Saiba o que fazer para conseguir a ISO 22000 para sua indústria de alimentos

ISO 22000: Tudo sobre Certificação em Segurança de Alimentos

Imagem de Sanon Matias

Atender os requisitos das normas internacionais da ISO (Organização Internacional de Padronização) garante boas práticas na produção de mercadorias e realização de serviços. Assim sendo, se você está buscando ter uma melhor gestão de segurança para a produção de alimentos do seu negócio, deve adquirir a certificação ISO 22000.

Dessa forma, trouxemos hoje aqui no blog, um post completo para explicar para você gestor, como se adequar para poder implementar o ISO 22000 no seu negócio.

Também temos uma ótima dica para facilitar seu controle de dados e simplificar o caminho para a ISO 22000: o ERP WebMais! Agende uma demonstração gratuita e conheça o sistema. 

Agora, vamos para o texto. Continue com a gente!

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O que é ISO 22000?

Neste caso, o ISO 22000 se classifica como uma norma internacional, que busca adequar todos os negócios que trabalham com a cadeia alimentar. A fim de oferecer produtos seguros e serviços de qualidade, esta norma busca boas práticas de fabricação seguindo alguns requisitos necessários.

Para Que Serve A ISO 22000?

Como é um SGSA, ou Sistema de Gestão em Segurança de Alimentos, a ISO 22200 serve para que as empresas possam conhecer mais sobre suas próprias atividades. Assim, é possível aprimorar a cultura empresarial, otimizar estratégias e garantir a segurança do produto.

Qual É A Diferença Com A FSSC 22000?

Ao contrário da ISO 22000, a FSSC 22000 é reconhecida pela Global Food Safety Initiative (GFSI). Em outras palavras, as empresas aprovadas estão cumprindo os mais altos padrões mundiais de qualidade. Dessa forma, o consumidor final pode ter total confiança na empresa.

Mas, é importante notar que a FSSC 22000 usa a ISO 22000 como base. Sendo assim, é normal que as empresas busquem a certificação ISO para, só então, conseguir a certificação FSSC. Em outras palavras, a FSSC fortalece e enriquece o seu certificado ISO 22000.

Quem pode aplicar a norma ISO 22000?

Dessa maneira, as organizações que se enquadram dentro da possibilidade de implementação são todas que envolvem a cadeia de suprimentos alimentícios e empresas que produzem inter-relacionados. Com isso, é possível citar:

  • Produtores de equipamentos;
  • Indústrias de materiais de embalagens;
  • Agentes de limpeza;
  • E produtores de ingredientes e aditivos.

Objetivo da norma

O principal objetivo é definir os requisitos para a aplicação de um sistema de gerenciamento de segurança de alimentos. Assim, o ISO 22000 realiza um controle de riscos em toda a cadeia alimentícia comercializada.

Dessa maneira, pontos críticos de controle são acompanhados, oferecendo uma maior segurança para os produtores e consumidores.

Implementando o ISO 22000

Para que a norma possa ser aplicada de forma eficiente, é preciso ter atenção e organização a algumas questões importantes. Elas envolvem a gestão de segurança das indústrias de alimentos.

Assim, existem alguns pontos que devem ser verificados antes da implementação das regras em seu negócio.

Portanto, um dos principais aspectos para qualquer estabelecimento que pretenda atender essa norma, é que estabeleça canais de comunicação entre sua equipe. É claro, isso tanto de maneira interna, quanto externa.

Sendo assim, é possível estabelecer uma base de interação otimizada entre seus fornecedores, órgãos reguladores e consumidores.

Passos para implementar a ISO 22000

Requisitos necessários

A certificação do ISO 22000 exige alguns passos para que seja bem-sucedida. Dessa maneira, é possível destacar algumas práticas seguidas por indústrias de alimentos e ou fornecedores de produto:

