Você sabe o que é Supply Chain?

Entenda O Que É Supply Chain E Veja Como A Tecnologia Funciona

Imagem de Sanon Matias

No cenário empresarial, a eficiente gestão da cadeia de suprimentos, conhecida como supply chain, desempenha um papel crucial na otimização dos processos.

Isso porque ela é basicamente todo o caminho que um produto percorre, desde a matéria-prima até chegar às nossas mãos.

Imagine, então, como uma espécie de jornada que envolve comprar, transportar, armazenar, transformar e entregar os produtos.

Mas, para fazer tudo isso funcionar de maneira eficiente, existe algo chamado “Gestão da Cadeia de Suprimentos” (SCM), que é como as empresas coordenam todas essas etapas.

Neste texto, vamos explorar o que faz a cadeia de suprimentos ser tão relevante e como ela pode trazer vantagens para as empresas e para os consumidores.

Descubra o poder da eficiente gestão da cadeia de suprimentos com o ERP WebMais! Agende agora uma demonstração e explore como otimizar cada etapa, desde a matéria-prima até a entrega dos produtos em suas mãos.

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O Que É Supply Chain?

Supply chain significa, em português, cadeia de suprimentos. Ela é a responsável por todos os processos que um produto passa, desde a captação de matérias-primas até a entrega para o consumidor final.  

Ou seja, são os métodos e operações que compõem a fabricação, logística e distribuição deste produto.   

Na prática, isso quer dizer que ela envolve todas as atividades de compra dos insumos ou produtos, transporte, armazenamento, transformação, embalagem, gerenciamento interno, venda e distribuição aos clientes.   

Ainda, adicione a todas essas etapas a infraestrutura física e de processos necessária para dar suporte às operações.  

Além de tudo isso, outros processos também podem ser incluídos no supply chain, como os relacionados à criação de novos produtos, atendimento ao consumidor, controle financeiro e marketing.

O Que É SCM?

SCM significa Supply Chain Management, que em português pode ser traduzido como Gestão da Cadeia de Suprimentos. 

É uma abordagem estratégica e integrada para coordenar todas as atividades relacionadas à cadeia de suprimentos, desde a aquisição de matérias-primas até a entrega do produto final ao consumidor.

O SCM envolve o planejamento, execução e controle eficientes de todas as etapas do processo de supply chain, garantindo a sincronização e colaboração entre fornecedores, fabricantes, distribuidores, varejistas e outros parceiros comerciais. 

O objetivo é otimizar o desempenho global da cadeia de suprimentos, melhorando a eficiência, reduzindo custos, minimizando estoques e proporcionando maior satisfação ao cliente.

Para alcançar esses objetivos, o SCM utiliza diversas práticas, como o uso de tecnologia da informação, sistemas de gestão integrada, previsão de demanda, estratégias de estoque e colaboração estreita com os diversos elos da cadeia. 

Essa abordagem integrada visa criar uma cadeia de suprimentos ágil e adaptável às mudanças do mercado, promovendo a competitividade e a eficácia operacional. 

Em resumo, o SCM busca aprimorar a gestão e o desempenho de toda a cadeia de suprimentos, contribuindo para o sucesso global da empresa.

Como A Cadeia De Suprimentos Se Relaciona Com A Logística?

A logística e a supply chain sempre andaram juntas. Apesar de a “cadeia de suprimentos” ser um conceito novo, sua origem se dá com o surgimento da logística como objeto de estudo em 1950.   

Essa relação é tão dependente que é difícil afirmar ao certo se a logística é um instrumento da cadeia de suprimentos ou se é o contrário.   

Resumidamente, podemos dizer que a logística é responsável pela movimentação dos produtos de um lugar para o outro e por toda a documentação ligada a esses processos.  

Essas atividades englobam não só o transporte em si, mas também a análise estratégica para definir os meios mais ágeis e mais adequados a cada tipo de produto, o uso de tecnologias para movimentação e rastreio, gestão de riscos e o controle de cargas e descargas.

Todos esses processos logísticos visam garantir que os produtos cheguem ao seu destino no prazo certo e com toda a segurança.  

