a evitar desperdícios e atrasos. Isso porque, uma vez que o processo não precisa ser interrompido por falta de materiais, é possível realizar uma gestão mais inteligente de perdas e sobras.

#6. Produtividade máxima

Quando faz a gestão de produção, o gestor assegura que a indústria possui os elementos necessários para produzir os produtos.

Isso quer dizer que o chão de fábrica pode desempenhar os processos com o máximo de eficiência sem pausas, obtendo maior produtividade.

#7. Facilidade na elaboração de relatórios de desempenho

Ao controlar todos os processos na cadeia produtiva, o gestor tem uma visão mais ampla sobre os negócios. Isso porque, ao integrar setores, pode acessar informações importantes e atualizadas sobre cada estágio de fabricação.

Então, com base nisso, elabora relatórios gerenciais e de desempenho mais facilmente.

Quais São As Etapas Da Gestão De Produção?

Como sabemos, a gestão de produção é um conjunto de processos cujo objetivo é garantir a eficiência e a qualidade da produção em uma empresa.

Esses processos se desenvolvem em uma relação de interdependência, formando um ciclo contínuo que abrange diversas etapas. Abaixo, você conhece cada uma delas!

Planejamento

Para uma produção eficiente, é essencial fazer um planejamento adequado, onde são definidos os objetivos, as metas e ações que devem ser aplicadas para atingi-las.

É importante considerar a capacidade da empresa, sua infraestrutura e recursos disponíveis, além das demandas do mercado.

A equipe comercial precisa projetar as vendas ou como entregará os pedidos feitos, analisando formas de otimizar tempo e evitar interrupções.

A parte financeira também precisa estar presente nessa etapa, pois, em alguns casos, é necessário priorizar pedidos em virtude do prazo de recebimento.

BANNER Planejamento e controle financeiro em dia com o ERP WebMais

Organização

A organização da produção é uma etapa fundamental para alcançar a eficiência do processo produtivo. Ela consiste em avaliar os processos existentes e reestruturá-los, se necessário, para a produção estar preparada para receber a demanda do mês.

O foco é maximizar os ganhos de produtividade por meio de uma forma de estruturar a produção de modo a otimizar o uso dos recursos disponíveis. Isso vale para recursos humanos, materiais ou tecnológicos.

Desse modo, monta-se um roteiro de produção que contempla todas as etapas do processo, desde a chegada da matéria-prima até a entrega do produto final ao cliente.

Comando

A execução é uma etapa importante, mas para acontecer é necessário um monitoramento constante do processo para garantir que tudo esteja saindo conforme o esperado.

O comando é fundamental nesse momento, pois é ele quem gerencia toda a equipe e assegura que todas as atividades sejam realizadas da melhor forma possível.

O gestor deve estar sempre presente para corrigir falhas e motivar a equipe. O uso de  ferramentas como a Matriz RACI pode ser bastante útil para definir claramente as responsabilidades de cada um nas tarefas, evitando confusões e retrabalhos.

Execução E Controle

A execução da produção é norteada pelas metas estipuladas na primeira fase, o planejamento. O alcance delas podem ser diários, semanais, quinzenais ou mensais, conforme foi estipulado inicialmente.

Já o controle garante a eficiência do desenvolvimento dos processos. Ele envolve a avaliação de todos os aspectos influenciadores na qualidade e do desempenho da equipe e dos equipamentos utilizados.

Por meio de indicadores, é possível identificar falhas, realizar ajustes e otimizar todas as tarefas. Tudo isso embasado nos objetivos definidos no plano empresarial.

Alguns exemplos de indicadores são o tempo médio de produção, o índice de retrabalho, a taxa de ocupação dos equipamentos, entre outros.

Monitoramento/Coordenação

O monitoramento consiste em acompanhar de perto cada etapa da produção, verificando se tudo está de acordo com o planejado e se as metas estão sendo alcançadas.

Para ser efetivo, é importante que o gestor tenha acesso a informações precisas e em tempo real sobre o desempenho da produção, por meio de sistemas como um ERP.

Um software de gestão integra todos os setores e processos de produção em tempo real e sem erros. Assim, permite entender o andamento de cada operação.

Além disso, ajuda a coordenar tudo. Nesse caso, faz parte da etapa onde o gestor deve garantir que todos os colaboradores estejam trabalhando em harmonia, evitando os conflitos e desentendimentos.

A coordenação envolve também a gestão de materiais e estoques, evitando a falta ou excesso de insumos, o que pode impactar negativamente no setor.

6 passos para realizar a gestão da produção

Agora que você já sabe o que é gestão de produção, qual a sua importância e seus benefícios, que tal descobrir como fazer um controle eficiente? Abaixo, separamos um passo a passo bem simplificado para você gerir a sua produção. Confira!

Passo 1: Verifique a demanda do produto

Como está a demanda do seu produto? O número de pedidos está alto ou a quantidade de solicitações teve uma recaída? O seu cliente precisa do produto imediatamente ou a entrega não possui tanta urgência?

