Veja como usar BPF na sua indústria

O Que São BPF? Aplique As Boas Práticas De Fabricação!

As BPF, ou boas práticas de fabricação, são um conjunto de medidas que devem obrigatoriamente ser adotadas pelas indústrias.

A ideia é garantir que seus produtos estejam alinhados com as exigências sanitárias e de qualidade.

Assim, sendo muito usadas nos setores de fabricação de alimentos, medicamentos e produtos médicos, essas medidas são obrigatórias e previstas por lei.

Então, nesse artigo, você vai conhecer melhor as BPF e as suas diretrizes, além de entender a importância de colocar essas medidas em vigor no seu negócio.

Descubra como implementar as BPF no seu negócio e garanta a qualidade e conformidade dos seus produtos!

Agende uma demonstração gratuita do ERP WebMais e dê o próximo passo para o sucesso da sua indústria.

BANNER TOPO BLOG Estoque, compras e muito mais

O Que É BPF?

Em resumo, as BPF são um conjunto de procedimentos criados para garantir um padrão mínimo de qualidade em processos de fabricação.

As medidas previstas pelas BPF dizem respeito não só aos processos de fabricação propriamente ditos, mas também regulam a armazenagem, comércio e até o transporte de diversos tipos de produtos.

Seguir as BPF é obrigatório e elas estão estabelecidas pelas seguintes leis:

Dessa forma, as indústrias que não cumprirem as BPF podem sofrer penalidades que vão desde advertência e multas até o cancelamento do alvará de funcionamento do estabelecimento.

Importância Das BPF

As Boas Práticas de Fabricação (BPF) são importantes porque:

  • Qualidade dos produtos: Elas garantem que o que a gente compra seja bom, sem defeitos;
  • Segurança: Especialmente em alimentos, elas garantem que o que a gente come seja seguro e não nos faça mal;
  • Eficiência: Faz as empresas produzirem melhor, sem desperdício, e seguirem as regras certinhas;
  • Confiança: Quando as empresas seguem as BPF, a gente confia mais nos produtos delas;
  • Regras da lei: Em muitos lugares, seguir essas regras é obrigatório, senão as empresas não podem funcionar legalmente;
  • Evita problemas: Ajuda a evitar problemas, como alimentos estragados ou remédios que não funcionam direito, protegendo nossa saúde e a imagem das empresas.

Em outras palavras, as Boas Práticas de Fabricação são importantes para termos produtos bons, seguros e confiáveis, seguindo as regras e evitando problemas.

Quais São as Vantagens de Aplicar as BPF?

A implementação das BPF em uma indústria, além de garantir que o negócio funcione dentro da legalidade, traz uma série de benefícios.

O mais óbvio deles é a garantia da qualidade dos produtos. Isso porque, além de seguros para os consumidores, agradam mais e, assim, podem trazer resultados melhores para a empresa.

Outra vantagem é o maior controle sobre os processos da empresa, o que resulta em um trabalho mais produtivo e na redução de custos com manutenção, substituição e até demandas judiciais.

Ilustração de homem branco com camiseta cinza, fazendo sinal positivo com o polegar esquerdo, ao lado do texto "Vantagens do BPF nas indústrias

- Permite atuar dentro da lei
- Garante a qualidade dos produtos
- Segurança pro consumidor
- Maior controle sobre processos
- Mais produtividade
- Redução de custos diversos"

Além disso, seguir as BPF também torna o trabalho mais seguro para os funcionários e melhora a imagem da empresa perante um mercado cada vez mais competitivo e exigente.

Quem Regula as Boas Práticas de Fabricação?

As Boas Práticas de Fabricação foram divulgadas pela Organização Mundial da Saúde em 1992 e, desde então, vêm sendo adotadas em diversos países.

Atualmente, mais de 100 nações seguem regras sobre processos de fabricação de produtos biológicos e farmacêuticos, como Austrália, Estados Unidos, países da Europa, China, Filipinas e Vietnã.

Aqui no Brasil, as BPF são fiscalizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que toma como base a legislação sanitária do governo federal.

A depender do setor, as regras mudam, pois, o órgão faz exigências específicas para cada tipo de produto.

Legislação Das BPF

A legislação das BPF no Brasil é regida pela ANVISA e inclui diversas normas, como:

  • RDC nº 17/2010: Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos;
  • RDC nº 48/2013: Boas Práticas de Fabricação para Cosméticos e Produtos de Higiene Pessoal;
  • RDC nº 47/2013: Boas Práticas de Fabricação de Produtos Saneantes;
  • RDC nº 275/2002: Procedimentos Operacionais Padronizados em Estabelecimentos Produtores de Alimentos.

Essas normas estabelecem diretrizes para garantir a qualidade, segurança e higiene na fabricação de alimentos, medicamentos, cosméticos e produtos relacionados.

Quais São as 11 Diretrizes Básicas da BPF?

Para que as indústrias consigam cumprir os objetivos das BPF, que é uma produção sem contaminação, com segurança e alta qualidade, é preciso seguir algumas diretrizes básicas. Saiba mais sobre cada uma delas!

