ciclo operacional: aprenda a calcular, conceitos e exemplos

O Que É Ciclo Operacional E Financeiro: Cálculos E Exemplos

Imagem de Sanon Matias

Entender como funciona o ciclo operacional da empresa ajuda você a tomar melhores decisões estratégicas, principalmente em relação ao capital de giro e fluxo de caixa da empresa. 

Neste artigo, além de entender o que é ciclo operacional de uma empresa e como calculá-la, você também vai conhecer o conceito de ciclo financeiro e operacional, além de conferir as nossas dicas para fazer uma boa gestão desses índices. 

Boa leitura!

BANNER GERAL Estoque, compras, financeiro e muito mais com o ERP WebMais

O Que É Ciclo Operacional?

O ciclo operacional é o tempo médio que uma empresa leva para completar as operações que envolvem a sua atividade. Ele começa quando a empresa compra matéria-prima e termina quando o cliente recebe o produto. 

Entre esses dois pontos, no entanto, muita coisa acontece: a transformação da matéria-prima em produto, armazenamento, estoque, pagamento aos fornecedores, entre outras coisas.

Financeiramente falando, podemos dizer que o ciclo operacional corresponde ao intervalo entre a saída de recursos para financiar a compra de matéria-prima e a entrada de recursos no caixa, provenientes da venda dos produtos.

Para Que Serve O Ciclo Operacional?

O conhecimento sobre o ciclo operacional pode trazer conhecimentos valiosos para o gestor. 

Por meio dele, é possível entender quanto tempo a empresa leva para fabricar cada produto e, a partir disso, saber quais processos são satisfatórios e quais ainda precisam ser otimizados.

O ciclo operacional também ajuda na precificação dos produtos e permite que o gestor tome decisões mais inteligentes com o objetivo de ter processos mais eficientes.

Como Funciona O Ciclo Operacional De Uma Empresa?

Alguns fatores podem influenciar na duração do ciclo operacional de uma indústria. Saiba quais são!

Prazos de pagamento

Prazos de pagamento mais estendidos encurtam o ciclo operacional, pois a empresa pode atrasar o efetivo pagamento da matéria-prima e, assim, fazer com que o ciclo comece mais tarde.

Política De Atendimento A Pedidos

A maior taxa de atendimento inicial aumenta a quantidade de estoque e, assim, incrementa o ciclo operacional de uma empresa.

Política De Crédito

A política de crédito diz respeito às condições de pagamento oferecidas aos clientes. 

Pagamentos muito facilitados, com grandes concessões de prazos, prolongam o ciclo de operações, pois o dinheiro investido nas matérias-primas demora de retornar para o negócio.

Quando Utilizar O Ciclo Operacional?

O ciclo operacional deve ser constantemente monitorado pelas empresas, independentemente do seu tamanho. 

É dessa forma que a gestão consegue construir uma estrutura operacional sólida o suficiente para superar momentos difíceis e potencializar o crescimento em momentos mais prósperos.

Isso porque, a empresa que domina os seus ciclos operacionais conseguem se preparar melhor para enfrentar crises, diminui as chances de endividamento e, por consequência, aumenta a sua lucratividade.

A Importância Do Ciclo Operacional Na Gestão De Estoque

A gestão de estoque é fundamental para a garantia de um ciclo operacional mais curto. Isso porque, o estoque cheio aumenta o ciclo – e quem gerencia empresas sabe que estoque cheio é sinal de que o dinheiro não está circulando.

Uma empresa saudável deve sempre buscar ciclos reduzidos, com estoques otimizados, que giram várias vezes ao ano. Isso significa que a gestão sabe otimizar os seus recursos e que o dinheiro está circulando.

A gestão de estoque, portanto, ajuda na observação de como estão os processos produtivos e indica quando é necessário aplicar melhorias para aprimorar o giro dos ativos e a entrada de dinheiro no caixa.

Como Calcular O Ciclo Operacional De Uma Empresa?

como calcular o ciclo operacional

Se você quer entender como calcular o ciclo operacional de uma empresa, é preciso usar a seguinte fórmula: 

Ciclo Operacional = Prazo Médio de Estocagem (PME) +  Prazo Médio de Contas a receber (PMCR) 

O Prazo Médio de Estocagem é o tempo que a matéria-prima e os produtos prontos para a venda ficam armazenados no estoque da empresa. 

Já o Prazo Médio de Contas a Receber é o tempo que leva para que a empresa receba os valores pelas vendas dos seus produtos.