Ao passo que a logística concentra seus esforços no transporte da mercadoria e em todo o suporte para que isso ocorra, a supply chain tem uma visão mais ampla, planejando todo o fluxo do produto e sua relação com o negócio e os clientes.  

A logística tem um papel fundamental dentro da cadeia de suprimentos. Afinal, a gestão de supply chain necessita que os produtos cheguem no prazo, nas condições, na quantidade e no endereço combinados.  

Assim, podemos afirmar que, se houver falhas na logística, a supply chain será impactada diretamente.

Qual A Importância Da Cadeia De Suprimentos?

Entre os principais pilares da supply chain está o atendimento ao consumidor final. 

Portanto, sua importância está na maneira com que a sua empresa conduz suas ações para este objetivo, tornando os processos mais ágeis e integrados.   

De forma geral, podemos apontar que a supply chain é importante especialmente, mas não exclusivamente, na otimização do estoque da empresa.  

Para isso, é preciso garantir que, de forma contínua, a empresa possua mercadorias em quantidade e qualidade adequadas para comercialização, sem faltar ou sobrar.   

Essa é uma visão bastante simplificada do processo, mas ela envolve todo um planejamento desde a compra de insumos, análise da demanda de vendas, rotatividade de estoque, sazonalidade nas vendas.

Quais São As Principais Funções Da Supply Chain?

Podemos dizer que a supply chain tem três funções principais. A primeira delas é a integração das informações sobre as diferentes áreas funcionais da empresa.  

Ao organizar esses dados que se referem a rotinas e relacioná-los aos demais processos necessários, a operação se torna mais eficiente com menos incidência de erros. 

Outra função da supply chain é viabilizar o cumprimento dos prazos, que são um dos pontos sensíveis às operações das empresas hoje em dia. 

Dessa forma, é possível ter mais credibilidade perante o mercado e nutrir uma boa relação com parceiros e clientes. 

A supply chain também tem o controle de indicadores de performance entre as suas funções. 

E esse acompanhamento é fundamental para a otimização de processos e aplicação de melhorias continuamente dentro da organização.  

A partir da análise dos indicadores é possível saber, por exemplo, como está a qualidade dos itens produzidos, quais são os custos demandados na operação, o lead time, entre outras coisas.  

E se os resultados não forem satisfatórios, esse é o primeiro passo para a definição de novas estratégias a serem aplicadas na operação. 

Mas quais são as vantagens efetivamente obtidas com a cadeia de suprimentos? Descubra a seguir.

Quais As Vantagens Da Supply Chain?

Uma vez alinhada, sua supply chain pode resultar em vários benefícios práticos para a empresa e ao consumidor. Conheça as principais vantagens:

Redução De Custos

A supply chain atua na otimização dos processos para garantir uma maior eficiência dos mesmos.

7 vantagens de uma Supply Chain bem alinhada

Assim, sua empresa acaba gastando menos com a produção e estoque, por meio da otimização da logística.  

Além disso, com a previsibilidade das demandas você elimina a necessidade de ocupação desnecessária do seu estoque. Tudo isso resultando em uma operação eficaz de ponta a ponta, reduzindo custos.

Maior Eficiência

Com um bom gerenciamento, sua empresa nunca ficará “parada no tempo”. 

É preciso sempre buscar formas de melhorar, principalmente por meio de um ciclo de melhoria contínua, que sempre agrega ao negócio. 

Assim, sua organização se torna capaz de lidar com as demandas do mercado em tempo real, independente do teor das mudanças. 

É uma forma de se manter resiliente, cumprindo com as obrigações de prazos, sem perder a qualidade e mantendo (ou subindo) sua força de vendas na corrida contra a concorrência.

Integração Entre Os Setores

A supply chain é composta por diversos setores da sua empresa, como já falamos por aqui, tanto operacionais como estratégicos.  

O objetivo não é tornar complexa a operação, mas de alguma forma, alinhar todos os pares internos (e também externos) na rotina produtiva. 

Entre os setores mais acionados, podemos mencionar:

  • Vendas;
  • Contábil;
  • Compras;
  • Produção;
  • Tributário;
  • Marketing;
  • Recursos Humanos;
  • Estoque e Armazenamento.