6 passos para fazer a gestão da produção

Avaliar todas essas questões é o primeiro passo para realizar uma gestão de produção eficaz. Isso porque, ao saber qual é a demanda do seu produto, você consegue traçar um planejamento estratégico para suprir as necessidades do seu cliente.

Passo 2: Alinhe a demanda com a capacidade produtiva

Assim que verificar a demanda do produto, é hora de alinhar a demanda com a capacidade produtiva da empresa. Não adianta a sua indústria receber uma série de pedidos e não ter maquinário ou mão de obra suficientes para realizar a produção, certo?

O sucesso de uma organização não está unicamente relacionado a quantidade de produtos que ela vende, mas sim na forma com que ela gerencia os seus recursos e processos.

Por isso, verifique se a sua organização possui capacidade para atender os pedidos antes de assumir novos compromissos.

Passo 3: Defina estratégias

Feito isso, é tempo de definir estratégias: como acelerar o processo produtivo? Como proporcionar uma entrega mais rápida de produtos? E reduzir os custos de produção para oferecer um preço mais atrativo? Como gerenciar melhor as perdas e sobras?

Nessa etapa você precisa definir ações estratégicas que tragam resultados positivos para o seu negócio, seja na produção, armazenamento, separação de pedidos e entregas.

Passo 4: Faça a programação da produção

Assim que tiver estabelecido as estratégias, é hora de fazer a programação do seu processo produtivo.

Preveja que matérias-primas são necessárias para produzir os produtos e qual é a quantidade mínima de estoque para produção. Isso pode ajudar a evitar gastos desnecessários com compras de urgência.

Ah, também instrua a sua equipe para utilizarem apenas o necessário.

Passo 5: Controle a produção

Já sabe quais componentes serão necessários e qual é a quantidade certa? Então, agora é controlar a produção para evitar atrasos e desperdícios, também estoque parado.

Aqui você deve acompanhar o processo produtivo da sua empresa. É preciso saber se os operadores não estão fazendo mau uso dos materiais, nem que os processos estão estacionados por falta de matéria-prima.

Passo 6: Monitore os resultados

Por último, mas não menos importante, monitore os seus resultados. Assim que o produto estiver acabado, verifique se as estratégias surtiram efeito e se todo o planejamento de produção foi seguido à risca. Identifique possíveis falhas e erros e estude melhorias para otimizar as operações.

Uma boa forma de acompanhar os resultados da sua empresa é utilizando o ERP da WebMais. O sistema conta com diversos módulos especializados em setores específicos e importantes das indústrias e distribuidoras, como financeiro, estoque e vendas.

Dessa forma, o ERP atua de forma integrada para a sua gestão ter uma visão 360º de toda a empresa, da compra de materiais até os resultados das vendas.

Agende uma demonstração gratuita e saiba como a ferramenta simplifica a coleta e controle de informações importantes. Experimente agora e otimize sua gestão.

Que tipo de empresa precisa adotar essa prática?

Nessa altura do texto você deve estar se perguntando se todas as empresas precisam realizar a gestão de produção.

Na verdade, todas as indústrias que trabalham com manufatura ou transformação de produtos precisam adotar essa prática. Isso é, empresas alimentícias, de cosméticos, medicamentos, metalúrgicas, químicas e plásticos.

Como a elaboração de produtos nesses segmentos é considerada complexa, o interessante é fazer a gestão de produção para manter controle sobre todo o processo. Isso porque são muitos estágios até um item ficar pronto.

Imagine que a sua organização trabalha no ramo de medicamentos e fabrica um remédio específico (com alta demanda do mercado). Mas, o que aconteceria se você não possui caixas o suficiente para embalar o produto em estoque?

Como fica a entrega dessa mercadoria? E a situação do consumidor final quando chegar no estabelecimento, pedir o remédio e descobrir que não tem? A reputação da indústria pode ficar comprometida!

BANNER Somos especialistas em atender indústrias

Quais Erros Precisam Ser Evitados Ao Fazer O Controle Da Produção?

Fazer a gestão de produção parece ser uma tarefa bastante simples após ver o passo a passo acima. No entanto, existem alguns “errinhos” que podem acabar prejudicando a gestão caso o gestor não esteja atento.

Abaixo, veja quais falhas precisam ser evitadas para você realizar um controle eficaz.

Erro 1: Calcular Errado A Demanda

Quando você não calcula a demanda de produtos corretamente, a indústria pode assumir um compromisso que é incapaz de cumprir.

Já imaginou se um cliente pede 1 mil produtos até final do mês, mas a sua indústria possui capacidade para produzir apenas metade desse pedido? Nesse caso, você prejudica quem compra ou até mesmo queima a sua reputação.

Erro 2: Manter As Informações Desorganizadas

Informações diretamente relacionadas ao processo produtivo, como quantidade de matéria-prima em estoque, valor disponível em caixa e demanda de pedidos, precisam ser atualizadas regularmente.

Qualquer dado que estiver desatualizado pode acabar afetando a sua tomada de decisão, atrasar a entrega de produtos ou até mesmo prejudicar a produção. Já pensou em todos esses prejuízos?

