calculo de necessidade de compra

Cálculo de necessidade de compra: como fazer?

Você sabe calcular a necessidade de compra da sua empresa? Para quem trabalha com gestão de estoque, esse cálculo é fundamental para o bom funcionamento da operação. Afinal, a compra é uma das etapas mais importantes para o negócio, impactando diretamente os lucros finais.

No post de hoje, vamos falar em detalhes sobre o que é a necessidade de compra. Além disso, você vai descobrir como calcular as quantidades exatas de produtos que precisa comprar para suprir as necessidades de vendas e produção. Quer ver? Então continue lendo!

O que é o cálculo de necessidade de compra? 

O cálculo de necessidade de compra é, como o próprio nome indica, uma forma de definir quais produtos precisam ser adquiridos para suportar os processos de produção da empresa e quais são as quantidades necessárias

O relatório de necessidade de compra, por exemplo, é um elemento bastante usado pelas indústrias. O objetivo desse documento é mostrar os itens que devem ser comprados. Para isso, alguns aspectos devem ser levados em consideração, como o estoque (mínimo e atual) e as ordens de compra em aberto. 

A realização do cálculo de necessidade de compra é fundamental para uma gestão de estoque eficiente. Quer saber o motivo? Então, veja o próximo tópico!

Qual a importância de saber a necessidade de compra?

O processo de compra é uma etapa muito importante para os negócios e deve ser potencializado para diminuir as chances de erro. Afinal, equívocos nesse sentido podem gerar grandes prejuízos econômicos para a empresa. 

Por isso, o relatório que registra a necessidade de compra é um item indispensável para as indústrias e distribuidoras. Igualmente importante é o cálculo que vai determinar as quantidades e itens a serem registrados no relatório.

Com um relatório preciso que indique a necessidade dos itens, o processo de compras se torna mais refinado. Isso evita cenários como a realização de compras de última hora e desorganização do estoque. 

As compras de urgência, por exemplo, podem aumentar os custos da indústria, que poderiam conseguir preços mais em conta ao comprar com antecedência. 

Além disso, sabendo o que deve ser adquirido, o gestor é capaz de fazer um planejamento e um cronograma mais eficientes, auxiliando em todo o processo industrial.  

Por fim, calcular a necessidade de compra ajuda a não deixar o estoque parado, com produtos desnecessários acumulados, e a não sofrer com a falta de algum item que não pode ser comprado de última hora. 

Isso também impacta o consumidor final e a experiência que ele tem com a empresa. Afinal, se um produto do catálogo está em falta, a percepção desse cliente em relação à empresa fornecedora fica comprometida. 

Agora que você já sabe o que é a necessidade de compra e a importância de calculá-la, vamos ver na prática como fazer esse cálculo? Leia a seguir e descubra!

banner CTA ERP WebMais

Como calcular a necessidade de compra de um produto? 

Para calcular a necessidade de compra é importante olhar para o histórico de vendas da empresa, assim como para a sazonalidade dos produtos vendidos. O cálculo em si não é complicado. Então, vamos ver como faz?

Primeiro, calcule a média de venda diária do produto, seguindo esta fórmula:

Média de venda diária = soma das unidades vendidas / quantidade de dias do período calculado


Agora que você já calculou a média de venda diária, é hora de descobrir a necessidade de compra do produto. Para isso, aplique a seguinte fórmula: 

Necessidade de compra = [média de venda diária * (frequência de compra + prazo de entrega)] – (estoque atual – estoque de segurança)

Uma dica para esse processo é: se o cálculo da necessidade de compra resultar em um número negativo, significa que você tem estoque suficiente para cobrir a sua demanda até a próxima compra. Neste caso, não há necessidade de compra!

É recomendado também adicionar alguns itens depois que o cálculo estiver finalizado, só para garantir que o estoque realmente não acabe antes do previsto. 

A partir do cálculo é possível fazer um planejamento mensal, trimestral ou semestral para garantir o estoque para o ano todo. Assim não há risco de perder vendas ou gastar mais do que o necessário. 

Além disso, o cálculo facilita o processo de realizar compras maiores com um mesmo fornecedor. Nesse sentido, você consegue negociar preços melhores para o seu negócio. 

Como um ERP pode ajudar?

Sabia que um ERP pode ajudar muito a sua empresa na gestão de estoque e no entendimento da necessidade de compra? Um sistema como esse automatiza o cálculo a partir das informações armazenadas sobre histórico de vendas e estoque. Assim, com poucos cliques, é possível descobrir quais itens precisam ser adquiridos e a quantidade de cada um deles. 

Além disso, um ERP robusto oferece relatórios de rotatividade, que mostram a sazonalidade dos itens registrados. Isso facilita muito o planejamento anual da indústria, que consegue ter uma visão ampla do negócio e de suas vendas. 

A negociação com os fornecedores também é facilitada, pois há mais previsibilidade sobre o que deve ser comprado e quando isso precisa ser feito. Um sistema de gestão também permite fazer todo o controle do estoque em poder de terceiros.

Tudo isso contribui para que a sua indústria ou distribuidora reduza os custos das compras e evite perder o que foi comprado em excesso. 

Portanto, o ERP é uma poderosa ferramenta estratégica para o seu negócio, permitindo centralizar todos os itens do seu estoque em um único lugar e controlá-los da melhor maneira para a sua gestão. Afinal, o sistema disponibiliza a possibilidade de filtrar os produtos cadastrados, seja por tipo, descrição ou código.

1 Comentário “Cálculo de necessidade de compra: como fazer?

Deixe um comentário

quatro × três =