O objetivo é realmente criar uma estratégia baseada em uma abordagem multidisciplinar. Só assim os elos se complementam e a cadeia de suprimentos se torna verdadeiramente eficaz.

Maior Competitividade

A supply chain proporciona à sua empresa uma maior facilidade para lidar com as demandas, sempre da melhor forma possível.

Mas ela não é algo fixo e pode mudar de acordo com a situação.  Por isso, ela precisa levar em consideração a sazonalidade dos produtos e insumos, os períodos de alta na demanda, as questões relativas ao transporte (como a perecibilidade), entre outros aspectos.

Esse complexo esquema fortalece as ações predefinidas, redefinindo a logística empresarial.

Aumento Dos Lucros

Com a redução de custos operacionais, sua empresa se vê em um estado de equilíbrio financeiro que gera espaço para uma margem de lucro mais interessante.

Seu fluxo de caixa se torna mais e mais saudável e, sem a necessidade de ativos fixos, como estoque ou manutenção, você reduz custos.

Além disso, uma boa supply chain estipula metas e novas políticas de negociação com fornecedores.

Assim, dá a chance de ressignificar vários acordos, firmando parcerias ainda mais valiosas e que lhe dêem mais respiro financeiro.

Aprimoramento Dos Serviços

Quando bem gerenciada, a supply chain permite que a empresa cumpra prazos e entrega produtos com a qualidade esperada. 

A boa gestão também garante a disponibilidade do produto, ou seja, não haverá nada em falta (e nem em excesso) no estoque. 

Isso traz vantagens tanto para a empresa, que não terá prejuízo por deixar de vender e nem por ter produzido em excesso, quanto para o cliente, quem sempre terá os produtos que deseja à disposição.

Redução De Falhas Operacionais

A cadeia de suprimentos em uma empresa ajuda a diminuir erros operacionais de várias maneiras.

Primeiro, ela melhora a comunicação entre diferentes etapas do processo, garantindo que todos estejam na mesma página.

Isso reduz a chance de mal-entendidos e erros de comunicação. Além disso, a gestão eficiente do estoque assegura que os produtos certos estejam disponíveis no momento certo, evitando a falta de itens ou excesso de estoque.

A automação de processos também desempenha um papel importante, minimizando a intervenção humana e, consequentemente, reduzindo erros.

A rastreabilidade na cadeia de suprimentos ajuda a identificar rapidamente a origem de problemas, possibilitando correções rápidas.

Em resumo, uma cadeia de suprimentos bem gerenciada contribui para a redução de falhas operacionais ao melhorar a comunicação, otimizar estoques, automatizar processos e facilitar a identificação rápida de problemas.

Como A Supply Chain Funciona Dentro Da Empresa?

Dentro da empresa, a supply chain tem um papel muito importante para o planejamento estratégico, pois exige análises de mercado e de demandas.

Para chegar ao consumidor final, o produto precisa passar por muitas etapas. Até chegar à prateleira de uma loja, ele passou por muitas transformações.

E para que as vendas tragam um bom retorno, é fundamental que a empresa conheça muito bem todas as etapas pela qual o produto passou até chegar ali.

Essas são algumas questões importantes:

  • Quais são as épocas do ano em que o produto tem maior procura?
  • Quais são os prazos dados pelos fornecedores?
  • Onde ele é produzido e onde será vendido?
  • Quanto tempo vai levar o transporte dessa mercadoria?
  • O produto está disponível para pronta-entrega ou é preciso fazer encomenda?

Todas essas questões precisam ser analisadas pela empresa ao montar o seu planejamento estratégico. 

É isso que vai garantir que os produtos estejam sempre disponíveis para os clientes. 

Dentro da empresa, a gestão de supply chain vai controlar todo o processo de compras, armazenamento, vendas, entregas e algumas trocas. 

É possível utilizar a tecnologia para ajudar nesses processos, tornando-os mais ágeis e reduzindo as chances de erros. 

Essa modernização, que geralmente acontece com o apoio de sistemas, traz uma série de benefícios para a empresa.

Alguns são: redução de custos operacionais, maior integração entre os setores, resolução ágil de problemas e possibilidades de tomar decisões com base em dados fornecidos pela ferramenta.