Estabeleça Bons Procedimentos Escritos

Quando os procedimentos são documentados de forma clara e objetiva, todas as pessoas envolvidas nos processos conseguem entender quais são as atividades que devem ser desenvolvidas.

Dessa forma, o trabalho é padronizado e todos os processos acontecem de acordo com as mesmas normas, gerando produtos de qualidade semelhante.

Qualifique e Valide Processos

Além de documentar os procedimentos, todos eles devem ser testados e validados.

Assim, é nessa etapa que acontecem os famosos testes de qualidade, que vão atestar que os procedimentos em questão são eficazes e geram os resultados esperados.

Identifique Papéis e Responsabilidades

Quando cada colaborador da indústria sabe exatamente qual é o seu cargo e quais são as atribuições, todo o time sofre menos com mal-entendidos e falhas de comunicação.

Mantenha Todos os Registros

Os registros permitem que a gestão da indústria mapeie e rastreie todas as atividades realizadas em sua operação.

Assim, em casos de erros, é possível analisar essas informações para entender o que deu errado.

As 11 diretrizes básicas da BPF

1. Estabeleça bons procedimentos escritos
2. Qualifique e valide processos
3. Identifique papéis e responsabilidades
4. Mantenha todos os registros
5. Use as instalações e equipamentos certos
6. Controle de água e energia
7. Monte uma equipe competente
8. Pratique boa higiene
9. Manter instalações e equipamentos
10. Garantir qualidade
11. Use listas de verificação de auditoria BPF

Além disso, a documentação ajuda na identificação de obstáculos, gargalos, reclamações e outras questões que, após resolvidas, podem tornar o trabalho mais eficiente.

Use as Instalações e Equipamentos Certos

Toda a estrutura da indústria deve ser montada com o objetivo de contribuir para a qualidade e segurança do que está sendo fabricado, desde a construção do edifício até a manutenção dos equipamentos.

Controle De Água E Energia

O Controle de Água e Energia desempenha um papel crucial nas operações industriais, influenciando diretamente a eficiência, sustentabilidade e custos de produção.

Então, por meio de práticas e tecnologias adequadas, é possível monitorar e otimizar o uso desses recursos, minimizando desperdícios, reduzindo custos operacionais e contribuindo para a preservação ambiental.

Monte Uma Equipe Competente

É fundamental que todos os trabalhadores sejam bem treinados. Assim, saberão o que é um produto de qualidade e o que fazer para consegui-lo, além de evitar acidentes de trabalho.

Pratique Boa Higiene

A boa higiene é fundamental na indústria, principalmente quando se trata da fabricação de alimentos.

Dessa forma, é possível garantir a segurança dos trabalhadores e diminui consideravelmente os riscos de contaminação.

Manter Instalações e Equipamentos

A manutenção industrial é uma grande aliada das BPF, pois garante o bom funcionamento de todo o maquinário, evitando paradas não programadas, erros na operação e contaminação.

Por isso, uma boa prática é fazer inspeções regulares, identificando pontos de melhorias antes que eles se tornem problemas.

Garantir Qualidade

Todos os materiais que fazem parte dos processos de fabricação devem ser analisados antes de serem usados na produção. 

Dessa forma, você assegura que eles atendem às especificações e que sejam armazenados de forma correta, mantendo a sua segurança e integridade.

Use Listas de Verificação de Auditoria BPF

As listas de verificação das BPF funcionam como checklists e ajudam você a garantir que todos os pontos fundamentais estabelecidos pela Anvisa estão sendo cumpridos.

Riscos De Não Seguir As Boas Práticas De Fabricação

Em resumo, as BPF são diretrizes essenciais para garantir a qualidade, segurança e eficácia dos produtos fabricados em diversos setores industriais, como alimentos, medicamentos, cosméticos, entre outros.

Então, não seguir essas práticas pode acarretar uma série de riscos e consequências negativas para as empresas, desde penalidades legais até a perda de espaço no mercado e a rejeição do público consumidor.

Penalidades Previstas Em Lei

Uma das principais consequências de não seguir as boas práticas de fabricação são as penalidades previstas em lei.

Isso porque os órgãos reguladores, como Anvisa, FDA e suas equivalentes em outros países, podem multar, interditar, suspender ou fechar empresas não alinhadas com as BPF.

Essas penalidades visam proteger a saúde pública e garantir a qualidade dos produtos disponibilizados no mercado.

Perda De Espaço Para A Concorrência

Além disso, outro risco significativo de não seguir as boas práticas de fabricação é a perda de espaço para a concorrência.

3 riscos de não seguir as boas práticas de fabricação

1 - Existe chances de receber penalidades previstas em lei
2 - É possível perder espaço para concorrentes
3 - A empresa pode ser rejeitada pelo público

Empresas que não se preocupam com a qualidade e segurança de seus produtos acabam perdendo a confiança dos consumidores. Dessa forma, também perdem mercado para concorrentes que estejam em conformidade com as BPF.

A reputação de uma empresa é um ativo valioso, e qualquer descuido nesse sentido pode afetar negativamente sua imagem perante o público e seus concorrentes.