  • O gestor deve antes de tudo definir uma equipe de segurança de alimentos que seja capacitada para exercer sua função.
  • Deve-se estabelecer Programas de Pré-Requisito (PPRs), que buscam trazer uma política eficiente de higienização, saneamento, lavanderia, controle de pragas e outros.
  • Estabeleça instruções de procedimentos. Assim, é possível permitir uma comunicação clara e um monitoramento efetivo dos PPRs.
  • É preciso verificar a forma de armazenamento e produção de cada produto. Além disso, confira os procedimentos de entrada e saída dos mesmos, a fim de que todos sejam seguros e higienizados.
  • Realize o registro das especificações de todos os produtos utilizados para a produção da sua mercadoria.
  • Deve-se realizar uma análise de perigos e pontos críticos e manter registrado todos os pontos observados.
  • Dessa maneira, é necessário definir as medidas de controles para os riscos identificados;
  • Por meio do PPRs é possível estabelecer as medidas de controle.
  • Assim sendo, todos os processos devem ser documentados, a fim de que as medidas implementadas sejam seguidas de maneira efetiva.
  • Tendo implementado as condições de segurança, é importante que sejam seguidas à risca, trazendo mais organização e segurança.

Benefícios de contar com a ISO 22000

Quando uma empresa se empenha em atender os padrões globais de segurança, ela pode se tornar um grande exemplo dentro do mercado. Além disso, também pode passar uma melhor segurança a seus consumidores e garantir uma imagem eficaz de seu nome.

Assim sendo, por consequência da atenção tida no seguimento das normas, melhores resultados podem vir a ocorrer para o seu negócio.

A certificação ISO 22000 traz diversas vantagens. Seus processos diários se tornam mais eficientes e organizados, tendo a viabilização de acompanhamento do início ao fim do desenvolvimento de sua mercadoria.

Dessa forma, reunimos os principais benefícios apresentados pela adequação à essas normas:

Otimização de seus processos internos

Buscando uma gestão de segurança para suas mercadorias, é possível otimizar diversos processos da cadeia produtiva, desde o recebimento da matéria prima até a venda do produto acabado.

Dessa maneira, é viável formar um padrão de qualidade que possibilita as atividades serem realizadas de forma prática e sistemática.

Redução de gastos

Você sabia que se adequar a normas de um padrão de segurança gera diminuição de custos e despesas? Pois sim, é possível.

Ao seguir essas regras, as informações se tornam muito mais transparentes e a empresa pode tomar decisões de maneira mais segura e benéfica. Assim, é possível buscar sempre o bom aproveitamento de insumos e da mão-de-obra.

Maior assertividade nos resultados

Todos os processos diários são registrados se você contar com um Sistema de Gestão de Qualidade. Assim sendo, o trabalho de análise e acompanhamento de resultados se torna muito mais simples.

Além disso, com as informações disponibilizadas de maneira simples, o crescimento se torna esquematizado, constante e organizado.

BANNER Controle mais eficiente de resultados com o ERP WebMais

Penetração No Mercado

Ela ajuda a aumentar a penetração no mercado, pois muitos clientes e parceiros comerciais exigem certificações de segurança alimentar como pré-requisito para fazer negócios. Então, ao obter a ISO 22000, as empresas têm uma vantagem competitiva e maior aceitação no mercado.

Exportação

A certificação ISO 22000 facilita a exportação de produtos alimentícios. Isso porque muitos países têm regulamentações rigorosas de segurança alimentar e exigem que os produtos atendam a determinados padrões internacionais.

Sendo assim, a conformidade com a ISO 22000 demonstra o compromisso da empresa em garantir a segurança dos alimentos, aumentando a confiança dos importadores.

Melhoria Organizacional

Ao implementar um sistema de gestão de segurança alimentar, as empresas identificam áreas de risco e implementam controles eficazes para prevenir problemas relacionados à segurança dos alimentos.

Isso resulta em processos mais eficientes, redução de desperdícios, maior rastreabilidade e melhoria contínua.

Comunicação facilitada entre os setores

Contando com um Gestão de Qualidade, é possível integrar os seus setores. Nesse contexto, a comunicação interna de sua empresa se torna muito mais prática e os processos mais transparentes.

Além disso, com uma comunicação facilitada, é possível diminuir o desgaste da equipe com a solução de problemas, transições e negociações. Isso porque os processos se tornam mais ágeis de serem realizados ao seguirem um padrão de atividades.

Dessa forma, para que o Sistema de Gestão de Qualidade seja eficiente, se faz necessário atender as exigências estabelecidas pela ISO. Em outras palavras, é necessário que siga normas essenciais de segurança.