O Que É Gestão De Supply Chain?

A gestão de supply chain, ou supply chain management, em inglês, é o trabalho voltado para o planejamento estratégico dos fluxos pelos quais um produto passa até chegar ao consumidor final.  

Isso inclui todas as etapas da cadeia de suprimentos, como compra de suprimentos, serviços, finanças, transporte, informações e tudo o que for relevante para a boa relação entre as empresas que fazem parte do supply chain

Os principais objetivos da gestão de supply chain são organizar os processos, torná-los mais ágeis e reduzir custos ao longo das etapas, para que o trabalho seja mais lucrativo para a empresa. 

Quando a gestão é bem feita, além de reduzir custos, ela também evita desperdícios e atrasos e melhora a experiência de compra do cliente, um fator fundamental para o sucesso do negócio.

Gestão De Supply Chain: Como Fazer?

Quando falamos em cadeia de suprimentos, estamos pensando também em sua gestão.

Esse gerenciamento tem, inclusive, um termo próprio e bastante conhecido: supply chain management, como você leu no tópico anterior. 

A finalidade é ter mais eficiência e eficácia para melhorar a vantagem competitiva da empresa. 

Nesse momento, é importante destacar que a gestão da cadeia de suprimentos vai muito além da logística.

Enquanto a supply chain refere-se à integração interna de atividades, a gestão da cadeia de suprimentos está relacionada à integração externa, que também leva em conta a coordenação dos fluxos de informações e materiais para consumidor final e fornecedores. 

O objetivo da supply chain management é melhorar o rendimento em algumas atividades, e, para atingi-lo, é preciso cumprir algumas etapas, sobre as quais você saberá mais a seguir!

Mapeamento de Etapas

O primeiro passo para ter controle sobre todas as etapas pelas quais o produto passa é saber quais são elas exatamente. 

Para isso, o ideal é mapear todo o caminho percorrido pelo produto, desde a aquisição da matéria-prima até a venda para o consumidor final. 

Quanto mais o gestor de supply chain souber sobre esses processos, mais fácil será identificar pontos de melhoria e fazer aprimoramentos. 

Integração Entre as Áreas da Empresa

É fundamental que todos os setores envolvidos na supply chain estejam integrados — a boa notícia é que com a tecnologia isso fica muito mais fácil.  

Todos os setores precisam ter boa comunicação entre si e entender quais são as suas responsabilidades.  

Essa integração entre as áreas vai trazer agilidade para os processos e evitar erros como compras desnecessárias e desperdício de recursos.

Integração com Fornecedores

Tanto os fornecedores como os compradores precisam estar por dentro de tudo o que acontece na supply chain de um produto.  

O compartilhamento de informações com eles é uma das principais medidas que podem ser tomadas para manter a produção em consonância com as demandas do mercado.

Quais Áreas Fazem Integração Com A Supply Chain?

Como você já sabe, a supply chain abrange uma série de áreas dentro das empresas. Todas têm papel fundamental na produção, distribuição e venda dos produtos.  

A seguir, você conhece as funções das principais delas:

Pessoas

Envolve os recursos humanos que estão por trás dos processos. Sem elas, seria impossível produzir, distribuir e vender.  

Para o sucesso do negócio, é muito importante encarar as pessoas como um dos pilares da estratégia e investir em treinamentos, capacitação e bem-estar — tudo isso visando a melhor eficiência operacional.

Insumos

Os insumos são todas as coisas que servem de matéria-prima para a produção. 

Para a sua aquisição, a empresa deve ter bom relacionamento com fornecedores, conhecer suas condições e garantir a boa qualidade.

Transporte

As transportadoras são empresas que têm um importante papel na supply chain. Elas devem cumprir prazos e fazer as entregas com segurança.

Ilustração de duas mulheres montando quebra-cabeças ao lado de uma lista com "Áreas que integram com a Supply Chain:
- Pessoas
- Insumos
- Transporte
- Documentação
- Custos
- Organização
- Equipamentos
- Informação"

Documentação

Aqui não estamos falando de burocracia, mas sim da documentação de tudo o que acontece na supply chain. 