Rejeição Do Público

Atualmente, a rejeição do público é uma das consequências mais imediatas e visíveis de não seguir as boas práticas de fabricação.

Isso porque os consumidores estão cada vez mais conscientes e exigentes em relação à qualidade, segurança e origem dos produtos que consomem.

Então, quando uma empresa é associada a problemas de qualidade, contaminação ou outros problemas relacionados à falta de BPF, os consumidores tendem a evitar seus produtos, buscando alternativas mais confiáveis no mercado.

Como Fazer O Gerenciamento Das BPF?

Para evitar os riscos mencionados acima e garantir a conformidade com as boas práticas de fabricação, é essencial adotar um eficiente sistema de gerenciamento das BPF.

Mas, esse sistema deve envolver várias etapas e ações específicas para garantir a qualidade e segurança dos produtos fabricados.

Defina Responsáveis

Primeiramente, para gerenciar as BPF é preciso definir claramente os responsáveis por sua implementação e manutenção dentro da empresa.

Isso inclui a criação de um comitê ou equipe dedicada, composta por profissionais qualificados e capacitados para garantir o cumprimento das diretrizes estabelecidas.

Faça Um Diagnóstico

Antes de implementar qualquer medida, é fundamental realizar um diagnóstico detalhado das práticas atuais da empresa em relação às BPF.

Isso inclui avaliar as instalações, processos de produção, controle de qualidade, armazenamento, transporte, entre outros aspectos relevantes.

O diagnóstico identifica as áreas de maior risco e as lacunas a serem corrigidas.

Elabore Um Manual De BPF

Com base no diagnóstico realizado, é importante elaborar um manual de boas práticas de fabricação personalizado para a empresa.

Esse manual deve conter todas as diretrizes, procedimentos e padrões a serem seguidos em todas as etapas do processo de fabricação. Vai desde a recepção das matérias-primas até a distribuição dos produtos acabados.

Monitore As Etapas E Aplicação

O monitoramento constante das etapas e da aplicação das boas práticas de fabricação é essencial para garantir a conformidade e a eficácia do sistema.

Isso pode ser feito por meio de auditorias internas, inspeções regulares, análise de indicadores de desempenho e feedback dos colaboradores.

Faça Vistorias

Além do monitoramento interno, é importante realizar vistorias periódicas nas instalações e processos de produção para identificar possíveis desvios ou não conformidades com as BPF.

6 dicas para uma boa gestão de BPF

1 - Defina responsáveis pela implementação e manutenção
2 - Faça um diagnóstico detalhado
3 - Elabore um manual de BPF
4 - Monitore etapas e aplicação
5 - Faça vistorias constantes
6 - Atualize o manual com frequência

Essas vistorias podem ser conduzidas por equipes internas ou por auditores externos especializados.

Atualize O Manual Com frequência

As boas práticas de fabricação estão em constante evolução, seja devido a novas regulamentações, tecnologias ou descobertas científicas.

Por isso, é fundamental manter o manual de BPF atualizado com frequência, incorporando as mudanças necessárias e garantindo a conformidade contínua da empresa.

Fique De Olho Nesses Detalhes Para Fazer As BPF:

Instalações

Certifique-se de que as instalações da empresa estejam adequadas às exigências das boas práticas de fabricação, incluindo áreas limpas, controle de temperatura e umidade, ventilação adequada, entre outros aspectos.

Armazenamento

O armazenamento adequado de matérias-primas, produtos intermediários e produtos acabados é fundamental para evitar contaminação, deterioração e perdas.

Então, siga as diretrizes de armazenamento específicas para cada tipo de produto.

Controle De Pragas

O controle de pragas, como insetos, roedores e microorganismos indesejados, é essencial para garantir a segurança e a qualidade dos produtos.

Implemente medidas preventivas e corretivas de controle de pragas conforme as recomendações das BPF.

Operações

Todas as operações envolvidas no processo de fabricação, desde a higienização de equipamentos até a embalagem e rotulagem dos produtos, devem seguir padrões rigorosos de qualidade e segurança estabelecidos pelas BPF.

BANNER O ERP WebMais é o melhor aliado para a sua indústria!

Conclusão

Seguir as boas práticas de fabricação não é apenas uma obrigação legal, mas uma necessidade fundamental para garantir a competitividade, reputação e sucesso de uma empresa no mercado.

Os riscos de não seguir as BPF são significativos e podem ter impactos negativos severos, tanto em termos financeiros quanto em termos de imagem e confiança junto aos consumidores.

Portanto, investir em um eficiente sistema de gerenciamento das BPF é essencial para o sucesso a longo prazo de qualquer empresa que atue na produção de bens e serviços.

Garanta a competitividade e o sucesso da sua empresa no mercado! Agende uma demonstração gratuita do ERP WebMais e descubra como seguir as boas práticas de fabricação.

Imagem de Sanon Matias
Sanon Matias

Fundador da WebMais Sistemas, Sanon Matias Fortunato possui mais de 25 anos de experiência em diversas vertentes das tecnologias e gestão empresarial, com ênfase em Indústria e Distribuição.

1 Comentário “O Que São BPF? Aplique As Boas Práticas De Fabricação!

Deixe um comentário