Assim sendo, é possível concluir que, quando um estabelecimento é certificado pela ISO, significa que passou obrigatoriamente por vários processos rigorosos de avaliação. Além disso, cumpriu uma série de requisitos.

Dessa maneira, é possível passar uma mensagem de responsabilidade e confiança sobre a empresa, atraindo fornecedores e clientes.

Podemos concluir, nesse caso, que ao atender os critérios solicitado pelo ISO 22000, você garante melhores resultados para a sua empresa.

Como É A Estrutura Da ISO 22000?

A estrutura da ISO 22000 segue a abordagem de alto nível conhecida como Estrutura de Alto Nível (High-Level Structure – HLS). Essa estrutura é comum a todas as normas de sistemas de gestão ISO, facilitando a integração e a implementação conjunta de várias normas.

Estrutura da ISO 22000

10 seções principais compõem a ISO 22000. Elas abrangem os requisitos para um sistema de gestão de segurança alimentar eficaz. Essas seções são as seguintes:

  1. Escopo: Define o âmbito do sistema de gestão de segurança alimentar e quais processos estão incluídos.
  2. Referências normativas: Lista outras normas e documentos relacionados que são referenciados na ISO 22000.
  3. Termos e definições: Fornece uma lista de termos e definições específicos utilizados na norma para garantir a compreensão comum.
  4. Contexto da organização: Requisitos para entender o contexto interno e externo da organização, bem como as partes interessadas relevantes.
  5. Liderança: Requisitos relacionados ao comprometimento da alta direção com o sistema de gestão de segurança alimentar.
  6. Planejamento: Inclui requisitos para ações para abordar riscos e oportunidades, estabelecimento de objetivos e planejamento de mudanças.
  7. Apoio: Requisitos para recursos, competência, conscientização, comunicação e documentação.
  8. Operação: Requisitos para o estabelecimento, implementação e controle dos processos operacionais necessários para garantir a segurança alimentar.
  9. Avaliação de desempenho: Requisitos para monitoramento, medição, análise e avaliação do desempenho do sistema de gestão de segurança alimentar.
  10. Melhoria: Requisitos para ações corretivas, ações preventivas e melhoria contínua do sistema de gestão de segurança alimentar.

Essa estrutura organizada e abrangente ajuda as organizações a estabelecer e manter um sistema de gestão de segurança alimentar efetivo de acordo com os requisitos da ISO 22000.

Quais Foram As Principais Mudanças Na ISO 22.000?

A ISO 22000:2018 trouxe diversas mudanças importantes em relação à versão anterior. Algumas das principais alterações são:

Estrutura de Alto Nível (Anexo SL)

A norma adotou a Estrutura de Alto Nível, também conhecida como Anexo SL, que é uma estrutura comum a todas as normas de sistemas de gestão da ISO. Assim, se facilita a integração e a implementação conjunta de diferentes normas.

Codex Alimentarius

A ISO 22000:2018 está mais alinhada com os princípios do Codex Alimentarius, que é um conjunto de diretrizes internacionais de segurança alimentar. Dessa forma, é possível fortalecer a harmonização global e a aceitação internacional da norma.

Gestão de Riscos

A nova versão enfatiza a abordagem baseada em riscos. Assim, exige que as organizações identifiquem, avaliem e controlem os riscos associados à segurança alimentar em todas as etapas da cadeia de fornecimento.

Ciclo PDCA

A norma enfatiza a utilização do ciclo PDCA (Plan-Do-Check-Act) para a melhoria contínua do sistema de gestão de segurança alimentar. Isso envolve o planejamento, implementação, verificação e ações corretivas e preventivas para aprimorar constantemente o desempenho.

Operação

A nova versão enfatiza a importância de processos operacionais eficazes, incluindo o controle de perigos, práticas de higiene, programas de monitoramento e medidas de controle preventivo.

Abordagem De Processos

A norma enfatiza uma abordagem de processos para a gestão da segurança alimentar, integrando diferentes atividades e funções dentro da organização em um sistema coeso.

BANNER Gestão completa e automatizada com o ERP WebMais

Contexto Da Organização

A ISO 22000:2018 requer que as organizações considerem seu contexto interno e externo, incluindo fatores como a cultura organizacional, as partes interessadas e os requisitos legais e regulatórios.

Liderança

A norma enfatiza o papel da liderança e do comprometimento da alta direção na implementação eficaz do sistema de gestão de segurança alimentar.