Cálculo do Ciclo Operacional: Veja Um Exemplo

Imagine que a matéria-prima da sua indústria fique, em média, 25 dias armazenadas no estoque e que o PMCR seja de 30 dias. 

Somando esses dois valores, chegamos ao número de dias do ciclo operacional da empresa, que é de 55 dias. Como já explicamos, quanto menor for o resultado dessa soma, melhor.

Cálculo do Ciclo Operacional: Veja Um Exemplo

Imagine que a matéria-prima da sua indústria fique, em média, 25 dias armazenadas no estoque e que o PMCR seja de 30 dias.

Somando esses dois valores, chegamos ao número de dias do ciclo operacional da empresa, que é de 55 dias.

Quando menor for o resultado dessa soma, melhor.

O Que É Ciclo Financeiro?

O ciclo operacional financeiro é o intervalo entre a saída e a entrada de dinheiro no caixa da empresa. A saída, nesse caso, é o pagamento dos seus fornecedores; a entrada, o recebimento dos valores das vendas feitas. 

O ideal é que esse intervalo seja o menor possível. E, ao contrário do que algumas pessoas podem imaginar, um resultado negativo não é ruim.  

Isso quer dizer que a empresa não faz pagamentos de fornecedores antes de receber os valores das vendas – e esse resultado é muito positivo para a saúde financeira do negócio!

O mais comum, no entanto, é que o ciclo financeiro da empresa seja positivo. Isso acontece quando a empresa paga os seus fornecedores antes de receber o dinheiro das vendas. 

O ciclo financeiro positivo gera um déficit no caixa até o final do ciclo, quando os valores das vendas entram e cobrem o que foi gasto para pagar os fornecedores.

Como Calcular O Ciclo Financeiro?

como calcular o ciclo financeiro

Para calcular o, a fórmula é a seguinte: 

Ciclo Financeiro = Ciclo Operacional (CO) – Prazo Médio de Pagamento a Fornecedores (PMPF)

Usando o mesmo exemplo anterior, temos um CO de 55 dias e vamos imaginar que o PMPF seja de 10 dias. Nesse caso, o ciclo financeiro da empresa é de 45 dias.

Como Manter O Ciclo Financeiro Controlado?

Agora que você sabe a importância de manter o ciclo financeiro o mais reduzido possível, vamos dar algumas dicas para que você consiga fazer um melhor controle do tempo entre as saídas e as entradas de dinheiro no caixa.

A primeira dica é planejar o capital de giro necessário para a sua operação. Por mais que essa dica parece óbvia, muitos negócios negligenciam o capital de giro e prejudicam as suas finanças por isso.

O planejamento do capital de giro ajuda na identificação de quanto é necessário manter em caixa para garantir a cobertura das operações durante os ciclos financeiros.

Além disso, também é necessário planejar as suas retiradas do caixa da empresa, para não prejudicar o capital de giro.

Outra dica importante é controlar diariamente o seu fluxo de caixa, ou seja, todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa, por menores que sejam.

Apesar de ser uma tarefa simples, ela é muito importante para a saúde financeira do negócio, pois permite identificar compromissos a serem cumpridos e recebimentos dos clientes, diminuindo a inadimplência.

Por fim, precisamos falar sobre a tentação de baixar os preços em uma tentativa de aumentar as vendas. Isso pode prejudicar o caixa e, na prática, muitas vendas deixam de acontecer por erros no processo comercial, e não necessariamente por causa dos preços.

Que É Ciclo Econômico?

O ciclo econômico, por sua vez, contabiliza apenas o período em que o produto está no estoque da empresa. Ele se inicia com a aquisição da matéria-prima e termina no momento da venda, não considerando o prazo de entrega do produto.

Qual A Relação Entre O Ciclo Financeiro E Operacional?

O ciclo operacional e o ciclo financeiro devem se adequar um ao outro. O ajuste de ambos, além de facilitar a sua redução, permite o melhor gerenciamento do capital de giro, o que é fundamental para a manutenção das operações durante os ciclos. 

Para isso, os dois departamentos da empresa devem estar em constante comunicação, com o objetivo de garantir que os registros financeiros reflitam com precisão todas as transações comerciais que acontecem nos ciclos operacionais.

Dicas De Como Ter Um Bom Ciclo Operacional E Financeiro Na Sua Empresa

4 dicas de como ter um bom ciclo operacional e financeiro

Como falamos, quanto menor o ciclo operacional e financeiro do negócio, melhor. Para ajudar você a diminuir esses intervalos de tempo, trazemos algumas dicas!