Essas informações servem para que a equipe de estratégia encontre pontos de melhoria e esteja constantemente se desenvolvendo para atender melhor os clientes.

Custos

Como já falamos, a boa gestão de supply chain ajuda a identificar pontos específicos de demanda do mercado e, assim, focar em produzir os que as pessoas querem comprar — e produzir menos aquilo que não tem tanta demanda. 

Isso, além de reduzir custos, ajuda na precificação dos produtos.

Organização

A organização não é um setor em si, mas é igualmente importante para o sucesso. Ela deve ser fomentada em todas as áreas da empresa, pois facilita a gestão e torna as operações mais transparentes.

Equipamentos

Os equipamentos são fundamentais para colocar em prática a supply chain, pelo menos no que diz respeito a processos internos.  

Invista em equipamentos de qualidade e não deixe de fazer manutenções preventivas, para que não deixem você na mão.

Informação

Como falamos no início deste conteúdo, uma das principais funções da supply chain é a integração de informações sobre diversos setores da empresa. 

Com esses dados em mãos, fica mais fácil a equipe encontrar pontos de melhoria e oportunidades de crescimento. 

É assim que a empresa garante a melhoria contínua dos seus processos e o constante desenvolvimento tanto da empresa como das habilidade de cada um dos profissionais envolvidos no trabalho.

Quais São Os Desafios Da Supply Chain?

A cadeia de suprimentos busca ser um motor para o desenvolvimento escalável do negócio, potencializando seu alcance. Em relação aos seus desafios, podemos elencá-los em duas categorias.

Desafios Operacionais

São os que dizem respeito ao objetivo de cumprir com as demandas do consumidor. Ou seja, no âmbito produtivo e especialmente logístico, ainda mais com as limitações do transporte de carga que são um problema no Brasil.

Desafios Estratégicos

Já estes são os que tratam da integração com fornecedores, clientes e parceiros, buscando o alinhamento de ideias para que a corrente se complete. É preciso de inteligência de negócios e, especialmente, da ferramenta tecnológica certa.

Como Aplicar A Supply Chain Na Minha Empresa?

É possível resumir a aplicação da supply chain em três importantes etapas, veja quais são:

  • Formalização: essa é a primeira etapa e diz respeito ao desenvolvimento de uma política que aborde regras, objetivos e processos que devem ser cumpridos e documentados. Será a base para a gestão da supply chain, permitindo entender sua extensão e necessidades operacionais e estratégicas.
  • Monitoramento de Desempenho: aqui é onde serão realizadas as análises constantes das informações operacionais (sejam internas ou externas), com intuito de angariar insumos de inteligência para melhorar estrategicamente a operação.
  • Adoção e Uso da Tecnologia: por fim, as informações apenas serão coletadas e bem administradas com o uso de um sistema de gestão eficiente. Por isso o uso de um sistema integrado é tão importante para uma gestão eficaz da cadeia de suprimentos.

5 Dicas Práticas Para Otimizar A Supply Chain

Uma vez que sua empresa adotar a supply chain, é preciso estar de olho nas execuções diariamente. O objetivo de conciliar essa estratégia tão completa é justamente ter acesso aos dados de forma quase instantânea, possibilitando a rápida tomada de decisões.

1 – Utilize Um Sistema de Gestão

Para que seja possível tomar decisões mais assertivas é fundamental saber o que está acontecendo em sua empresa, em tempo real.  

Para isso, utilizar um sistema de gestão capaz de integrar todos os setores é tão importante. 

Conheça as opções disponíveis no mercado e escolha um que possibilite acesso de qualquer lugar e que integre todas as informações do seu negócio.

2 – Envolva Sua Equipe

Toda a sua equipe precisa estar envolvida nesse processo. É preciso que cada uma delas entenda a importância de suas entregas e como o sucesso da operação depende (e muito!) delas.  

Por isso, alinhe as atividades com cada um dos envolvidos, afinal, uma boa gestão de supply chain depende, sobretudo, das pessoas.

3 – Analise Seus Indicadores Internos e Externos

O monitoramento é parte essencial da supply chain, portanto, não se esqueça dele!  