Necessidades E Expectativas Das Partes Interessadas

 A ISO 22000:2018 exige que as organizações identifiquem e atendam às necessidades e expectativas das partes interessadas relevantes, como clientes, fornecedores, funcionários e reguladores.

Perguntas Frequentes

Agora vamos responder algumas das perguntas mais frequentes!

O Que É O GFSI (Global Food Safety Initiative)?

O GFSI (Global Food Safety Initiative) é uma organização que visa melhorar a segurança alimentar e promover a confiança do consumidor em todo o mundo.

Ele reúne várias partes interessadas da indústria de alimentos para harmonizar os padrões de segurança alimentar e evitar duplicação de auditorias e certificações.

O GFSI reconhece e endossa normas de certificação de segurança alimentar de terceiros. Isso ajuda as empresas a demonstrar que possuem um sistema robusto de gestão de segurança alimentar e promove a confiança dos consumidores.

Quais Segmentos Da Cadeia Alimentar Podem Certificar Na FSSC?

A FSSC 22000 (Food Safety System Certification 22000) pode ser certificada por diversos segmentos da cadeia alimentar. Eles incluem:

  • Produção de alimentos: Agricultura, pecuária, aquicultura, pesca e outras atividades relacionadas à produção primária de alimentos.
  • Processamento de alimentos: Indústrias de processamento de alimentos, como fabricantes de produtos alimentícios, laticínios, produtos de panificação, bebidas, carnes, alimentos congelados, entre outros.
  • Armazenamento e distribuição: Empresas envolvidas no armazenamento e distribuição de alimentos, como armazéns, centros de distribuição, transportadoras e operadores logísticos.
  • Serviços de alimentação: Estabelecimentos que fornecem serviços de alimentação, como restaurantes, lanchonetes, cafeterias, serviços de catering, refeitórios e serviços de alimentação coletiva.
  • Embalagens: Fabricantes de materiais e embalagens para alimentos, incluindo embalagens de plástico, papel, vidro, metal, entre outros.
  • Ingredientes e aditivos: Empresas que produzem ou fornecem ingredientes, aditivos e coadjuvantes tecnológicos utilizados na fabricação de alimentos.
  • Varejo: Supermercados, lojas de alimentos, mercearias e outros estabelecimentos de varejo que lidam diretamente com a comercialização de alimentos.

Esses são alguns dos segmentos da cadeia alimentar que podem buscar a certificação na FSSC 22000. Cada segmento possui requisitos específicos a serem cumpridos para obter a certificação.

Quais As Etapas De Certificação No Sistema FSSC 22000?

A certificação FSSC 22000 envolve algumas etapas. Elas são planejamento, implementação do sistema, auditoria interna, seleção de organismo de certificação, auditoria de certificação, análise e emissão do certificado, monitoramento e recertificação.

É importante ressaltar que as etapas exatas podem variar dependendo do organismo de certificação escolhido, mas essas são as principais etapas envolvidas no processo de certificação na FSSC 22000.

Quais As Diferença Entre ISO 9001 E ISO 22000?

A ISO 9001 e a ISO 22000 são normas de gestão de qualidade, mas têm focos diferentes. A ISO 9001 é genérica e se aplica a qualquer organização, buscando melhorias e satisfação do cliente.

Já a ISO 22000 é específica para segurança de alimentos, garantindo que sejam seguros em toda a cadeia alimentar.A ISO 9001 abrange liderança, planejamento e controle de processos, enquanto a ISO 22000 lida com perigos, higiene e monitoramento. Embora tenham semelhanças, a ISO 22000 é mais direcionada à indústria de alimentos. Já a ISO 9001 é mais ampla e trata da qualidade em geral.

BANNER ERP para indústria de alimentos WebMais

Qual A Relação E Diferença Da ISO 22000 Com Outros Padrões De Segurança Alimentar?

A ISO 22000 é um padrão internacional de segurança alimentar, mas diferente de outros padrões, como o Codex Alimentarius e o esquema de certificação FSSC 22000. Isso porque a ISO 22000 é uma norma genérica aplicável a qualquer organização da cadeia alimentar.

Cada padrão tem requisitos específicos, mas todos têm como objetivo garantir a segurança dos alimentos. As organizações devem escolher o padrão adequado com base em suas necessidades e buscar a certificação correspondente.

