Plano Mestre de Produção: o que é, vantagens e como montar?

Saiba Para Que Serve o Plano Mestre de Produção

O Plano Mestre de Produção, mais conhecido na sua sigla PMP, é um documento que abriga todas as informações importantes sobre o que será produzido, os valores e o tempo que vai durar o serviço. 

Assim, o PMP é parte essencial do planejamento de uma produção, tendo em vista que é nessa listagem que ficará evidente o que será confeccionado e a quantidade de produtos que a fábrica vai conseguir produzir em um determinado período. 

Para que você possa compreender melhor, neste artigo será apresentado o que é o Plano Mestre de Produção e qual a função dele dentro de uma fábrica. 

O Que É Plano Mestre de Produção?

O Plano Mestre de Produção é um planejamento do que será produzido na fábrica em um intervalo de tempo pré-definido. Uma vez que as produções sempre precisam passar por processos de otimização para melhor uso do tempo e dos recursos.

Assim como na matriz Ansoff, o gestor de projetos deve planejar todas as ações que serão executadas, para ter o melhor aproveitamento das atividades.

A lista dessa produção, quando bem organizada, serve para manter o ritmo das confecções, além de guardar informações importantes para o período de análise que deve acontecer antes, durante e após a realização dos trabalhos.

Deste modo, é possível estar em constante melhoria dos serviços em prol dos lucros e do bem estar da empresa de modo geral. 

Já que assim, o PMP é mais uma das ferramentas que visa ajudar as empresas a chegarem ao seu objetivo dentro do mercado em que atuam. 

Por Que o Plano Mestre de Produção É Importante Para Sua Empresa?

O PMP se tornou com o passar do tempo um documento chave para toda indústria, já que é por meio dele que são feitos os controles sobre a capacidade de produção da empresa, bem como oferece métricas para melhorar o desempenho da produção

Na prática, pense que uma empresa  tem a capacidade de produzir uma quantidade de 2.000 unidades de sabonetes, no entanto a cada Plano Mestre de Produção definido é constatado que os colaboradores não conseguem atingir a meta. 

Logo vem o diagnóstico de que algo pode estar ocorrendo de forma errada, seja pela avaria de alguma máquina ou pelo baixo desempenho dos colaboradores.

Para não ficar no prejuízo, ações devem ser realizadas para que ocorra uma mudança no quadro e assim a gestão possa voltar a ter controle sobre o que fabrica. 

Quais São as Vantagens do Plano Mestre de Produção?

É inegável afirmar que toda ferramenta implantada para otimizar os resultados da empresa de porte industrial possui benefícios que comprovam a sua relevância para a manutenção dos lucros.

Quais são as vantagens do Plano Mestre de Produção?

De modo geral, as principais vantagens do PMP são resumidas em três grandes blocos como veremos a seguir. 

  1. Otimização da Produção

As indústrias precisam ter o controle de quanto conseguem produzir mensalmente, por exemplo, com o Plano Mestre de Produção, além de conseguir visualizar esse dado, é possível estudar estratégias para que a confecção seja otimizada e os lucros alavancados.

Assim, fazendo a relação entre quantidade de pedidos, máquinas disponíveis e números de colaboradores, é possível identificar o tempo que vai levar para que a produção atenda todas as demandas que possui. 

  1. Tomada de Decisões

Gerir a logística de um negócio para manter e melhorar a qualidade dos resultados é um desafio que acontece diariamente, por isso com o PMP o gestor não só tem um plano para ser seguido “cegamente”.

Muito pelo contrário, são os dados que estão presentes nesse planejamento que dão subsídios para que as melhores decisões sejam tomadas. Além de toda a técnica que deve ter, um bom gestor precisa ter uma boa capacidade de análise de informações presentes no PMP para tomar as melhores decisões.   

  1. Redução de Prejuízos

É preciso que os gestores fiquem atentos a todos os custos da produção e serviços prestados, para assim encontrar os gargalos e reduzir os gastos. 

Um exemplo é a adoção do trabalho à distância, que possibilita a empresa a reduzir os custos com locações e deslocamento dos colaboradores.

Com o PMP ao ter informações que possibilitam essa análise fica muito mais fácil identificar quando os resultados não estão de acordo com a capacidade de confecção da indústria. Quando você tem uma planilha com todos os gastos envolvidos nas suas operações, fica mais fácil identificar o problema e encontrar uma solução.

Quais São as Etapas e Como Montar o Plano Mestre de Produção?

Como veremos a seguir, o Plano Mestre de Produção acontece em quatro macro etapas diferentes de planejamento. A partir dessas etapas fica muito mais fácil e prático visualizar como funciona o PMP dentro de uma indústria, por exemplo.

Quais são as etapas e como montar o plano mestre de produção?

Previsão de Demanda

Quando se empreende no setor de vendas, o investidor deve sempre estar atento às demandas que vai precisar atender dentro de um período de tempo. Essa é a primeira e a etapa fundamental do Plano Mestre de Produção.

É claro que cada mercado tem períodos de alta e baixas de requisições, mas de todo modo pesquisas anuais sempre são realizadas de acordo com a localidade para saber qual a expectativa de produção para cada período. 

Com a identificação do quanto precisa produzir é que a equipe de planejamento pode passar para a próxima etapa do PMP

Planejamento de Capacidade De Produção

Nesta segunda etapa, os responsáveis devem identificar de forma realista o quanto a indústria é capaz de produzir. É com essas informações em mãos que o setor comercial poderá responder de forma franca os pedidos de vendas. 

Por outro lado, é nesse processo que o gestor consegue identificar se a produção está de acordo com o esperado. Do mesmo modo, estuda e aplica estratégias que podem aumentar o ritmo da produção frente à alta demanda.

Planejamento da Produção

Nesta etapa, com todas as informações, é preciso definir quanto será produzido e em qual período, é claro que essa definição deverá estar de acordo com a demanda dos consumidores e a capacidade de produção da fábrica.

Tendo em vista que, para mitigar os prejuízos e não deixar os clientes em falta, um cruzamento sempre precisa ser realizado. Em outra perspectiva, planejar o que será produzido de acordo com o que existe no estoque dá a possibilidade da empresa fechar apenas as vendas que são valiosas. 

ERP Ideal Para Gestão de PMP

Os módulos do ERP WebMais podem ser integrados com diversos setores da sua empresa, permitindo que você faça um planejamento de forma rápida e organizada.

Assim você será capaz de gerenciar os processos organizacionais, otimizar o fluxo de informações, sendo capaz de acompanhar em tempo real tudo o que ocorre na sua empresa.

Para um gestor, isso significa ter o poder de tomar decisões importantes para a empresa, em tempo real e de forma mais assertiva. Aproveite para conhecer os nossos sistemas de ERP para indústrias e comece agora a otimizar os processos da sua empresa.

Deixe um comentário

16 − 13 =