É a análise dos indicadores internos e externos que vai lhe dar base para um panorama geral desde a produção até as entregas.  

Esse poder de inteligência é muito valioso, portanto, busque sempre atualizá-lo para se manter à frente das mudanças do mercado.

4 – Analise Suas Demandas e Despesas

Analisar todas as demandas e as despesas é fundamental. Somente este balanço das operações vai lhe indicar o sucesso da estratégia, bem como apontar as eventuais falhas. 

Esse conhecimento será necessário também na hora de otimizar a operação, quando você precisar reduzir ainda mais os custos. 

Assim, mostrando o que é essencial para cumprir as demandas e o que pode ser descartado.

5 – Construa Boa Relação Com Fornecedores

É importante manter uma boa relação com os fornecedores para melhorar a cadeia de suprimentos. 

Isso envolve comunicação aberta, transparência e colaboração. Certifique-se de entender as necessidades e expectativas de ambos os lados, buscando soluções que beneficiem ambas as partes. 

Isso pode resultar em entregas mais eficientes, qualidade aprimorada e, em última instância, em uma cadeia de suprimentos mais eficaz.

Profissional de Supply Chain

O profissional de Supply Chain desempenha um papel fundamental nas operações empresariais, sendo responsável por coordenar e otimizar o fluxo de produtos e informações ao longo da cadeia de suprimentos.

Ilustração de dois profissionais homens trabalhando em uma máquina de linha de produção, com o texto "O profissional de Supply Chain é responsável por coordenar e otimizar o fluxo de produtos e informações ao longo da cadeia de suprimentos"

Para ser bem-sucedido nessa função, é necessário possuir uma série de habilidades essenciais que vão além de conhecimentos técnicos específicos. 

Habilidades Mais Importantes Do Gestor De Supply Chain

A seguir, exploraremos algumas das habilidades mais importantes que um gestor de Supply Chain deve cultivar para alcançar o sucesso em sua carreira.

1. Organização

A organização é uma habilidade central para qualquer profissional de Supply Chain.

Lidando com uma variedade de processos, desde a aquisição de matérias-primas até a entrega do produto final, é crucial manter todos os aspectos da cadeia de suprimentos em ordem. 

Isso envolve a criação e manutenção de sistemas eficientes de gerenciamento de estoque, programação de produção e coordenação logística. 

A capacidade de lidar com múltiplas tarefas simultaneamente e manter um ambiente de trabalho estruturado são componentes-chave para o sucesso nessa área.

2. Liderança E Boa Comunicação

Outra habilidade vital para o gestor de Supply Chain é a liderança. Coordenar equipes e garantir que cada membro compreenda seu papel na cadeia de suprimentos é essencial para o bom funcionamento do processo. 

A capacidade de motivar e inspirar os colaboradores a alcançarem metas comuns é crucial.

Além disso, uma comunicação eficaz é fundamental para evitar mal-entendidos e garantir que todas as partes estejam alinhadas com os objetivos da cadeia de suprimentos. 

Um gestor de Supply Chain eficiente deve ser capaz de transmitir informações de maneira clara e concisa, promovendo a colaboração e a eficiência em toda a equipe.

3. Conhecimento Sobre Tecnologia De Gestão

O avanço tecnológico transformou significativamente o campo da gestão de Supply Chain.

Nesse contexto, um gestor eficiente deve possuir conhecimentos sólidos sobre as últimas tecnologias de gestão disponíveis. 

Ferramentas de automação, sistemas de rastreamento e softwares de análise de dados desempenham um papel crucial na otimização dos processos.

Portanto, estar familiarizado com essas tecnologias e saber como implementá-las efetivamente na cadeia de suprimentos é uma habilidade valiosa. 

A capacidade de adaptação a novas tecnologias permite que o profissional de Supply Chain mantenha a eficiência operacional e esteja em sintonia com as tendências do mercado.

4. Estar Sempre Atualizado

A cadeia de suprimentos é um ambiente dinâmico e em constante evolução, com mudanças frequentes em regulamentações, demanda do mercado e tecnologias emergentes. 

Portanto, um gestor de Supply Chain eficiente deve estar sempre atualizado sobre as últimas tendências e desenvolvimentos em sua área de atuação. 