Faça Um Bom Planejamento Orçamentário

Um planejamento bem feito garante a tomada de decisões orientada por dados e traz mais previsibilidade sobre as receitas e despesas da empresa. Assim, fica mais fácil controlar ambos os ciclos e argumentar na negociação de prazos com seus fornecedores.

Reduza Os Prazos Para Recebimento Das Vendas

Quanto mais rápido você recebe os valores das vendas, menor é o seu ciclo operacional financeiro. Assim, você evita aqueles períodos de déficit no caixa da empresa, como já explicamos aqui. Para isso, negocie prazos com seus clientes!

Busque Estender o Prazo Para Pagamento dos Fornecedores

A mesma dica serve para a compra de matéria-prima. A diferença é que, aqui, você vai tentar aumentar os prazos de pagamento, em vez de diminuir o prazo do recebimento.  

Quando isso acontece, você também evita grandes períodos de déficit no caixa da empresa, passando menos tempo no vermelho.

Use a Tecnologia a Seu favor

A melhor forma de gerenciar o ciclo operacional e financeiro da empresa é contando com a ajuda da tecnologia. Um sistema de gestão empresarial otimiza uma série de tarefas, para que você possa dedicar mais tempo à parte estratégica.

Como Utilizar O Conhecimento Desses Ciclos Na Administração Da Empresa?

Confira, agora, as nossas dicas para implantar na empresa algumas ações que vão facilitar a administração do negócio, diminuindo o ciclo operacional e o ciclo financeiro.

Planeje O Capital De Giro E Retirada

O ideal é que as retiradas do caixa da empresa para o início de um novo ciclo operacional não afetem o capital de giro. Para que isso aconteça, a empresa deve se  planejar. O primeiro passo é estabelecer o valor do capital de giro.

Depois, é preciso entender quanto precisa sair do caixa para um novo ciclo operacional e  garantir que haja esse dinheiro em caixa, além do capital de giro. Dessa forma, a empresa consegue manter as suas finanças saudáveis e se preparar melhor para tempos de crise.

Não Baixe Os Preços Para Aumentar As Vendas

Como falamos, nem sempre a falta de vendas quer dizer que os seus preços estão altos. Em muitos casos, a falha pode estar nos processos comerciais. 

Por isso, o primeiro passo para aumentar as vendas é rever esses processos com a equipe, identificando objeções e criando argumentos para contorná-las.

Além disso, quando se precificar um produto, a empresa considera uma série de fatores, como a margem de lucro segura e as despesas do negócio, e baixar esse valor pode prejudicar as finanças da empresa! 

Lembre-se de que a precificação deve ser feita sempre com base em dados, nunca por intuição.

Proteja A Empresa De Prazos Impossíveis

Muitas empresas cometem o erro de negociar prazos impossíveis com clientes ou fornecedores, na expectativa de conseguir novos negócios ou descontos em compras. 

No entanto, esses prazos podem afetar negativamente todo o planejamento financeiro da empresa. Antes de tomar qualquer decisão nesse sentido, não deixe de colocar tudo na ponta do lápis!

Lembre-Se De Que A Compra À Vista Nem Sempre É Vantajosa

Muitos fornecedores oferecem descontos para pagamentos à vista, mas nem sempre isso é um benefício para você.

Isso acontece porque, muitas vezes, o pagamento à vista resulta em um ciclo financeiro maior, o que pode trazer algumas complicações se a empresa não tiver um bom capital de giro. 

Além disso, é preciso considerar a inflação antes de tomar a decisão. Descontos à vista precisam ser maiores do que a inflação para valerem a pena!

Por Que É Importante Ter Um Ciclo Operacional E Financeiro Na Sua Empresa?

Entender como funciona o ciclo operacional da empresa, assim como o ciclo financeiro, é muito importante para que os gestores consigam manter as contas equilibradas. Se isso não acontecer, dificilmente a empresa conseguirá operar de forma sustentável.  

Esse conhecimento também ajuda a fazer uma melhor gestão de estoque, evitando que os produtos fiquem parados por muito tempo e, com isso, reduzam o faturamento do caixa. 

Conclusão

Fazer uma boa gestão do ciclo operacional e do ciclo financeiro da empresa é fundamental para entender o funcionamento de processos e garantir uma operação sustentável.  

Como você já sabe, quanto menores forem esses ciclos, melhor para a saúde financeira do negócio, pois isso significa que o caixa passa menos tempo em déficit. 

Para evitar operar no vermelho, as principais ações são as negociações com clientes, para antecipar os recebimentos  com fornecedores, para adiar pagamentos. 

Por isso, é importante manter um bom relacionamento com todos os envolvidos em sua operação!

Deixe um comentário