Erro 3: Não Treinar O Time

O gestor de produção é responsável pelo sucesso da indústria, mas isso não quer dizer que ele trabalha sozinho ou que não depende da colaboração de seus funcionários.

Para a gestão de produção ser feita corretamente e a sua empresa alcançar os resultados pretendidos, a sua equipe precisa trabalhar unida para atingir os mesmos propósitos. Não só isso, precisa ser treinada por você para realizar as tarefas corretamente.

Erro 4: Deixar a manutenção de máquinas e equipamentos de lado

Embora a mão de obra humana seja um componente fundamental na indústria, são as máquinas e os equipamentos que vão desempenhar o trabalho mais árduo na cadeia produtiva.

Ignorar a manutenção desses ativos é o mesmo que permitir que a sua organização sofra com paralisações no futuro ou arque com custos elevados com consertos e reparos.

Erro 5: Não investir em tecnologia

A tecnologia chegou para transformar tudo que já se sabe sobre gestão de produção. Mas, algumas empresas ainda têm receio de adotar ferramentas mais modernas porque acreditam que o investimento é alto ou que as inovações não suprem suas principais necessidades.

Sua indústria faz parte desse grupo? Pois saiba que já existem tecnologias bem acessíveis e que oferecem funcionalidades inovadoras para ajudar nesse controle, como um sistema ERP para gestão de produção.

Quais São As Ferramentas De Controle Da Produção?

As ferramentas de controle são essenciais para garantir que as etapas da gestão de produção sejam eficientes. Conheça cada uma delas a seguir.

5S

Trata-se de uma metodologia para promover a organização e limpeza do ambiente de trabalho.

Os cinco “S” representam Seiri (separar), Seiton (organizar), Seiso (limpar), Seiketsu (padronizar) e Shitsuke (disciplinar). O objetivo é aumentar a produtividade e reduzir custos.

Conheça a metodologia Cinco S - 5S

MPS

MPS é a sigla para Master Production Schedule, ou Programação Mestra da Produção. É uma ferramenta para criar um plano de produção diário, semanal ou mensal com base na previsão de vendas e na capacidade da empresa. Ela equilibra a oferta e demanda de produtos.

MRP II

O MRP (Manufacturing Resource Planning), ou Planejamento dos Recursos de Manufatura, em português.

É um sistema integrado de gestão de produção que engloba desde o planejamento da produção até a gestão de estoques e compras de materiais. O foco é otimizar o uso dos recursos da empresa.

APS

O Planejamento e Programação Avançados é um software para programar a produção em tempo real, considerando a disponibilidade de recursos e as restrições de capacidade. O APS ajuda a tomar decisões mais rápidas e precisas.

ERP

Um ERP (Enterprise Resource Planning) integra a gestão empresarial de todas as áreas, desde a gestão financeira até a produção e vendas. Ou seja, centraliza as informações e automatiza processos, tornando a gestão mais eficiente e transparente.

Como Escolher As Melhores Ferramentas De Controle Da Produção Para Auxiliar Gestão De Produção?

A escolha das melhores ferramentas de controle da produção para auxiliar a gestão de produção depende de vários fatores.

Primeiramente avalie as necessidades da sua empresa. Se tem muitos pedidos e precisa gerenciá-los, o MRP II pode ser uma boa opção.

Outro fator é que empresas menores podem não precisar de ferramentas tão complexas quanto as utilizadas pelas maiores. Nesse caso, o 5S pode ser uma boa alternativa para auxiliar na organização do ambiente produtivo.

Considere também o custo-benefício. Afinal, algumas ferramentas de gestão de produção podem ser caras. Mas pondere com a necessidade de optar por elas caso precise integrar todos os processos, como no ERP.

Como a tecnologia pode ajudar na gestão de produção?

A tecnologia pode ser uma grande aliada no processo de controle de produção quando a empresa escolhe a ferramenta certa.

A utilização de um sistema ERP como o WebMais, por exemplo, pode tornar a comunicação mais eficiente entre todas as áreas envolvidas no processo produtivo.

Assim, é assegurada uma gestão de produção mais ágil, fácil e livre de erros. E o melhor: tudo em um único local!

Como a tecnologia oferece funcionalidades de:

  • Controle de Lote e Validade;
  • Controle de Estoque;
  • Gestão de Materiais;
  • Controle de Produção;
  • Gestão de Vendas;
  • Controle de Expedição;
  • Controle Financeiro;
  • Integração com Terceiros e
  • Gestão de Clientes.
BANNER ERP WebMais tecnologia de ponta

Conclusão

A gestão de produção é uma forma de lidar com todas as etapas ligadas ao desenvolvimento de uma solução. Felizmente, você já sabe como gerenciar da melhor forma e não cometer erros.

Para gerenciar sem problemas, conte com uma ferramenta que otimiza o controle de processos como o ERP da WebMais. Esse pode ser um fator determinante para o desempenho e sucesso do seu negócio. Então, agende uma demonstração gratuita!

Deixe um comentário