Por exemplo, o Codex Alimentarius é uma coleção de normas alimentares internacionais desenvolvidas pela FAO e OMS. Já a FSSC 22000 é um esquema de certificação específico baseado na ISO 22000, com requisitos adicionais para a indústria de alimentos.

Cada padrão tem suas particularidades. Assim, as organizações devem considerar suas necessidades específicas ao escolher o mais adequado para garantir a segurança alimentar.

O Que A ISO 22000 Significa Para As Indústrias De Alimentos E Bebidas?

A ISO 22000 é de grande importância para as indústrias de alimentos e bebidas. Isso porque estabelece requisitos e diretrizes para garantir a segurança alimentar ao longo de toda a cadeia de produção.

Ela ajuda as indústrias a identificar e controlar os perigos relacionados aos alimentos, implementar boas práticas de higiene, monitorar processos críticos, estabelecer sistemas de rastreabilidade e garantir a conformidade legal.

Para as indústrias de alimentos e bebidas, a ISO 22000 traz os seguintes benefícios:

  1. Melhoria da segurança alimentar: A norma auxilia na identificação e gestão de riscos, reduzindo a possibilidade de ocorrência de doenças transmitidas por alimentos e outros problemas de segurança.
  2. Conformidade regulatória: A ISO 22000 ajuda as indústrias a cumprirem os requisitos legais e regulatórios relacionados à segurança alimentar, garantindo a conformidade com as legislações vigentes.
  3. Acesso a mercados internacionais: A certificação na ISO 22000 é reconhecida globalmente. Assim, pode facilitar o acesso a mercados internacionais, demonstrando o comprometimento com a segurança alimentar.
  4. Melhoria da imagem e reputação: A adoção da ISO 22000 evidencia o compromisso da indústria com a segurança alimentar, fortalecendo a confiança dos consumidores e parceiros comerciais.
  5. Eficiência operacional: A norma incentiva a implementação de boas práticas de gestão e processos eficientes, contribuindo para a melhoria da produtividade e redução de desperdícios.

Em resumo, a ISO 22000 é fundamental para as indústrias de alimentos e bebidas. Ela fornece diretrizes claras para garantir a segurança alimentar, assegurar a conformidade legal, fortalecer a imagem da empresa e melhorar a eficiência operacional.

Qual O Tipo De Empresa Que Precisa Buscar A Certificação Da ISO 22000?

A certificação da ISO 22000 é importante para empresas de todos os tamanhos na indústria alimentar, como agricultura, processamento de alimentos, embalagem, distribuição, varejo e serviços alimentares.

Ela traz benefícios para segurança alimentar, conformidade, eficiência e reputação.

A certificação é opcional e depende das necessidades e metas de cada empresa, considerando regulamentos, clientes e oportunidades de mercado.

Qual A Importância De Um Software De Gestão De Resíduos No Apoio Da ISO 22000?

Um software de gestão de resíduos desempenha um papel essencial no apoio à implementação e conformidade com a ISO 22000, norma de segurança alimentar.

Um software de gestão de resíduos é importante para apoiar a ISO 22000, norma de segurança alimentar. Ele ajuda a empresa a rastrear, controlar e gerenciar os resíduos de forma eficiente. Além disso, garante a conformidade com as regulamentações, promove a melhoria contínua e reduz impactos ambientais.

BANNER ISO 22000 facilitada com ERP WebMais

Conclusão

Como vimos, a ISO 22000 serve para garantir a conformidade, melhorar a segurança, conquistar mercados internacionais e fortalecer a reputação são alguns dos benefícios dessa certificação.

Implementar um software de gestão de resíduos também desempenha um papel importante para o sucesso da certificação, proporcionando controle e eficiência na gestão dos resíduos.

Com a ISO 22000, as empresas podem elevar sua segurança alimentar e destacar-se em um mercado cada vez mais exigente e competitivo.

Se você se interessou por essa matéria, conheça outros posts do nosso blog e entenda mais sobre o assunto! Um exemplo é o artigo “O que é Certificado Digital e para que serve este documento?”. Confira. 

Veja também como o ERP WebMais trabalha para simplificar sua gestão. Agende uma demonstração gratuita e saiba mais.

Deixe um comentário