Participar de cursos de atualização, workshops e conferências do setor são maneiras eficazes de se manter informado e adquirir conhecimentos relevantes.

Essa habilidade de aprendizado contínuo é crucial para antecipar desafios futuros, identificar oportunidades e tomar decisões informadas.

Em resumo, o profissional de Supply Chain desempenha um papel central na eficiência operacional das empresas. 

Suas habilidades vão além do conhecimento técnico, abrangendo organização, liderança, comunicação eficaz, conhecimento tecnológico e a capacidade de se manter atualizado.

Cultivar essas habilidades é fundamental para enfrentar os desafios dinâmicos da cadeia de suprimentos e contribuir para o sucesso a longo prazo das operações empresariais.

Perguntas Frequentes Sobre Supply Chain

Agora que você já entende o que é supply chain e como ela pode contribuir com o seu negócio, pode ser que tenha algumas dúvidas sobre o tema.  

Para ajudar, separamos aqui as perguntas mais comuns sobre supply chain e deixamos as respostas para cada uma delas!

Qual O Profissional De Supply Chain?

O profissional responsável por gerenciar toda a cadeia de supply chain em uma empresa é o gerente ou gestor de supply chain.  

É essa pessoa que garante que todos produtos e serviços sejam entregues com agilidade, segurança e pelo menor custo possível, além de cuidar da relação com fornecedores e organizar processos logísticos internos. 

O gestor de supply chain pode ter diferentes formações universitárias, sendo as mais comuns em Administração ou Logística.  

É importante ainda que esses profissionais tenham conhecimentos mais aprofundados sobre supply chain e, por isso, um MBA na área costuma ser exigido pela maioria das empresas. 

Além da formação, esse profissional deve ter outras habilidades, como a desenvoltura para lidar com pessoas, organização, mentalidade analítica e liderança.  

Também é importante que o gestor de supply chain esteja sempre atualizado sobre as tendências da área e novas tecnologias, para que possa, com esse conhecimento, tornar o seu trabalho cada vez mais eficiente. 

Como O SCM Melhora A Produtividade Do Negócio

O Supply Chain Management (SCM), ou gerenciamento da cadeia de produção, é o conjunto de ações praticadas pela empresa para garantir a eficiência do trabalho na supply chain.  

Uma boa estratégia de SCM traz muitas vantagens para a empresa e aumenta a sua produtividade por mitigar riscos, melhorar a comunicação e trazer mais flexibilidade.

Quanto Ganha Um Profissional De Supply Chain?

A média salarial no Brasil para um especialista em supply chain iniciante é de R$ 6.2287,00, segundo dados do site vagas.com. 

Já para os profissionais mais experientes, a média é de R$ 8.921,00.  

Entretanto, esse valor pode variar de acordo com a experiência, formação, local de trabalho e região de atuação, atingindo a média de R$ 10.383

Quem São Os Membros Do Supply Chain?

A supply chain é composta por uma série de agentes, que atuam nas mais diversas etapas do processo logístico. 

Alguns exemplos são os fabricantes, fornecedores, armazéns, distribuidoras, varejistas e, claro, os consumidores, que são o ponto final da cadeia. 

Os integrantes do supply chain podem variar de acordo com o produto, região e especificidades de cada mercado!

BANNER - Precisa de ajuda para gerenciar a Supply Chain? Conte com o ERP WebMais!

Conclusão

Como você pode perceber, o papel da logística nos negócios passou a ser mais estratégico do que operacional.  

Conceitos como supply chain, resposta rápida e gerenciamento do inventário do estoque revolucionaram não somente a forma pela qual as empresas gerenciam suas atividades logísticas, mas também como fazem a gestão de todo o seu negócio.  

As estratégias logísticas influenciam no projeto do produto, nas parcerias, na seleção de fornecedores e em outros processos vitais do negócio.  

Fique por dentro de todas as novidades na área de logística e de gestão empresarial acompanhando nosso blog. Aproveite e agende agora uma demonstração gratuita do ERP WebMais!

2 Comentários “Entenda O Que É Supply Chain E Veja Como A Tecnologia Funciona

Deixe um comentário